Demanda doméstica por voos cai 6,3% em junho, segundo ANAC

A demanda doméstica no transporte aéreo brasileiro continua caindo, pelo 11º mês consecutivo, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O indicador, de passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK, na sigla em inglês) caiu 6,3% em junho de 2016 sobre o mesmo mês de 2015.

Já a oferta (medida em assentos-quilômetros oferecidos – ASK) teve queda de 6,8% no mesmo período, a 10ª baixa consecutiva. No ano até junho, a retração acumulada da demanda doméstica é de 6,6% e a da oferta, de 5,8%.

A agência destaca que entre as maiores companhias aéreas brasileiras, somente a Avianca registrou crescimento na demanda de junho, de 17,9% na comparação com junho de 2015. Latam caiu 11,2%, Azul, 7%, e Gol, 6,6%.

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico caiu 8,8% em junho, para 6,8 milhões, e 8,1% no acumulado do ano em relação ao mesmo período do ano anterior.

Ainda segundo o relatório da agência, a taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras no mês foi de 78,%, 0,5% acima de junho de 2015.

Internacional

No mercado internacional, a demanda apresentou recuo de 11,85% ante junho de 2015 e a oferta, de 7,5% no mesmo período.

No acumulado até junho, a demanda internacional apresentou queda de 2,7% e a oferta, de 1,8% em comparação com o primeiro semestre de 2015.

Por companhia aérea, Latam e Gol tiveram queda na demanda no mês de 13,5% e 11,6%, respectivamente, contra junho de 2015, ao passo que a Azul registrou alta de 9,1% na mesma comparação.

A taxa de aproveitamento foi de 77,2% em junho de 2016, menor que a de 80,9% no mesmo mês de 2015.

Em número de passageiros pagos transportados por empresas brasileiras no mercado internacional, a queda foi de 2,4%, para 534,4 mil em junho. O indicador está em retração há três meses, ressalta da Anac. (Estadão Conteúdo)

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Principais medidas governamentais para empresas prestadoras de serviço

Por Marcelo Vianna* Diante das inúmeras medidas adotadas recentemente para beneficiar o setor empresarial por conta da crise do COVID 19, resumimos a seguir os principais...

Governo Federal suspende reajuste de medicamentos por 60 dias (Ouça!)

Governo do Brasil anunciou que o reajuste anual de todos os remédios será adiado por dois meses. O motivo é a crise provocada pela...

F-31 Quinteto de Medellín veste roupa mais moderna no corpo do tango

A música jamais poderia ser comparada a algo tátil, material,  mas aqui em Medellín, durante o 13° Festival Internacional de Tango, esse gênero musical...

Considerações sobre turismo e confinamento – por Bayard Boiteux*

(com edição do DIÁRIO) -----------------------------O confinamento não é uma escolha. É ao mesmo tempo uma possibilidade e um ato de sobrevivência para os grupos mais...

Governo prorroga prazo para recolhimento de INSS, PIS e COFINS

Por Marcelo Vianna* O Ministério da Economia acaba de publicar a Portaria 139, de 03.04.2020, prorrogando o prazo de recolhimento dos seguintes tributos federais:INSS das competências de março...

CEO e Fundador do Grupo OYO renuncia a salário anual seguido por equipe de liderança

O COVID-19 impactou significativamente o setor de hospitalidade global, com as ocupações de diversas redes de hotéis sendo afetadas drasticamente. Nesse período difícil e...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias