Desafeto ataca DIÁRIO DO TURISMO e agride seu editor

CONSELHO EDITORIAL DO DIÁRIO

O embate ideológico que se estabeleceu no país com o fim do governo Lula/Dilma e a eleição para presidente de Jair Bolsonaro tiveram no ano 2020 um combustível ainda mais inflamável – a pandemia. Famílias, amizades, empresas, relacionamentos foram afetados frontalmente. E os veículos de comunicação, analógicos ou digitais, também.  A população em geral foi impelida a esse ringue óbvio, a essa bipolaridade quase imbecil, como se a vida fosse preta ou branca, vermelha ou azul.

Jornal segmentado diário, comprometido em noticiar, nosso conselho editorial tem optado, ao longo dos 16 anos de veiculação ininterrupta, pela divulgação de todas as vertentes da economia brasileira. Não importa se possuem – como muitos devem saber – interesses políticos subliminares, sejam eles de direita, de esquerda, de centro ou coisa que o valha.

Veicular publicidade do governo de São Paulo ou do governo federal – como já veiculamos e ainda há peças no ar – não nos faz partidários ou signatários de governos, bandeiras, opções políticas ou ideológicas.

No entanto, não é o que pensa (pensa?) o senhor Vadis da Silva, criador da plataforma Gestour Turismo. Aludido senhor, que integrava o grupo de whatsapp do DIÁRIO DO TURISMO – dedicado a ser fonte de debates e discussões relacionados ao segmento de turismo brasileiro – por três ou quatro vezes infringiu as regras estabelecidas. E foi, educadamente, excluído do grupo por publicar assuntos alheios ao cerne de interesse da maioria. Essa ação foi referendada por mais de uma dezena de integrantes.

Esse senhor, em vez de reconhecer seu erro, e se desculpar, já que era reincidente, enviou uma sequência de palavras grosseiras ao editor do DT, jornalista Paulo Atzingen, que não só o agridem profissional e pessoalmente, como agridem as pessoas, colaboradores, amigos e parceiros que acreditam no jornal e sua independência.

Ao ser excluído, o senhor Vadis escreveu no privado:

“Que pena. Você entra para a ditadura por conta de uns tostões. Que falta de caráter. Que falta de hombridade. Que falta de espírito democrático. Falta de princípios. Me envergonha ver pessoas levianas desta forma.

Brinde com seus tostões. Tostões de imprensa marrom. Que quer ganhar dinheiro vendendo informação chapa-branca, travestido de jornal”.

O Sr. Vadis da Silva, por ser excluído de um grupo social, expõe a sua mais profunda ira justamente a um jornal que mais de uma dezena de vezes deu espaço para o seu projeto da Gestour. Enquanto fomos úteis a ele, nada mais importava.

O Sr. Vadis da Silva, de uma só tacada, misturou questões políticas, pessoais e de natureza ética e moral – simplesmente porque nosso jornal veicula uma campanha da Embratur.

O que o Sr. Vadis não sabe é que por sermos indicados como mídia de campanha, temos além de um tempo de vida razoável trabalhando para o turismo brasileiro (para a direita, para o centro e para a esquerda implícitos em empresas, instituições, ongs e terceiro setor), somos um jornal que preza, sim, questões subjetivas, como a democracia, os princípios republicanos, o bom jornalismo, a boa edição, o profissionalismo em busca de sua excelência. Acrescido a isto, temos um contrato com a agência de publicidade de governo de entregar o que prometemos. Temos números reais, aferidos por um sistema de contagem e métrica.

O Sr. Vadis diz para brindarmos com nossos tostões. Não sabemos as referências que ele tem para milhões e tostões. Mas uma coisa é certa. Honraremos até o último centavo pelo trabalho que nos foi delegado e não temos vergonha nenhuma em aceitar uma missão que nos fez jus, mesmo se ela não esteja na casa dos milhões. E por último, Sr. Vadis – com esses tostões que ganharmos iremos honrar nossas contas e não dar calote na praça.

8 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns, precisamos um jornalismo imparcial de ideologias , queremos ler notícias verdadeiras com lisura , sem partidarismo ,porque o Turismo e agregador o Turismo e para que curte uma natureza de paz , parabéns ao JT sou seu administrador!!

  2. É por razões como essa que pessoas fanáticos não se dão ao respeito. Tudo o que não os agrada são por motivação política, desculpa que usam como muleta quando acabam os argumentos. Nossa profissão está bastante fragilizada e qualquer campanha de incentivo às viagens internas são muito bem vindas.

  3. Não sou profissional da área do turismo , mas tenho o prazer de ler o JT como viajante – que era antes da pandemia – curioso em receber notícias e infs desta área , que Deus permita siga sendo apartidária .
    Certas pessoas estão alteradas pelo longo tempo decorrido nesta pandemia – isso é até natural e compreensível – outras se aproveitam do momento para expor seu lado mais radical , a este grupo – ao qual o agressor pertence – a resposta dada pelo JT foi perfeita – Parabéns !

  4. Parabéns pelo posicionamento. Partilhamos dessa igualdade de acertos e erros, sejam de esquerda, direita ou centro. Não importa. Por várias vezes o Portal GTR-N10, durante o anos de 2020, compartilhou as notícias do Diário do Turismo. O que é certo, é certo.

  5. Parabéns pelos mais de 16 anos à frente do turismo, por sua imparcialidade e verdade acima de tudo!
    Acompanho o DT desde o seu início e sempre acreditei nesse lindo e grandioso projeto.
    Infelizmente concorrentes inaptos à sua função tentam manchar o seu caminho, assim é a nossa caminhada. Infelizmente a inveja atrapalha qualquer análise.
    Mas lembre-se que tudo que construiu ao longo de tantos anos é o que te dá ferramentas para ir ainda mais longe, ser notado pelo Ministério, hotéis e setores relacionados ao turismo!
    Não se deixe abalar por apontamentos medíocres e siga a sua trajetória, mostre o quão bom o DT é e simplesmente continuemos…
    Parabéns DT, parabéns Paulo Atzingen.

Comentários estão fechados.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial