Confira dicas para quem pretende conhecer a Austrália

(Edição do DT com agências)

Ao mudar de país para estudar ou trabalhar, é possível que o imigrante passe por situações constrangedoras em alguma medida, por não conhecer totalmente as regras, costumes e cultura do novo local que escolheu para viver. A isso se pode chamar de choque cultural. A adaptação ao novo lugar acontece com o tempo, nem sempre da maneira mais rápida. Por isso, antes de viajar, vale a pena procurar conhecer ao máximo o país, ler sobre suas regras e rotinas e conversar com pessoas que moram lá.

A Austrália, por exemplo, tem diversos costumes que podem causar estranhamento no brasileiro desavisado. É comum, por exemplo, que jovens brasileiros, que estão no país para estudar e morar em casas de família, precisem tomar banhos bem mais curtos do que tomavam quando viviam no Brasil. Sabe por quê?

Se você pensa em viver na Austrália e quer evitar ao máximo um choque cultural, cheque algumas orientações do especialista MaCson Queiroz, diretor da M.Quality, empresa de Assessoria em Imigração e Negócios para a Austrália:

Jeitinho australiano

Está aí algo que não existe. Alguns brasileiros podem ficar chocados ao perceberem que na Austrália não há flexibilidade nas regras. Elas costumam ser seguidas à risca.

Mania de não usar sapatos

No Brasil é incomum – a não ser em famílias de tradição oriental – o hábito de as visitas tirarem os sapatos ao entrar em uma casa. Pois na Austrália este é um hábito e em muitas casas só é aceitável que você circule pelos cômodos sem sapatos. “Também não estranhe se você por acaso vir alguém andando nas ruas ou até fazendo compras em um supermercado sem sapatos. Os australianos gostam de deixar o pé mais livre”, comenta MaCson.

Banho rápido

A Austrália é um país em que um dos recursos naturais mais importantes, a água, é bastante escassa. Então, os australianos aprenderam que economizar a fim de garantir que as futuras gerações tenham água. Portanto, o banho geralmente é limitado em 5 minutos. Essa é uma regra bastante comum em casas que abrigam estudantes estrangeiros.

BYO

Você verá essa sigla em muitos panfletos de festas e até no cardápio e anúncios de alguns restaurantes. Significa Bring Your Own, o que quer dizer que você pode levar a sua própria bebida, pois o local não a fornecerá. Esse pedido é muito comum nas festas universitárias, mas alguns estabelecimentos que não vendem bebida alcoólica também permitem que você leve a sua garrafa.

Visto – É válido dizer também os australianos são um povo receptivo aos estrangeiros e que a imigração é facilitada pelo governo, principalmente para aqueles que querem trabalhar ou investir.  Porém, como as leis australianas são peculiares e diferentes das do Brasil, é importante contar com uma agência imigratória experiente, especializada e que seja devidamente registrada junto ao governo australiano.

“O objetivo da agência é fazer a pessoa ganhar tempo, já que o processo é demorado e requer conhecimento da legislação australiana. Orientamos que a pessoa faça uma avaliação de elegibilidade do visto para saber se está realmente apta para entrar com o processo na categoria desejada e evitar perdas financeiras. O consultor a ajudará a iniciar o requerimento de visto corretamente, aumentando as chances de sucesso”, recomenda o diretor.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Denilson Althmann, do Park Inn By Radisson Santos: “hospitalidade continuará, sem ou com máscara”

Precursor das perguntas diretas aos seus interlocutores em busca de respostas objetivas e  francas, o DIÁRIO retoma seu quadro "TRÊS, QUATRO OU CINCO PERGUNTAS...

GOL lança check-in por WhatsApp

A GOL Linhas Aéreas acaba de anunciar que disponibiliza nesta sexta-feira (3), novas funcionalidades em seu atendimento via WhatsApp, dando um primeiro passo para...

Rio Othon Palace otimiza quartos para oferecer serviço de Room-Office

O Rio Othon Palace otimizou parte dos seus quartos para oferecer o serviço de Room-Office a sua clientela corporativa. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências A iniciativa...

Selo Turismo Responsável dá tranquilidade aos hóspedes na rede Bourbon

Os protocolos de higiene e segurança adotadoS nos hotéis resgatam a confiança do hóspede no retorno aos empreendimentos e aos seus dias de relax....

Comércio e Serviços de SP poderão abrir por 6 horas, em 4 dias úteis

O governo de São Paulo vai dar uma segunda opção de funcionamento para os estabelecimentos comerciais autorizados a operar nas regiões do estado que...

Costa Cruzeiros mantém paralisação global até 15 de agosto de 2020

A Costa Cruzeiros acaba de anunciar que estende a pausa voluntária de suas operações globais até o dia 15 de agosto de 2020 e...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias