Novos roteiros inspiram imersão na cultura de comunidades da Chapada Diamantina

Turismo de base comunitária aproxima visitantes e moradores e oferece múltiplas experiências

Edição do DIÁRIO com agências

De cachoeiras imponentes à fabricação artesanal de alimentos, de tradições seculares ao estilo de vida. A relação harmoniosa entre as comunidades e a poderosa natureza da Chapada de Diamantina (Bahia) inspirou a criação de seis roteiros no sul do Parque Nacional da Chapada Diamantina.

O projeto, que proporciona a troca de experiências entre visitantes e moradores locais, foi constituído em parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), os moradores dos Assentamentos Rosely Nunes, Colônia e Europa e a agência Discover Chapada.

Sob o nome Encantos da Chapada, os novos roteiros de base comunitária começaram a ser comercializados neste ano. A proposta é adicionar experiências ao turismo de natureza através do dia a dia das pessoas que moram e guardam o patrimônio ambiental local.

Com duração de um a três dias, os roteiros integram atrativos naturais e culturais com alimentação e hospedagem na casa de moradores e oferecem opções para quem gosta de aventura ou passeios mais tranquilos.

As comunidades anfitriãs são o Baixão, Europa e Rosely Nunes, localizadas no município de Itaetê. Todas se caracterizam pela agricultura de subsistência e são portas de entrada para as atrações como os poços Azul e Encantado e para as imponentes cachoeiras do Herculano e Encantada.

Os roteiros também incluem atrativos que estão fora do circuito comercial. É possível, por exemplo, conhecer a fabricação artesanal de rapadura e o modo secular de se fazer a farinha de mandioca, essa uma herança indígena.

As atrações

Assentamento Baixão: Possui pousada comunitária, fabricação de alimentos derivados do aipim realizado por jovens empreendedores e cultivo de alimentos agroecológicos. É o ponto de partida para o Rio Una e para a Cachoeira Encantada, localizada no Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Assentamento Europa e povoado da Colônia: Possui fábrica artesanal de rapadura orgânica, cultivo de alimentos agroecológicos e casa de Jarê, religião de matriz africana. É o ponto de partida para as cachoeiras do Roncador, Herculano e Bom Jardim, localizadas no Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Assentamento Rosely Nunes: Assentamento rural mais antigo de Itaetê, possui uma casa de farinha comunitária e sedia a brigada de combate e prevenção a incêndios florestais do Prevfogo/IBAMA. É ponto de partida para o Poço Encantado, Poço Azul, Lapa do Bode e também para a cachoeira Invernada, localizada no Parque Natural Municipal Rota das Cachoeiras.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Hoteleiros questionam altas cifras do Ecad em tempos de pandemia

Pleito antigo da hotelaria, a revisão das cobranças das altas taxas do Ecad ganhou destaque na agenda de debates da hotelaria em tempos de...

Accor anuncia Romulo Silva como novo diretor de Desenvolvimento para Franquias

A Accor acaba de anunciar Romulo Silva como novo diretor de Desenvolvimento para Franquias Accor Brasil. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências O executivo, que teve importante...

Organização Mundial de Enoturismo é criada com sede na Espanha

REDAÇÃO E TRADUÇÃO DO DIÁRIO com agências internacionais Acaba de ser anunciada na Espanha a criação da Organização Mundial de Enoturismo (GWTO) que nasce junto...

Movimento de Viracopos (SP) apresenta recuperação gradual em junho

A recuperação no setor de passageiros apresenta tendência de crescimento após uma queda brusca registrada a partir de março EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Em nota,...

Califórnia retrocede na reabertura com expansão do coronavírus nos EUA

SACRAMENTO, Estados Unidos (Reuters) - O governador da Califórnia decretou nesta segunda-feira um recuo no plano de reabertura da economia do Estado norte-americano, após...

La Casa de Papel: a transferência de liquidez relatada pelo refém brasileiro**

Por Paulo Atzingen* (de Madri) Só depois de passados alguns anos do assalto à Casa da Moeda da Espanha e me tornado refém por aquele...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias