Fabiano Collet, GG do Bourbon Fortaleza comemora ocupação: ““O melhor mês de Fortaleza é janeiro”

‘Trocar o pneu com o carro em movimento’. É mais ou menos essa ideia que tive ao conversar com o gerente geral do Bourbon Fortaleza, Fabiano Collet. Ele assumiu a administração do hotel em maio deste ano – período em que atravessávamos um dos mais altos picos da pandemia – e de lá para cá vem impondo sua assinatura de jovem administrador.

Por Paulo Atzingen*


“A primeira providência foi fazer um check’up da estrutura e diagnosticar todas as áreas para entender como elas estavam e quais careciam de atenção”, afirma o hoteleiro ao DIÁRIO.

Sem detalhar os possíveis problemas que um prédio de 20 anos possui, Fabiano adianta que quando se implanta uma conversão é mais que um carro, é assumir o volante de um caminhão em movimento e fazer uma curva com ele requer muita técnica. Eu acrescentaria tato e talento.

“Após os diagnósticos de cada setor implantamos a forma da Bourbon Trabalhar, a filosofia Bourbon”, disse.

Segundo Fabiano, o Bourbon Fortaleza possui 166 apartamentos que integram um pool de proprietários independentes (ao todo são 167) e que passadas as fases de transição e ajustes, finalmente os números (leia-se percentuais de ocupação e receita e lucro líquido) do empreendimento começam a ficar azuis.

“Quando entrei todos os ventos sopravam contra. Tudo fechado, limitações de ocupação estabelecida pela Saúde Pública, poucos voos”, enumera “Em junho, com o avanço da vacinação e o retorno da confiança em viajar e se hospedar os índices começaram a melhorar”, diz ele.

“Em julho deste ano alcançamos os primeiros resultados positivos em relação aos prejuízos dos dois primeiros meses”, diz Fabiano. Ele acrescenta que as diárias médias do hotel que hoje giram em torno de R$ 282 estão em franca ascensão, próximas às diárias que se aplicava em 2019.

O prédio, na Praia do Meireles (Crédito: DT)

Agosto, Setembro, Outubro e Novembro foram meses que tornaram o horizonte do hoteleiro mais azul, já que alcançou índices médios de 60% a 70% de ocupação no mês. “A demanda reprimida causada pela pandemia provocou um efeito “rebote”. As pessoas querem e precisam sair, viajar, se divertir”, diz Collet. Ele pondera e diz, no entanto, que os índices do setor corporativo e as reservas para eventos só em 2023 alcançarão os mesmos números da pré-pandemia.

Olhando para os gráficos de reserva Fabiano já comemora os percentuais de venda para Dezembro e Janeiro 2022. “Dezembro já começamos com 50% de ocupação de diárias em relação ao nosso inventário vendido. A expectativa é chegarmos aos 70%”, comemora.

“O melhor mês de Fortaleza é janeiro. Estou com fé que isso concretize e possamos olhar a pandemia pelo retrovisor”, prognostica o hoteleiro acrescentando que os eventos na capital do sol estão retornando e isso é um indicativo de que o pior já passou.


Serviço:

Bourbon Fortaleza

Av. Beira Mar, 2340, Meireles – Central de Reservas:

Whatsapp 24h (Somente mensagem de texto): (11) 98690-8865

centraldereservas@bourbon.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT