DIÁRIO conversou com Dimitris Tryfonopoulos, secretário do turismo grego

O destino investe pesado na promoção de sua imagem no mercado brasileiro. Tryfonopoulos aproveitou a estada para encontros paralelos com autoridades e empresários.

Marcos J T. Oliveira, repórter freelancer do DIÁRIO

O turismo é a grande especialidade e motor da economia grega. Com opções de roteiro que vão desde cruzeiros por suas ilhas paradisíacas e famosas, como Mykonos e Santorini, às menos conhecidas Kos, Kefalonia e Rhodas, além de visitas às ruínas da acrópole de Atenas, como o Partenon, e um turismo vivo de experiências sensoriais. Por isso, o destino investe pesado na promoção de sua imagem no mercado brasileiro.

Não é à toa que o secretário-geral da Organização Nacional de Turismo da Grécia, Dimitris Tryfonopoulos, visitou o Brasil para prestigiar a Word Travel Market Latin America 2017, realizada em São Paulo entre 4 e 6 de abril. Aliás, a única autoridade de alto escalão do Velho Continente a prestigiar a maior feira de turismo da América Latina.

Além da visita, Tryfonopoulos aproveitou a estada para encontros paralelos com autoridades e empresários, um deles foi David Barioni, presidente da SPTuris. O DIÁRIO conversou com o representante grego, que mostrou-se muito satisfeito com os números, apesar da economia brasileira não estar a pleno vapor.

Acompanhe:

DIÁRIO – Fale um pouco sobre o turismo na Grécia?

Dimitris Tryfonopoulos – Apesar das crises econômicas recentes, o turismo nunca caiu, ou seja, tivemos momentos econômicos difíceis posteriormente também, mas a indústria turística sempre foi mantida. Para ter uma ideia, em 2015, o turismo foi a indústria que mais trouxe ingressos à Grécia, um recorde. Recebemos 26 milhões de turistas estrangeiros (o triplo de nossa população), em 2016 foram 28 milhões de visitantes internacionais e nossa expectativa para fechar 2017 são os 30 milhões. Os cinco principais mercados de turistas para a Grécia são Alemanha (3,2 milhões de visitantes), Reino Unido (2,8 milhões), França (2 milhões), Itália (1.2 milhão) e Polônia e Rússia (1 milhão cada). Atualmente, temos apostado bastante no Brasil e em outros países do Brics, com destaque para Índia (100 mil) e China (200 mil).

Santorini, Grécia. (Foto: divulgação)
Santorini, Grécia. (Foto: divulgação)

DIÁRIO – Como será a promoção do destino no mercado brasileiro? Que outras ações estão planejadas?

Dimitris Tryfonopoulos – O mercado brasileiro é uma das apostas do turismo grego. Aproximadamente 20 mil brasileiros visitam nosso país e, atualmente, nossa meta é elevar esse número para 100 mil ao longo dos próximos três anos. Cerca de 54% dos passageiros que desembarcam na Grécia vão mais de uma vez e a ideia é que o mesmo movimento se dê em relação aos visitantes brasileiros. Não se trata apenas de um número, queremos satisfazer o consumidor.

Temos muita variedade de atividades, é possível ver de tudo em um país pequeno. Queremos divulgar mais que o turismo de sol e praia – que é referência -, mas temos muito mais a oferecer. Esporte, mergulho, neve, turismo histórico e muitos brasileiros não sabem disso. Queremos fortalecer uma rota famosa, curiosamente do apóstolo Paulo que passou por Atenas. Outro nicho que vamos investir é com o intercâmbio e o turismo escolar, frisando que a Grécia é um país muito seguro para viagens em grupos de estudantes.

DIÁRIO – Quais suas expectativas para os próximos anos e o que mais fez no Brasil?

Dimitris Tryfonopoulos – Como comentei acima, minhas expectativas são as melhores possíveis e quero ver o número de turistas brasileiros aumentar constantemente. Quero mostrar a Grécia como um destino preferencial no cenário internacional e a projeção de um crescimento evidente neste ano. Os dois povos são muito parecidos. Destaco novamente que a segurança é um tema muito importante para nós, uma vez que somos um povo muito pacífico.

Com minha passagem por São Paulo aproveitei para diversos encontros com empresários gregos e brasileiros, além de encontrar-me com a comunidade de meu país residente na capital paulista. Além dessa cidade, vamos implementar ações em outras regiões do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Parques municipais de São Paulo abrem a partir desta segunda-feira (13)

A Prefeitura de São Paulo irá reabrir 70 (59 urbanos, 5 naturais e 6 áreas de preservação) dos 108 parques municipais nesta segunda-feira (13)...

Villa Country comemora 18 anos com Encontro de Gerações

O Villa Country em São Paulo comemora seus 18 anos de vida no próximo sábado (18) de uma maneira muito diferente: uma festa virtual...

Reabertura dos resorts Club Med no Brasil começará em agosto, afirma CEO Janyck Daudet

Em conversa com o DIÁRIO DO TURISMO por videoentrevista, Janyck Daudet CEO para a América Latina da tradicional rede francesa de hotéis e resorts...

WTTC lança campanha para que cadeia do turismo use máscaras

Enquanto não houver vacina para o Covid-19, seu uso ajudará a promover viagens mais seguras e impulsionará a recuperação das economias TRADUÇÃO DO DIÁRIO com...

Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, é reaberto para visitantes

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) reabriu na última quinta-feira (09) mais um importante atrativo turístico do país: o Parque Nacional...

Aeroportos se preparam para o mundo das viagens pós-Covid 19

CHICAGO (Reuters) - Com o COVID-19 devastando o setor de aviação, as companhias aéreas e os aeroportos do mundo todo estão controlando os custos...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias