Cresce o número de passageiros afetados por interrupções nos voos

Das agências com edição do DT

Os brasileiros poderiam pedir mais de R$ 50 milhões por interrupções em seus voos

De acordo com pesquisa da AirHelp, os primeiros seis meses de viagens aéreas de 2018,  causaram aumento nos voos elegíveis. A quantia em muitos países duplicou e até triplicou em comparação com os dados de 2017.

No primeiro semestre de 2018,  os passageiros podem pedir como compensação mais de R$ 50 milhões. Este valor é quase R$ 16 milhões a mais do que poderia ser requisitado no mesmo período de 2017. São mais de 18.630 passageiros afetados.

Esse aumento do número de pedidos de compensação por interrupções em voos deve-se a muitos fatores diferentes. No início deste ano, o Tribunal de Justiça da União Europeia decidiu estabelecer que as greves dos funcionários das companhias aéreas não podem mais ser consideradas como uma circunstância extraordinária. Hoje, o profissional não será mais isento de sua obrigação legal de compensar os passageiros, e as companhias aéreas devem ser responsabilizadas pelas paralisações. Houve também decisões favoráveis que protegem os direitos dos passageiros em relação as conexões perdidas.

No início de junho, a Associação Internacional de Transporte Aéreo reduziu sua previsão de lucro em 2018 em 12%, e culpa os custos crescentes de combustível e mão-de-obra. As transportadoras aéreas, como a American Airlines, a Delta ou a United, já anunciam que os passageiros devem se preparar para preços mais altos nas passagens.

Falta de pessoal

Companhias aéreas como a Emirates e a Qantas Airways focam na contratação devido à falta de comandantes de voo na indústria. Devido a atrasos no recrutamento e treinamento de novos funcionários, as empresas têm que concentrar seus esforços em usar aviões com a frequência que planejam. A Boeing estima que a demanda seja de mais 637.000 pilotos nos próximos 20 anos.

Os sindicatos de trabalhadores ao redor do mundo pressionam as aéreas por mais benefícios. Os pilotos da Ryanair se reúnem por toda a Europa, na esperança de lutar por melhores condições de trabalho. Os pilotos da Air France também visam aumento em seus salários. Como argumentado pelas companhias aéreas, este é outro fator significativo para o aumento dos custos de viagem.

Overtourism

Outro fator para o aumento das passagens é a demanda historicamente alta por viagens nas férias – fenômeno conhecido como “overtourism”.Cresce o número de pessoas que viajam nos dez principais destinos mundiais. Hoje, essa informação abriga 46% das chegadas internacionais. Com esse desenvolvimento, em apenas três anos será necessário acomodar mais 70 milhões de turistas.

O setor também enfrenta mais uma questão importante – a capacidade insuficiente dos aeroportos, o que pode levar a um aumento significativo nas interrupções de voos.

Interrupções de voo: estes são os direitos dos passageiros

Para voos atrasados ou cancelados, os passageiros podem ter direito a uma compensação financeira de até 600 euros. As condições estipulam que o aeroporto de partida ou chegada deve estar dentro da UE. A transportadora aérea necessita ser uma empresa da União Europeia. O motivo do atraso precisa ser causado pela companhia aérea. A compensação pode ser reclamada no prazo de três anos após o voo interrompido.

Situações consideradas “circunstâncias extraordinárias” significam que a companhia aérea está isenta da obrigação de compensar passageiros.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Grupo Iberostar inicia reabertura de hotéis e reforça segurança sanitária

De forma escalonada, a reabertura de uma seleção de hotéis do Grupo Iberostar acontece a partir da segunda quinzena de junho garantindo protocolos de...

Portugal recebe o Selo ‘Safe Travels’ do World Travel & Tourism Council

Este selo visa reconhecer destinos que cumprem protocolos de saúde e higiene alinhados com os Protocolos de Viagens Seguras emanados pelo WTTC, ajudando, sobretudo,...

Três perguntas para Sanfo Boubakar, diretor da ClassTraining, sobre treinamento na retomada

Engenheiro químico com mais de 23 anos de experiência profissional e acadêmica, Sanfo Boubakar é marfinense naturalizado brasileiro. REDAÇÃO DO DIÁRIO Há quase 35 anos no...

Bolsa qualificação beneficia turismo de Foz do Iguaçu e preserva 4,5 mil empregos

Foz do Iguaçu vem adotando diversas medidas para preservar empregos e amenizar o impacto social provocado pela pandemia no novo coronavírus (Covid-19). Uma delas...

Os  Embaixadores do Rio e a retomada do turismo fluminense

Bayard Do Coutto Boiteux*O Rio  de Janeiro com a pandemia causada pelo Covid-19 passa o pior momento de sua história turística nas últimas décadas....

Prefeito de São Sebastião oficializa Área de Proteção Ambiental Baleia Sahy

Nesta sexta-feira (5), o prefeito do município de São Sebastião, Felipe Augusto, assinou o decreto que regulamenta o Plano de Manejo da Área de...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias