Companhias aéreas enfrentam teste de sobrevivência com demora em retomada

A segunda onda de covid-19 atrasa a recuperação das viagens aéreas, o que torna o inverno no hemisfério norte um teste de sobrevivência para o setor, que agora deposita esperanças em uma retomada na primavera.

Bloomberg


Companhias aéreas pedem aos governos que introduzam mais testes e bolhas de viagem para ajudar a impulsionar a demanda. O setor deve queimar cerca de US$ 77 bilhões em caixa no segundo semestre. A Associação Internacional de Transporte Aéreo pede mais apoio dos governos, ao mesmo tempo em que enfatiza a segurança dos voos.

A crise é evidente no mundo todo. Companhias aéreas revisam previsões que indicavam aumento gradual do tráfego para níveis normais durante o quarto trimestre. Agora, as operadoras reduzem os voos e fortalecem o balanço.

A Cathay Pacific Airways, de Hong Kong, vai cortar mais de 5 mil empregos e fechar uma operadora regional para reduzir a queima de caixa. A IAG, dona da British Airways, já não espera atingir o ponto equilíbrio nos últimos três meses do ano e reduziu a capacidade. A American Airlines autorizou a venda de US$ 1 bilhão em ações, enquanto projeta queima de caixa de até US$ 30 milhões por dia neste trimestre.

Uma exceção é a China, onde a pandemia está sob controle e os voos domésticos aumentaram em relação ao nível de um ano atrás.

Nos Estados Unidos, companhias aéreas transportaram 1 milhão de passageiros em um único dia pela primeira vez desde março. Ainda assim, as viagens aéreas estão perto do nível visto há mais de três décadas.

“Ainda não está claro se a China é um modelo de como será a recuperação em outros mercados de curta e média distância, como os Estados Unidos ou a Europa, ou se aspectos de sua geografia e cultura a tornam diferente”, disse Nick Cunningham, analista da Agency Partners, em relatório de 23 de outubro.

Existem alguns sinais de avanço sobre padrões que desbloqueariam as viagens de longa distância, cujo volume está abaixo de voos domésticos e regionais. Um protocolo internacional estará pronto nas próximas quatro semanas, disse Gloria Manzo, diretora-presidente do Conselho Mundial de Viagens e Turismo.

“Não podemos esperar por uma vacina”, disse Manzo no Future Hospitality Summit, nesta segunda-feira (26). Os corredores de viagens entre Londres e Dubai, bem como entre Londres e Newark, Nova Jersey, estão prontos, mas dependem de aprovações dos governos, afirmou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Roberto Silva, CEO da SanchatTour: “A Copa Airlines está salvando todo o Caribe”

    Roberto Silva tem praticado a resiliência. Seja na maneira que tem reorganizado sua operadora de turismo no centro de São Paulo, cortando gastos, investindo...

    Nasa libera primeiro vídeo de pouso em Marte (assista!)

    As viagens interplanetárias estão apenas começando!  A Nasa liberou, na noite da última segunda-feira (22), os primeiros registros em áudio feitos pelo rover Perseverance, que...

    GOL continua levando vacinas para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste

    A GOL Linhas Aéreas realiza nesta quarta-feira (24) o transporte gratuito de mais lotes de vacinas contra a Covid-19. Atendendo a mais uma solicitação...

    Aviação e Turismo da UE exigem medidas coordenadas para salvar empregos

    Os setores de aviação e a indústria do turismo reclamam da falta de alinhamento nas medidas contra o coronavírus A atual colcha de retalhos de...

    Cuba é retratada pela lente de dois grandes cineastas em documentários na MUBI

    Dois documentários em cartaz na MUBI, plataforma de streaming de filmes com curadoria, trazem visões diferentes sobre Cuba e sua rica cultura, com um intervalo...

    GRU Airport opera abaixo da capacidade e registra 46% de queda em janeiro de 2021

    A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, informa aos leitores do DIÁRIO que registrou no primeiro mês...

    Relacionadas

    Open chat