Exemplo da Delta de adoção de etiqueta RFID na bagagem influencia IATA

A Delta introduziu o uso de etiquetas RFID nas bagagens em 2016

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências

O sistema de rastreamento em tempo real por meio de etiqueta RFID na bagagem utilizado pela Delta está sendo elogiado por especialistas do setor e na última assembléia anual da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), afirmou-se que o processo de desenvolvimento de uma solução global de RFID deve levar cerca de um ano para ser implantado, e nesse período, ela deve se alinhar a parceiros, principalmente aeroportos, para amadurecer a visão industrial da implementação da etiqueta RFID de rastreamento de bagagem a partir de 2020 em todas as companhias aéreas.

Bagagens extraviadas

A Delta introduziu o uso de etiquetas RFID nas bagagens em 2016, e depois disso, a IATA compartilhou os resultados de um estudo que concluiu que a adoção global de uma solução RFID poderia reduzir o número de bagagens extraviadas em até 25% até 2022. Desde o lançamento das etiquetas RFID e rastreamento de bagagens em tempo real, a Delta observou melhoria constante na confiabilidade do rastreamento de bagagens, ficando em primeiro lugar entre os concorrentes em sete dos últimos 12 meses – em 2016, a empresa não havia conquistado o primeiro lugar em mês algum.

O que é RFID?

  • RFID, ou identificação por radiofrequência, é uma forma de comunicação sem fio que pode ser usada para rastrear objetos equipados com um chip RFID. Hoje, a maioria das bagagens é verificada e rastreada usando a tecnologia de código de barras; porém, é impossível atingir a meta do setor de rastreamento de 100% com a tecnologia atual.
  • Um chip RFID (ou inlay) produz um sinal contínuo de energia muito baixa que permite o rastreamento das bagagens de praticamente qualquer ponto da viagem, usando um leitor de RFID. O sinal RFID não interfere nos sistemas da aeronave.
  • O custo da etiqueta para bagagem com chip de RFID é estimado em USD 3-5 centavos cada uma, e o custo do leitor varia de USD 1.500 a USD 5.000. Este investimento será mais do que compensado pelos benefícios, incluindo a capacidade de rastrear a bagagem em todos os processos no aeroporto, reduzindo extravios, roubos e uso indevido de bagagens e otimizando a experiência dos passageiros.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

O fim da crise e o novo normal. Mas nem tão novo assim. (LEIA ou OUÇA!)

por Otávio Novo* No turismo , ou em qualquer atividade, a gestão de riscos e crises se apresenta como uma organização ampla e contínua, com...

Rede Blue Tree oficializa sua cooperação com profissionais da Saúde

A rede Blue Tree Hotels oficializou nesta quinta-feira (9) sua participação na guerra contra o coronavírus e abre seus hotéis no Brasil para receber...

Costa Cruzeiros amplia a pausa voluntária de cruzeiros até 30 de maio

A Costa Cruzeiros amplia a pausa voluntária de seus cruzeiros até o dia 30 de maio. Devido à prolongada situação de emergência ligada à...

Novotel Itu apoia órgão de Saúde e assistenciais do município de Itu (SP)

Na manhã da última quarta-feira (8) o Novotel Itu Golf & Resort localizado em Itu, realizou um café da manhã especial para profissionais de...

15 filmes relacionados ao tempo para ver na quarentena

Diante da pandemia do novo coronavírus, o isolamento social já é realidade de muitos países, inclusive do Brasil. Para lidar com esta situação, é...

Palavra da Presidente do GCVB: Pleitos da hotelaria em defesa do setor de turismo em Guarujá

Em razão do novo coronavírus (Covid-19), por determinação do Governo do Estado de São Paulo, o período de quarentena foi prorrogado até o próximo...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias