Estudo do MTur aponta que mais de 95% dos visitantes querem voltar ao Brasil

(Edição do DT com agências)

Em 2015, o Brasil foi o destino escolhido por 6,3 milhões de turistas estrangeiros. Destes, 95,5% afirmaram que tem intenção de retornar ao país. A constatação faz parte da Demanda Turística Internacional, do Ministério do Turismo, divulgada nesta quarta-feira (20). Ainda segundo a pesquisa, 86,5% dos entrevistados avaliaram que a viagem superou ou atendeu plenamente as expectativas. Entre os fatores que contribuíram para o alto índice de aprovação estão: hospitalidade (97,7%), gastronomia (95,7%), hospedagem (95,6%) e restaurantes (94,7%).

O estudo mostra ainda que 51,3% dos visitantes escolheram o país para atividades de lazer, 20,2% para negócios e eventos e 28,5% para visita a amigos, familiares, atividades educativas, de saúde ou religiosas. No quesito lazer, as praias brasileiras foram o destino preferido de 69,4% dos turistas, um crescimento de 41% em relação a 2014, seguido de natureza, ecoturismo ou aventura (15,7%) e cultura (12,1%). Os atrativos naturais também despertaram mais interesse dos estrangeiros em 2015, um crescimento de 23% em relação a 2014.

A Argentina foi o maior emissor de turistas para o país (2.079.823), seguido dos Estados Unidos (575.796), Chile (306.331), Paraguai (301.831) e Uruguai (267.321). Os vizinhos sul-americanos representaram 54,2% do total de visitantes estrangeiros.

As cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo permanecem como os destinos mais visitados por turistas estrangeiros no Brasil. Na categoria lazer, as 10 cidades mais procuradas tiveram, em 2015, a inclusão de três novos destinos: Bombinhas (SC), Angra dos Reis (RJ) e Paraty (RJ).

A Internet foi a principal fonte de consulta dos visitantes internacionais que estiveram no Brasil em 2015, sendo utilizada por 44% dos turistas. Em 2011, ela representava 32,1% das fontes de consultas. Apesar da importância da internet, os turistas estrangeiros também recorrem a outras fontes de informação: amigos e parentes (29,5%), agência de viagens (6,1%) e guias turísticos impressos (2,9%).

Ainda segundo a pesquisa, 61,2% dos visitantes internacionais são homens e 70,4% tem nível superior ou pós-graduado. Na hora de viajar para o Brasil, 36,6% vêm sozinhos, 29,1% viajam em família e 18,2% são casais sem filho.

Foram ouvidos 35.133 turistas estrangeiros em 16 aeroportos internacionais, que representam mais de 99% do fluxo internacional aéreo; e 10 fronteiras terrestres, que representam cerca de 90% do fluxo internacional terrestre.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial