Guia turístico derruba estereótipos sobre o Irã

Falar do Irã é, antes de contar a história deste grande país, demolir alguns estereótipos. Atualmente, após os recentes acordos preliminares sobre o programa nuclear de Teerã, a nação persa está se tornando um dos destinos mais “trendy” de 2015.

E para conhecer um pouco da história, da geografia, e dos costumes do país, o Instituto Cultural Iraniano de Roma lançou o guia turístico “In Iran. Alla Scoperta delle 30 Regioni Persiane” (“No Irã. A Descoberta das 30 Regiões Persas”, em português).

O livro mostra, em pouco menos de 300 páginas, cada uma das regiões da nação. Todas têm algum motivo para serem visitadas – um castelo, um antigo mosteiro, um paraíso natural, um museu -, mostrando que o Irã não é apenas Teerã, mesmo que a capital ainda seja a sua grande porta de entrada física e cultural.

O livro, após uma breve introdução histórica, conta com fotos e capítulos dedicados à natureza, à gastronomia, às antiguidades e ao meio ambiente de cada região. Entre elas, o visitante não pode deixar de ver a de Esfahan, que tem o nome de uma das mais importantes cidades do Irã, que é Patrimônio da Humanidade da Unesco e conta com a enorme praça Naqsh-e Jahan e outros pontos turísticos. Já a megalópole Teerã tem palácios, arranha-céus e as Torres de Milad e Azadi, símbolos da modernidade do país.

No entanto, são as regiões menos conhecidas que se destacam. A província de Fars, por exemplo, não é só interessante pela cidade de Persépolis, mas também por Hamadan e pela caverna de Ali Sadr. Já a região de Hormozgan conta com a belíssima ilha de Kish, com aquedutos subterrâneos e uma ampla variedade de fósseis. Mazandaran tem o Monte Damavand, o mais alto do país, com 5.610 metros de altura.

Já a região de Kerman também é importante, com as cidades de Bam – Patrimônio da Humanidade da Unesco, em parte destruída por um terremoto – e Meymand – onde alguns de seus habitantes ainda vivem em cavernas. Por fim, a província de Coração também aparece no guia. Ela produz 95% do açafrão iraniano, o que representa quase 60% da produção mundial. (ANSA)

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Dia Mundial do Turismo dialoga com inovação – por Alexandre Sampaio*

No faturamento do mês de julho, o turismo nacional teve um prejuízo de 50,3% quando comparado ao ano passado. Além disso, ao todo, tivemos...

Veja quais brasileiros podem entrar na França e em quais condições

A entrada no território francês é permitida mediante o resultado negativo do teste PCR de coronavírus Por REDAÇÃO No dia 17 de março a União Européia...

Reabertura de igrejas impulsiona retomada do turismo religioso no Brasil

 “O Turismo Religioso sempre foi um forte segmento no Brasil. Com igrejas e templos reabrindo, o setor do turismo ganha mais força, assim como...

Conheça alguns dos destinos mais celebrados da Jamaica pelos viajantes

A ilha oferece escapadas em ambientes projetados para promover o distanciamento físico Por DIÁRIO com Agências De acordo com os resultados de uma pesquisa da TripAdvisor,...

Artigo: O que comemorar no Dia Mundial do Turismo

"O momento é grave para o setor de turismo e hospitalidade", aponta o presidente da Abih Nacional Manoel Linhares Por Manoel Linhares Esse ano comemoramos o...

Botanique Hotel & Spa anuncia Renata Maia Luque como nova diretora de Marketing e Vendas

A primeira grande missão da executiva será estreitar o relacionamento com os principais players do mercado de viagens exclusivas, dos eventos sociais e corporativos,...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat