Porto Alegre lança edital de concessão para Parque Harmonia e trecho da orla

Sustentabilidade é um dos pilares da Concessão lançada pela prefeitura de Porto Alegre

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências

Na última sexta-feira (3), a prefeitura de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, lançou o edital de concessão do Parque Harmonia e Trecho 1 da Orla Moacyr Scliar. O edital prevê um contrato de 35 anos para a gestão e manutenção dos dois espaços. A concessionária que assumir a gestão dos locais deverá priorizar o conceito da sustentabilidade e o respeito à diversidade atentando para o mínimo impacto ao meio ambiente e à paisagem do Lago Guaíba, bem como à qualidade de vida e bem-estar da fauna silvestre.

Em nota ao DIÁRIO, a prefeitura informa que a cidade de Porto Alegre tem investido muito fortemente nas parcerias público-privadas com o objetivo de modernizar, melhorar os serviços e embelezar a cidade. Na área de Parques uma das premissas básicas é a preservação das áreas verdes e da realização de projetos sustentáveis.

Duas situações distintas

O concessionário que vencer a concessão terá duas situações distintas para administrar. De um lado um parque completamente revitalizado em funcionamento, que conta com a sustentabilidade em todos os aspectos de sua concepção, que é o trecho 1 da Orla do Guaíba, espaço entregue a população em 2018 e que se tornou um verdadeiro cartão postal da cidade. De outro, um espaço muito pouco utilizado o ano todo. São 168 mil metros quadrados de área verde que ganhará nova estrutura, entretanto sempre primando pelo conceito de sustentabilidade. No edital, construído com o apoio do Instituto Semeia, está previsto que a Taxa de Ocupação (TO) máxima permitida para as edificações será de 20%, sendo que as edificações poderão estar distribuídas por toda a área do Parque Harmonia.

O projeto de concessão dos dois Parques tem a licitação marcada para o dia 31 de agosto (Crédito: Jeferson Bernardes)

A arquitetura das construções a serem feitas, também, deve ser pensada com premissas sustentáveis, visando o mínimo impacto ao meio ambiente e à paisagem. “Todos os elementos vegetais e componentes das áreas verdes da área da concessão deverão ser mantidos em adequado estado de conservação”, destaca o secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Thiago Ribeiro.

O projeto de concessão dos dois Parques tem a licitação marcada para o dia 31 de agosto. O critério de julgamento será o maior valor de outorga, tendo como lance mínimo R$ 200 mil. O investimento estimado do parceiro privado ao longo de todo o contrato em relação a operação manutenção e construção de estrutura é de R$ 325 milhões.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Organizações pedem liberação de R$ 2 bi de fundos socioambientais

Carta aberta ao BNDES lançada nesta terça-feira (4) exige medidas concretas para evitar financiamento a desmatadores e a revisão da política socioambiental do Banco EDIÇÃO...

Embraer anuncia o Phenom 300MED para transporte aeromédico

A Embraer anunciou nesta terça-feira (4) o Phenom 300MED, solução de transporte aeromédico (MEDEVAC) exclusiva para aeronaves da série Phenom 300, disponível também para...

Château Hotel Grand Barrail, da França, divulga as novidades do verão

Entre elas estão um novo bar de vinhos, piqueniques gourmet e massagem com um mestre de Shiatsu EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Situado em Saint-Émilion, pequeno...

Entrevista com o professor Mário Carlos Beni: “O mundo hoje é um barco absolutamente desgovernado”

Mario Carlos Beni por sua permanente reinvenção, atualização e excepcional lucidez dispensaria apresentações*. Nesta entrevista, concedida ao editor do DIÁRIO, jornalista Paulo Atzingen, Mario...

O Ensino Superior do Turismo e a pandemia

por Bayard Do Coutto Boiteux*     Desde o ano passado assistimos a um desmoronamento  das faculdades de turismo no Brasil. Com pouca demanda, foram fechando ou...

Cientistas em carta aberta pedem o fim do turismo com golfinhos e baleias

Com a iminente reabertura de diversas atrações turísticas após meses de bloqueio por conta da pandemia da Covid-19, preocupa a exploração de milhares de...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat