Bruno Contrera, do STB: “Trabalhamos com escolas no mundo todo. Depende do perfil do estudante”

Redação do DIÁRIO

Especializados em educação internacional, no mercado há 45 anos, com mais de 60 lojas no Brasil e escritório internacional, proporcionando todo o suporte ao estudante dentro e fora do Brasil. “Temos todos os produtos que englobam a educação internacional. De 8 a 80”, pontuou o gerente de produtos da STB, Bruno Contrera, em entrevista ao DIÁRIO. Durante a conversa, o gerente sanou as principais dúvidas dos interessados em formação fora do Brasil. Confira:

DIÁRIO – Quais são os principais produtos vendidos pela STB para quem pretende estudar fora do Brasil?

BRUNO CONTRERA – Os principais para fora do Brasil, dependem muito da idade e do perfil do estudante. Para os que estão a partir de 8 a 17 anos, os produtos são os programas de idiomas, inglês, espanhol e francês, nas temporadas de férias. Em julho, por ser verão, temos opções mais variadas, cursos preparatórios para carreira, além do idioma, ou os preparatórios para esportistas em clínicas de esportes. Ou também programas que oferecemos com guias do STB. Em julho, destinos como Malibu, Califórnia, Vancouver, Toronto, Inglaterra… Esses são os principais destinos para a faixa etária até 17 anos.

DIÁRIO – Vocês têm intercâmbios com pacotes formulados a pessoas com mais de 40 anos?

BRUNO CONTRERA – Sim. Temos programas a partir de 17 anos com estudo de idiomas, que vale para todas as idades. Temos a experiência de uma senhora de 84 anos em um intercâmbio em Vancouver, no Canadá. Temos essa possibilidade. Passamos também por programas de estudo com trabalho, com mais de 18 anos, o que tem sido um saída para o desempregado no Brasil, ou para aquele que não vê muito futuro em sua carreira aqui no Brasil. Temos também cursos focados no público executivo, desde idiomas para executivos, com estudantes com, em média, quase 40 anos, até programas focados no desenvolvimento da carreira do profissional, como extensão universitária, dependendo do perfil. A nossa consultoria é para ver o perfil do estudante, e, juntos, descobrirem a melhor escola e melhor produto.

DIÁRIO – Quais são os países mais escolhidos e quais são os que a empresa trabalha? Além de inglês e espanhol, quais idiomas são estudados nos produtos STB?

BRUNO CONTRERA – Temos dois tipos de clientes, aqueles que já vêm focados com o que querem, têm o sonho de conhecer algum lugar, e temos os que vêm mais abertos, com interesse no idioma, mas sem saber o destino. Vamos conversando com o estudante para entender o que ele tem de interesse, sobre tamanho da cidade, clima, valores a serem gastos, para podermos traçar um destino de acordo com o perfil, interesse e disponibilidade.

Trabalhamos com escolas no mundo inteiro, por isso podemos escolher junto com o estudante. Os principais destinos são, em ordem, Estados Unidos, ainda; Canadá, devido à moeda e à qualidade do ensino; com a queda da libra, a Inglaterra surge de novo; Austrália também é muito procurada por brasileiros devido aos programas de estudo e trabalho; e Nova Zelândia, como uma saída, também com estudo e trabalho; temos também a Irlanda, muito conhecida por quem quer fazer cursos de maior período.

Trabalhamos com outros idiomas além do inglês. Temos programas em toda a América Latina para o espanhol, além da Espanha, que ainda tem muita procura de brasileiros, é jovem, universitário, que pode unir o idioma com algum hobby, por exemplo.

Na Bélgica, tem um curso focado 100% em executivos, a partir de uma semana. (Foto: divulgação)
Na Bélgica, tem um curso focado 100% em executivos, a partir de uma semana. (Foto: divulgação)

Tem outros países, como França, Alemanha, a própria Bélgica, onde temos um curso focado 100% em executivos, a partir de uma semana. Cobrimos o mundo inteiro, por isso vai do bate papo com o consultor, quando ele já não vem focado.

DIÁRIO – A STB vende pacotes para estudantes universitários que desejam fazer uma graduação no exterior. Quais são os documentos e habilidades necessárias para esta viagem?

BRUNO CONTRERA – Sim, temos esse produto de entrada direta nas universidades do exterior. Os requisitos variam muito de destino para destino. Nos Estados Unidos, por exemplo, não se tem muitas opções de estudo com trabalho, mas é um programa muito procurado para universitários. O estudante que quer uma universidade no exterior, temos esse programa como busca. Para cursos vocacionais, como graduação ou pós, o primeiro passo para o estudante é o exame de nível do idioma, TOEFL ou IELTS, exames oficiais de proficiência, dependendo do destino. A lista de documentos varia conforme o programa escolhido. Tem alguns programas no Canadá, por exemplo, que conseguimos fazer o teste já junto do STB para programas vocacionais e, dependendo do nível de idioma, pode embarcar. Se não, entrar em um programa com curso de idioma preparatório.

DIÁRIO – Quais são os países com maiores facilidades legais para brasileiros?

BRUNO CONTRERA – Os Estados Unidos, se realmente se tem a comprovação de renda e todos os documentos certos, não é difícil. Realmente, tem que ter a documentação correta. A Inglaterra, se estudar até 24 semanas, sem visto, só precisa de uma carta de aceitação da escola. O Canadá precisa de visto e comprovação de vários documentos. A Austrália também precisa de comprovação de vários documentos. Depende do perfil do estudante com seus interesses.

DIÁRIO – A empresa trabalha com produtos alternativos, como se pode perceber no Gap Year. Pode falar sobre essa experiência? Trabalham com outros produtos assim?

BRUNO CONTRERA – Temos desde produtos de idiomas, que podem ser Gap Year, as escolas oferecem preços mais baratos para quem vai ficar mais tempo na cidade. Pode ser até um programa universitário, ou de descoberta do estudante, na China, por exemplo, para conhecer os costumes, em acomodações alternativas, imersão na cultura local. Mais uma vez, dependendo do perfil do estudante, se quer algo voltado ao idioma, ou para o crescimento pessoal, não que o idioma não represente crescimento pessoal, mas existe o Gap Year voltado para o crescimento pessoal, descoberta… É voltado para o público de até 22 anos, porque é muito comum no Estados Unidos e Inglaterra, o estudante, antes de entrar na faculdade, fazer o Gap Year e se descobrir mais como pessoa, ser humano, entendendo seu lugar na Terra. Isso faz parte da formação dos Europeus, por exemplo, antes de entrar em uma universidade.

DIÁRIO – Levando tudo em consideração, qual país você acha mais vantajoso para um intercâmbio hoje?

Estados Unidos ainda é o destino mais procurado pelos brasileiros. (Foto: divulgação)
Estados Unidos ainda é o destino mais procurado pelos brasileiros. (Foto: divulgação)

BRUNO CONTRERA – Depende do que o estudante procura. Se for um curso mais curto, de duas a quatro semanas, indicamos muito programas nos Estados Unidos, na Inglaterra e no Canadá. Se for mais longo, temos pacotes promocionais na Irlanda, um dos mais competitivos do mercado. Temos muitas facilidades. Algumas escolas chegam a oferecer até 45% de desconto em cursos no exterior. Isso depende muito da preferência pelo destino, sempre atento à escolha da acomodação, que o brasileiro busca muito. Dependemos também da vantagem de budget que o estudante tem. Em todos os nossos programas podem ter escolas mais baratas e outras não, com serviços diferenciados. Estados Unidos é, ainda, o país mais buscado para o idioma.

DIÁRIO – Qual é o pacote mais vendido da empresa? O que ele inclui? Qual é o valor?

BRUNO CONTRERA – Os mais vendidos, por escola:

  1. TLG Londres:

Valores

·        Valor do curso de 20 lições por semana com 45% de desconto por duas semanas: GBP 286
·        Valor da acomodação em casa de família com café e jantar zona 2: GBP 424
·        Curso e Acomodação à vista: GBP 710 (R$3.059,86)
·        Taxa de atendimento STB: R$ 387
·        Total parcelado: R$ 1.035 de entrada + 9x de R$ 269 sem juros

  1. Kaplan San Diego 

Valores

·     Valor do curso de 20 lições por semana nas férias com 25% de desconto por duas semanas: USD 608,00
·        Taxa de matrícula: USD 80
·        Valor da acomodação em casa de família com café da manha e jantar: USD 530
·        Taxa de alta temporada: USD 25
·        Curso + Acomodação à vista: USD 1.243 (R$ 4.090)
·        Taxa de atendimento STB: R$ 387
·        Total parcelado: R$ 1.343 de entrada + 9x de R$ 349 sem juros

  1. Greystone College – Estudo com Trabalho em Vancouver:

Valores

·        Valor do curso de certificado em business experience com estágio (12 semanas de estudo + 12 semanas de estágio + duas semanas de feedback): CAD 5.040
·        Material: CAD 375
·        Taxa de estágio: CAD 825
·        Taxa de matrícula: CAD 150
·        Valor da acomodação por quatro semanas em casa de família com café da manha e jantar: CAD 896,00
·        Taxa de acomodação: CAD 150
·        Curso + Acomodação à vista: CAD 7.436 (R$18.993)
·        Taxa de atendimento STB: R$ 387
·        Total parcelado: R$ 5.793 de entrada + 9x de R$ 1.467 sem juros

  1. IBAT Dublin (TLG):

Valores

·        Valor do curso de 25 semanas a tarde: EUR 2.000
·        Seguro Saúde: EUR 130
·        Taxa de exame: EUR 100
·        Valor da acomodação em casa de família por quatro semanas com café da manha e jantar: EUR 840
·        Taxa de acomodação: EUR 60
·        Curso + Acomodação à vista: EUR 3.130 (R$11.374)
·        Taxa de atendimento STB: R$ 387
·        Total parcelado: R$ 3.528 de entrada + 9x de R$ 871 sem

www.stb.com.br

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Prefeitura de Salvador dá 40% de desconto do IPTU para hotéis até 2023

Diante da crise provocada pela pandemia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, nesta quinta-feira (6), medidas tributárias e fiscais de incentivo à economia,...

ABEOC faz nota de repúdio e exige de governos data de retorno dos eventos

A presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos - ABEOC - Fátima Thereza Facuri Leirinha, acaba de divulgar uma nota de repúdio à...

Hplus Hotelaria anuncia retomada de suas atividades em Brasília

A Hplus Hotelaria já obteve o selo de Turismo Responsável e  posiciona-se como referência em hospedagem segura e confiável em meio à pandemia EDIÇÃO DO...

Campanha tenta impedir fechamento do restaurante Itamarati, no centro de São Paulo

Desde 1940, advogados, juízes, políticos e diversas autoridades apreciam o bolinho de bacalhau e a empada do Itamarati, restaurante em frente à Faculdade de...

Webinar denuncia: “golfinhos criados em cativeiro vivem menos”

O biólogo e professor do Instituto de Biociências da Unesp, Mario Rollo apresentou na noite desta quarta-feira (5) o Webinar: “Atrações com golfinhos e a...

Embraer tem prejuízo de R$ 1,68 bilhão no segundo trimestre

A fabricante de aeronaves Embraer encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido atribuído aos sócios da controladora de R$ 1,68 bilhão, comparável a lucro...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat