Luiz Adlen, gerente geral do Bourbon São Paulo, fala ao DIÁRIO sobre os desafios do hotel

O Bourbon São Paulo é um hotel urbano, localizado no centro da capital e que costuma receber hóspedes em sua maioria corporativos. Em entrevista ao DIÁRIO, Luiz Adlen, gerente geral do hotel, afirmou que um dos desafios que o empreendimento vem enfrentando é o de trazer o hóspede de lazer e oferecer opções diferenciadas de gastronomia e cultura. Acompanhe a entrevista na íntegra:

DIÁRIO – O Bourbon São Paulo é um hotel urbano. Sendo assim, qual o perfil do hóspede? Qual o principal motivo de hospedagem?

LUIZ ADLEN – Nosso principal cliente é o corporativo. A maioria dos nossos hospedem vêm a negócios. Mas, hoje, nosso principal foco é mostrar ao cliente os grandes atrativos que existem no centro de São Paulo. Então, todo o ponto turístico, como a Estação da Luz, a Sala São Paulo e a Terra da Garoa, casa de espetáculo que vem trazendo atrações inéditas e contribuindo com o leque de atrativos culturais no centro da capital, é um parceiro em potencial para trazer novos hóspedes que fujam do perfil profissional. O cliente que se hospedar no Bourbon São Paulo poderá garantir seus ingressos para shows na Terra da Garoa com preços especiais e, ainda, a garantia de um transfer que o levará até o local e, depois, trará de volta ao hotel.

No coração de São Paulo hotel possui suítes com vista privilegiada
Vista da varanda de uma das suítes

DIÁRIO – Como o hotel trabalha a diária durante a semana e nos finais de semana?

LUIZ ADLEN – Durante a semana, nós trabalhamos a diária do hotel mantendo os preços de mercado. Como nosso principal cliente é o corporativo, as diárias semanais têm valor diferenciado. Hoje, o custo é a partir de R$ 189. Aos finais de semana, tentamos atrair o hóspede de lazer oferecendo uma diária mais competitiva e agregando serviços culturais no serviço. Por exemplo, nós criamos pacotes diferenciados incluindo passeios turísticos e gastronomia e o cliente pode escolher qual mais se adéqua ao seu desejo.

Nós temos um produto que é o City Tour São Paulo, onde um guia irá levar os hóspedes para conhecer os principais pontos turísticos da cidade, contar a história de cada lugar e, ao final, ele leva o grupo até o Pátio do Colégio e lá tem um ator que faz uma cena contanto como foi a fundação de São Paulo, fala sobre o Padre Anchieta e da missa celebrada para inaugurar a cidade.

DIÁRIO – Qual o balanço do terceiro trimestre?

LUIZ ADLEN – Ele foi muito positivo. Tivemos que fazer um esforço além do nosso planejamento para compensar a situação em que o mercado se encontra e, também, o período pós Copa. Posso afirmar que, em relação ao ano passado, tivemos um crescimento de 12% neste trimestre.

DIÁRIO – O prédio do Bourbon São Paulo é tombado pelo Patrimônio Nacional. Quais os principais aspectos arquitetônicos e históricos presentes até hoje?

LUIZ ADLEN – O prédio foi construído a mando de uma condessa italiana, que ainda tinha medo de guerras, por conta do final da Segundo Guerra Mundial, e pediu para que fosse construído um refúgio anti bombas, que hoje é o nosso Fitness Center. Era um prédio residencial de 31 apartamentos e, quando se tornou hotel, estes se tornaram 127 quartos, com 11 metragens diferentes.

O nosso principal objetivo é manter o aspecto histórico nos pequenos detalhes. Manter o hotel com o ar de “retro”. Estamos concluindo um retrofit nas Suítes Júnior e todos os móveis foram trocados e quarto ganhou uma aparência mais moderna, mas ainda mantendo o estilo vintage, que é a marca do centro de São Paulo.

Hotel fica próximo a um dos pontos mais famosos de São Paulo, a praça da República
Faixada do Bourbon São Paulo

LUIZ ADLEN – Completei, no último mês, 25 anos de carreira. No início, eu trabalhava na área operacional de operadoras de turismo e teve uma época em que cheguei a ser guia turístico na Disney. Após isso, comecei um trabalho de receptivo nos hotéis de Orlando e foi ai que surgiu a paixão por hotelaria. Fui conhecendo todo o trabalho realizada por trás, que nós chamamos de back, e me interessei pela área. Fiz cursos profissionalizantes, me formei em Administração e conclui Pós-Graduação em Marketing. Iniciei na hotelaria, no Brasil, em 1999. E, de lá pra cá, passei por diversos hotéis em diversas regiões.DIÁRIO – Luiz, você poderia contar um pouco da sua experiência na hotelaria?

Apesar de estar a apenas sete meses na gerência do Bourbon São Paulo, minha relação com a rede é de longa data. Há oito anos venho mantendo uma relação com a Bourbon, acompanhando seu trabalho e aprendendo com os diretores da rede. Estar na rede Bourbon hoje é um honra.

No Bourbon São Paulo eu cheguei com dois desafios. O primeiro foi a reformulação da gastronomia, que é uma das áreas que eu mais gosto, então acabou se tornando um prazer. Nós renovamos os cardápios, trouxemos um novo chef, o Alex Costa, que anteriormente estava no Bourbon Atibaia, reativamos o restaurante e o lobby bar, o que foi um grande desafio porque foi necessário criar um novo cardápio de drinks e petiscos e a previsão é continuar mudando. O segundo desafio foi manter a característica histórica do hotel e passar aos nossos colaboradores a importância do produto que é o Bourbon.

DIÁRIO – Como funciona o sistema de reservas da rede para a unidade São Paulo? E qual o percentual de vendas deste e por meio dos agentes de viagem?

LUIZ ADLEN – Nós temos uma central de atendimento geral, que faz reservas para todos os hotéis da rede. A porcentagem de venda nesse sistema chega a 35% do total. Já o agente de viagem representa cerca de 30%. O restante se dá às empresas que fecham pacotes conosco. Recebemos, por exemplo, um grande número de treinamentos, então as empresas usam os espaços de eventos, compram pacotes de alimentação e utilizam de todos os nossos serviços.

DIÁRIO – Qual a estrutura do Bourbon São Paulo para eventos?

LUIZ ADLEN – Hoje, temos uma estrutura pequena, reduzida, até por conta da arquitetura e concepção do prédio. Ela é foca em pequenos treinamentos, então temos cinco salas com capacidade entre 20 e 90 pessoas. O nosso diferencial é o serviço oferecido, conseguimos tratar o cliente com personalidade e proximidade, não tratamos os clientes como número.

Serviço:
Bourbon São Paulo (www.bourbon.com.br)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Novos Embaixadores do Turismo do Rio de Janeiro são anunciados

    Foram anunciados na tarde desta sexta-feira (22) o nome dos 26 novos Embaixadores do Turismo do Rio de Janeiro. O evento vem ano a...

    Operadoras não vendem 50% do que venderam no mesmo mês de dezembro, em 2019

    Um balanço apresentado na tarde desta sexta-feira (22) pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo - Braztoa - aponta que o faturamento referente às...

    Turismo Sustentável começam a ser gerados na Grande Reserva Mata Atlântica

    Negócios de turismo sustentável e produção de natureza localizados nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo serão impactados pelo primeiro Centro de...

    Pierfrancesco Vago nomeado Presidente Executivo Global da Cruise Lines International Association (CLIA)

    Uma nota da MSC Cruzeiros acaba de informar que seu presidente honorário Pierfrancesco Vago foi nomeado Presidente Executivo Global da Cruise Lines International Association...

    GOL e LATAM fazem juntas voos da colaboração e da solidariedade

    A GOL e a LATAM demonstram espírito de cooperação e solidariedade no momento da distribuição das vacinas contra a Covid-19. A GOL levou 500...

    Japão nega que as Olimpíadas sejam canceladas

    TÓQUIO (Reuters) - O Japão se manteve firme na sexta-feira em seu compromisso de sediar as Olimpíadas de Tóquio este ano e negou um...

    Relacionadas

    Open chat