MTur e Wakalua buscam projetos inovadores para o turismo

Desafio Turistech Brasil seleciona projetos inovadores do turismo nacional

Edição DIÁRIO com agências

Estão abertas as inscrições para o Desafio Turistech Brasil, promovido pelo Ministério do Turismo em parceria com o Wakalua Innovation Hub – primeiro polo global de inovação em turismo, em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT).
A disputa, que conta ainda com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e do Sebrae, é uma edição ampliada do Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, realizado pela primeira vez em 2020.
Além da categoria Startups, foco da competição do ano passado, o Desafio Turistech, realizado de forma totalmente online, envolve a participação de Destinos, Academia e Empresas. Todos os vencedores ganharão visibilidade nacional e internacional para os seus projetos, sendo reconhecidos como líderes da inovação no turismo brasileiro. As inscrições seguem até o dia 1° de novembro, por meio do site da competição, pelo site  https://turistech.turismo.gov.br/
O lançamento do Desafio Turistech ocorreu durante uma live realizada nesta segunda-feira (27.09), Dia Mundial do Turismo. Na ocasião, o secretário executivo do MTur, Daniel Nepomuceno, destacou benefícios da ampliação das categorias previstas da disputa. “A gente avança agora para realmente colocar dentro da cadeia do turismo todos aqueles envolvidos com a inovação, trazendo órgãos de governo, a academia e, principalmente, os destinos”, comentou.
A transmissão teve, ainda, a participação do presidente do Sebrae. Carlos Melles reforçou o compromisso com o desenvolvimento do turismo e manifestou otimismo quanto à recuperação do setor, a partir de ações como a vacinação contra a Covid-19. “A vacinação está trazendo qualidade e quantidade, e o turismo vai crescer muito. Com parcerias como essa, certamente vamos proporcionar uma melhor recuperação do turismo brasileiro”, pontuou.
Os interessados podem se inscrever nas seguintes temáticas: Digitalização de negócios e destinos turísticos; Personalização de experiência; Destinos inteligentes; Marketing digital / Promoção de destinos; Impacto social/ambiental; Turismo em áreas naturais; Experiência do turista digital; Nomadismo digital; Vistos e controle de acessos; Domótica e automatização; Inserção digital de pequenos negócios; Desenvolvimento sustentável; Economia circular; Gestão e operação inteligente e Economia Criativa no Turismo.
Os projetos devem ter relação com quaisquer pontos da cadeia de valor do turismo, podendo ser destinados a visitantes, a empresas, ao setor público, à academia ou a comunidades. A avaliação das propostas vai ficar a cargo de líderes do turismo e da inovação, e a seleção final será anunciada durante o mês de novembro. A análise se baseará em quesitos como contribuição ao turismo, natureza inovadora e grau de desenvolvimento, entre outros.
Os 10 projetos mais bem colocados no Desafio Turistech vão se associar por 12 meses ao Wakalua, tendo acesso a seu network, opções de mentoria e investimentos de parceiros, além de se classificar para as semifinais da 4ª Competição Global de Startups de Turismo da OMT, de 2022. Eles também vão disputar uma viagem a Madri, na Espanha, para participar de um programa de treinamento e, também, da Feira Internacional de Turismo de Madri (FITUR).
O Brasil foi destaque na 3ª edição da disputa mundial de startups de turismo da OMT, que, em 2020, teve como foco os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Entre mais de 10 mil projetos de 135 nações, o país chegou à semifinal, com dois representantes, e sagrou-se campeão na categoria igualdade de gênero. A vitória coube à Sisterwave, de Brasília (DF), que facilita a realização de viagens por mulheres.
O Desafio Turistech Brasil integra uma colaboração entre o MTur e o Wakalua para estimular a inovação em turismo no Brasil e melhorar a competitividade do setor por meio da transformação digital de organizações públicas e privadas da área. O trabalho conjunto prevê a instalação de um hub dedicado ao setor no país e o apoio à construção da Estratégia Nacional de Inovação em Turismo (ENIT-2021-2024).
PC

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT