Festival de Gramado tem protestos e organização repudia a violência e defende convívio democrático

O filme “Pacarrete” foi o grande premiado no 47º Festival de Cinema de Gramado, na serra gaúcha, no último sábado (24). Levou oito Kikitos, sendo eles o de melhor filme pelo júri oficial e popular, melhor atriz, melhor ator e atriz coadjuvantes, melhor direção, roteiro e desenho de som.

REDAÇÃO DO DIÁRIO 

No entanto, a noite de premiações também foi de protestos em Gramado. Uma carta foi produzida e assinada por 63 entidades, destacando a importância do cinema.

“Nossa cadeia produtiva é dinâmica e movimenta mais de R$ 25 milhões por ano, representando 0.46 do PIB brasileiro. Tem uma taxa de crescimento de 8.8 ao ano e é responsável por mais 330 mil empregos. Garantir o audiovisual fortalecido e livre é fundamental para a soberania nacional”, diz um trecho da carta.

Artistas ergueram cartazes com mensagens em defesa da Amazônia e contra a censura na arte. Em frente ao palácio, entoaram o seguinte cântico, repetidas vezes: “Pelo cinema, pela cultura, por uma arte livre e sem censura.”

De fora do protesto, vaias foram ouvidas, e pedras de gelo foram jogadas no grupo que manifestava.

Em repúdio à violência, a organização do Festival lançou uma nota. Leia abaixo.

A cidade de Gramado e o Festival de Cinema têm uma história sólida, de fortalecimento e crescimento mútuo. São 47 anos ininterruptos de encontros que trazem à cidade atores, produtores e público do Brasil e América Latina para as mostras, os debates e outras atividades paralelas ligadas à cultura cinematográfica e ao mercado do audiovisual.

Os dias em que acontece o Festival também mobilizam atividades paralelas, festas e shows, reforçando a vocação turística da cidade. O último fim de semana do Festival é particularmente concorrido, enchendo a cidade de diferentes públicos, entre cinéfilos e pessoas que buscam outros eventos. Todos são bem vindos e o tapete vermelho do Festival é democrático.

Os espaços em seu entorno são públicos e de livre circulação. Servem de atrativo para os que apenas querem ver artistas e também para os profissionais do audiovisual que acreditam na importância e na história do mais antigo e respeitado Festival de Cinema do Brasil. Conviver com esta diversidade de motivos e desejos para estar na cidade é democrático e fundamental para a harmonia de tudo e todos.

Como sempre fez em sua tela, o Festival de Cinema de Gramado acolhe, contempla e evidencia diferentes estéticas e opiniões, sendo historicamente um espaço para debates e manifestações. O que não se pode admitir é a violência como prática ou resposta a ideias e opiniões diferentes. Só a tolerância e o respeito seguirão fortalecendo a história da cidade, do festival, reforçando e saudando o convívio de todos.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Efeitos da pandemia: o fim dos blocos comerciais e início de acordos bilaterais

Por Carlo Barbieri*O mercado globalizado como o conhecemos hoje, já está em plena mudança devido à pandemia. Teremos um realinhamento na estrutura comercial do...

Pedidos de recuperação judicial aumentam depois da Covid-19

O último levantamento da Boa Vista, divulgado no início deste mês, registra alta em maio de 68,6% no número de pedidos de recuperação judicial...

Fronteiras terrestres entre Espanha, Portugal e França abrem em 22 de junho

MADRI (Reuters) - A Ministra da Indústria e do Turismo espanhola, Reyes Maroto, disse nesta quinta-feira que todas as restrições a cruzamentos nas fronteiras...

Donald Trump ameaça barrar voos de empresas aéreas chinesas

O governo Donald Trump ameaçou ontem impedir as companhias aéreas chinesas de voar de e para os EUA a partir do próximo dia 16,...

Será só daqui a 500 anos? – artigo de Jorge Salim*

O verbo 'Ser' indica estado permanente. E saindo do momento presente, o verbo poderá ser o futuro do presente, 'será'. Pois então vamos seguir o...

Hotéis Xcaret tem agora Diana Pomar em sua representação no Brasil

Com previsão de reativar suas operações na segunda-feira (15 de junho) com a reabertura do Parque Xcaret e Hotel Xcaret México, o grupo Xcaret...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias