Itália é o país mais afetado pelo surto de vírus corona na Europa

De acordo com o último relatório da Proteção Civil divulgado na quarta-feira (4), morreram 107 das 3.089 pessoas infectadas e a epidemia do COVID-19 continua a se expandir.

Eduardo Andreassi (texto e foto)*


 

O órgão disse que mais de 2 mil pessoas foram infectadas pelo vírus, a maioria na região da Lombardia, no norte da península, e 149 já estão totalmente recuperadas. 

Itália muda estratégia contra o coronavírus para combater o alarmismo e proteger a economia

O vírus, concentrado em sua maioria nas regiões da Lombardia e Vêneto, motores econômicos do país, no norte, abalou fortemente o turismo, com uma queda expressiva nas reservas hoteleiras perto da época da Semana Santa, e castigou com dureza a Bolsa de Milão, que não via números tão negativos desde o referendo do Brexit, em 2016.

 

País fecha escolas e universidades após total de mortes por coronavírus superar 100

 

O governo italiano decidiu nesta quarta-feira (4) fechar todas as escolas e universidades até o meio de março para conter a disseminação do coronavírus num dia em que a barreira simbólica dos cem mortos foi superada. A decisão foi tomada com base em recomendações sanitárias e por precaução, disse o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte.

Outras medidas podem ser adotadas

As escolas e universidades das três regiões do norte mais afetadas pelo coronavírus, Lombardia, Emilia Romagna e Veneto, já estavam fechadas.

Quase todas as 21 regiões italianas identificaram casos de contágio, com exceção do Vale de Aosta, que faz fronteira com a França, e por isso a medida foi estendida a todo o território nacional.

A Itália aparece logo atrás da China e da Coreia do Sul com 3.089 casos, de acordo com o último balanço publicado pela Proteção Civil. 

As autoridades querem evitar eventos que possam reunir muitas pessoas, por isso as partidas do campeonato de futebol devem ser disputadas sem público.

Feiras, congressos e eventos serão adiados, em particular os que envolvem o setor da saúde, a fim de liberar os trabalhadores dessa área.

Também será recomendado que todas as pessoas com mais de 75 anos permaneçam em suas casas e evitem locais públicos. 

A epidemia da COVID-19 – nome da doença – diminui na China, mas no restante do mundo continua aumentando o número de casos. Na Europa, a Itália é o país mais afetado e teme por uma grave recessão econômica, já que as regiões mais afetadas estão entre as mais produtivas do país.  


EDUARDO ANDREASSI 

Eduardo Andreassi é jornalista e fotógrafo. Formado pela UNIP, reside e trabalha no Brasil e Itália, trabalhando em parceria com a Toscana Promozione Turística.

Possui várias publicações em mídias idôneas, como Catraca Livre, Webventure , IG, G1, Portal Terra, Folha, Estadão entre outras e fotografias selecionadas pela Revista National Geographic e Viaje Aqui, da Editora Abril. É também assessor de imprensa.

 

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Grupo Iberia oferece 100 mil bilhetes grátis em homenagem aos profissionais da saúde

O grupo Iberia, Vueling e Aena se uniram para prestar uma merecida homenagem aos profissionais que estão trabalhando nos hospitais, centros sanitários e asilos...

Fim do turismo de entretenimento com animais silvestres pode evitar novas pandemias

Proteção Animal Mundial se une à outras entidades e grandes empresas do setor para pressionar Organização Mundial do Turismo (OMT) por um turismo ético com animais A...

Cafés, símbolos parisienses, retornam atividades na capital da França

Em meio ao tinir de xícaras de café e a suspiros de alívio, os franceses retornaram aos cafés e restaurantes, ontem, depois de esses...

Accor é mais uma vez eleita uma das melhores empresas para trabalhar na América Latina

Em tempos de crise, a empresa certa para se trabalhar faz a diferença na vida de seus funcionários e, por extensão, suas famílias e...

Itaipu se prepara para a retomada gradativa do turismo

A equipe do Complexo Turístico Itaipu (CTI) está se preparando para receber os visitantes da usina de Itaipu assegurando todas as condições sanitárias adequadas...

Air France-KLM apresenta seu relatório de sustentabilidade de 2019

Depois de atingir suas metas para 2020 antes do previsto, em 2019 a Air France-KLM estabeleceu novas metas ambiciosas para reduzir sua pegada de...

Relacionadas

2 COMENTÁRIOS

  1. Minha lua-de-mel na toscana e Costa Amalfitana (de 09 a 26/3) será emocionante.
    Isto se a Alitalia não cancelar vôos ou os governos os proibirem.

Comments are closed.

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias