GOL informa que mesmo com receita líquida positiva registrou prejuízo no segundo trimestre de 2019

A GOL acaba de anunciar o resultado consolidado do segundo trimestre de 2019.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências

Em nota, a empresa informa que, apesar do resultado positivo na Receita líquida trimestral na ordem de R$3,1 bilhões, com crescimento de 33,4% em
comparação ao mesmo período do ano anterior (2T19 X 2T18), a empresa registrou um prejuízo na ordem de R$ 194,6 milhões.

“Esse incremento foi reflexo do repasse parcial do aumento do custo unitário total, responsável por aproximadamente 90% da variação da receita unitária, além da maior demanda no trimestre em comparação ao 2T18, trimestre que a empresa teve o efeito de redução na demanda devido à greve dos caminhoneiros”, informa a nota.

O lucro operacional (excluindo as despesas não recorrentes) da empresa, no entanto,  no 2T19 foi R$399 milhões, uma margem EBIT recorrente de 12,7%, o que representa o décimo segundo trimestre consecutivo de resultado operacional positivo, o maior já registrado para um segundo trimestre desde 2006.

“Esses resultados refletem a nossa estratégia de crescimento sustentável, com foco no equilíbrio e disciplina de capacidade. Mesmo com a estagnação econômica e elevação dos custos operacionais, também observado no setor de aviação com um todo, a GOL é uma companhia que, historicamente, mesmo com a crise continua investindo no Brasil e focando no Cliente em termos de experiência com produtos e serviços nos seus voos, além de apoiar a aviação comercial regional com a disponibilização de novos destinos para os brasileiros”, afirma Paulo Kakinoff, presidente da GOL.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial