Governo de São Paulo libera R$ 202,2 milhões para melhorias em 70 cidades turísticas

Esse investimento que está aqui vai retornar em viajantes, consumidores, alegria, esperança, felicidade, geração de renda e oportunidades para todas essas cidades”, afirmou o Governador João Doria

Edição do DIÁRIO com agências

O governo estadual de São Paulo autorizou nesta quinta-feira (5) a assinatura de convênios para melhoria de infraestrutura em 70 estâncias turísticas. A soma dos investimentos é de R$ 202,2 milhões. O anúncio correu na cidade de Serra Negra em encontro com prefeitos.

“Vamos concentrar nossa atenção no presente e, principalmente, no futuro. E o futuro está no turismo. Esse investimento que está aqui vai retornar em viajantes, consumidores, alegria, esperança, felicidade, geração de renda e oportunidades para todas essas cidades”, afirmou o Governador João Doria.

As estâncias turísticas estão entre os principais destinos de viagens de lazer no estado. Distribuídas por todas as regiões, elas compõem uma oferta que inclui praias, patrimônios histórico e cultural, reservas naturais e serras.

“Muita coisa mudou na nossa vida com a pandemia. O turismo será fundamental para a retomada econômica de São Paulo e para a geração de emprego e renda. São Paulo tem tudo e é para todos”, acrescentou o vice-governador, Rodrigo Garcia Garcia.

Durante a solenidade, a Secretaria de Estado de Turismo e Viagens também lançou duas novas iniciativas para fomentar o setor. O Governo de SP firmou um convênio com o Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas) para capacitar empreendedores do turismo de ecoaventura e fez o lançamento do projeto de Turismo Náutico.

O convênio com o Sebrae-SP vai promover a cultura da qualidade, a gestão da segurança e a competitividade das empresas de ecoaventura em mais de 200 municípios. O objetivo é fortalecer o setor em polos como o Vale do Ribeira e o Pontal do Paranapanema.

“Os convênios irão potencializar a vocação das nossas estâncias turísticas, estimulando a retomada econômica por meio do consumo doméstico de viagens”, disse o Secretário de Turismo e Viagens, Vinicius Lummertz.

Os empreendedores vão participar de seminários para compartilhamento de normas técnicas do setor, capacitação em gestão e empreendedorismo, consultoria para micro e pequenas empresas e auditorias para certificação em gestão da segurança do turismo de aventura.

O primeiro encontro promovido por Governo do Estado e Sebrae-SP deve acontecer no próximo dia 18, na capital.

Já o projeto de Turismo Náutico é dividido em duas iniciativas: uma cartilha que detalha as estruturas que podem ser implantadas em rios, represas e cidades litorâneas, e um passo a passo disponível no portal de Melhores Práticas no Turismo (www.melhorespraticasturismo.com.br/). São Paulo tem 630 quilômetros de costa marítima, cerca de 4,2 mil quilômetros de rios navegáveis e mais de 50 lagos e represas com potencial turístico.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial