Megaexposição de Renato Russo no Mis, em São Paulo. Que país é este?

Cada objeto, cada disco, cada detalhe dá para sentir Renato falar o que muitos ainda não têm a coragem de dizer sobre o Brasil

por Luciana Cortona (Com edição do DIÁRIO)*

Luz e escuridão caminham em nossa essência. Ha pessoas como o grande ícone do rock nacional Renato Russo que extrapola os limites do conhecimento e das previsões e derrama luz sobre parte sombrias de nós e da história do país. Participar da Exposição que está rolando no MIS (Museu da Imagem e do Som) em São Paulo é passar um tempo ao lado dele. É visitá-lo em sua casa e conhecer suas leituras preferidas. Cada objeto, cada disco, cada detalhe dá para sentir Renato falar o que muitos ainda não têm a coragem de dizer sobre o Brasil. A exposição mostra que o tempo passou e as questões de ética, política e economia seguem o mesmo caminho de anos atrás. Que país é este? Continuamos a perguntar..

Cada  anotação traduz a eficiência e o detalhamento de Renato por um novo futuro. Um futuro que o ícone do rock nacional não teve a oportunidade de ver: mensalão, lava-jato e outras operações que remeteram nosso país ao cadafalso. Seu coração aguentaria? Como na letra de Monte Castelo, que mostra a importância do amor entre os seres-humanos. A  música leva este nome de forma antagônica ao local onde a Força Expedicionária Brasileira ganhou sua principal batalha durante a Segunda Guerra Mundial. Isso mesmo, um ato de heroísmo diante de um desastre da humanidade que é a guerra.

Como um  anotador compulsório, muitas músicas passaram por um processo severo de refinamento até se chegar a letras que perduram por gerações. O ponto de partida sempre persegue as temáticas do amor infinito, dos sentimentos humanos e da política e economia brasileira. Renato fala da geração sem coca cola e com mais bossa.

A palavra que condensa a exposição de Renato é esperança, vocação e sua busca  incessante por respostas

Livros, discos, filmes, instrumentos musicais e inúmeras cartas de fãs compõem as trocas de ambientes e mostram o carinho ao ícone do rock nacional. Cada detalhe, cada letra de música, cada projeto anotado com suas evoluções, anotações e melhorias. Nesse momento dá para compreender a sua mudez. A palavra que condensa a exposição de Renato é esperança, vocação e sua busca  incessante por respostas.  Não é a toa que suas músicas atravessam gerações e influenciaram-na até hoje.  É uma revolução por meio de letras, versos e canções! Vale ressaltar os versos iniciais de Eduardo e Mônica, e a Construção de Brasília, para onde a família de Renato se mudou em 1973, momento em que o pais vivia uma ditadura e a capital do país experimentava seu sonho de construção.

A mente inquieta e brilhante dá aos transeuntes uma sublime ideia do que se passava nas obras primas de Renato Russo. São mais de mil peças de um labirinto de ideias do ícone da cultura brasileira.

Sim, porque assim como Renato, acreditamos em um  pais justo e autossuficiente.  De novidades tecnológicas? Tem também Renato Russo 360°. Vale a pena!

Serviço:

EXPOSIÇÃO RENATO RUSSO

PERÍODO: 07set2017 a 28jan2018
HORÁRIOS: 10h-21h ter a sáb e 09h-19h dom e feriados

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo – SP, Brasil

CEP 01449-000

(11) 2117 4777

______________

*Luciana Cortona é jornalista e colaboradora do DIÁRIO DO TURISMO

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial