Prefeitura do Rio quer, no mínimo, R$ 30 milhões para Réveillon 2018

Riotur dividiu realização do evento em cotas para patrocinadores:
uma de R$ 12 milhões e mais seis de R$ 3 milhões.
Presidente da entidade cogita show internacional depois de queima de fogos.


O Cristo Redentor parece abençoar a chegada de 2017 e o espetáculo da queima de fogos que acontece a seus pés e sobre as cabeças da multidão que lota Copacabana (Foto: Fernando Maia/Divulgação Riotur)
O Cristo Redentor parece abençoar a chegada de 2017 e o espetáculo da queima de fogos que acontece a seus pés e sobre as cabeças da multidão que lota Copacabana (Foto: Fernando Maia/Divulgação Riotur)

Doze dias de um Reveillón milionário para cariocas e turistas. A Prefeitura do Rio espera ter, no mínimo, R$ 30 milhões para realizar a festa da virada de 2017 para 2018. Com o montante, a ideia é ir além. Por exemplo, na Praia de Copacabana, depois da queima de fogos, o Município cogita trazer um show internacional. Por enquanto, o que está definido é que a virada vai durar do dia seguinte ao Natal, em 26 dezembro, e irá até 6 de janeiro.

A proposta de transformar o Réveillon num megaevento de vários dias teve início, oficialmente, na quinta-feira (6), quando foi aberto chamamento público para que a empresas busquem na sede da entidade a minuta do contrato com a entidade municipal. Além de Copacabana, o documento com as propostas prevê a instalação de palcos em todas as regiões do Rio: Barra da Tijuca, Parque de Madureira, Flamengo e mais seis espalhados pelas zonas Oeste e Norte e Paquetá.

“Dividimos o projeto em cotas de patrocínio e dividimos valor para as cotas. As marcas têm total liberdade para propor valor igual ou maior. Uma cota para apresentador, a master, será a partir de R$ 12 milhões e terão outras seis de R$ 3 milhões”, detealhou ao G1 o presidente da Riotur, Marcelo Alves.

O valor preterido para este ano é seis vezes maior do que aquele que a gestão de Eduardo Paes investiu na virada de 2016 para 2017. Ainda que consiga os R$ 30 milhões por meio da iniciativa privada, Alves não descartou que o Município também entre com um aporte. Não detalhou, porém, de quanto seria o investimento.

Ele se baseia em números para justificar 12 dias de uma festa que, essencialmente, dura apenas um dia. De acordo com ele, 70% dos turistas que vêm ao município passar a virada de ano chega no dia 30 e vai embora no dia 1º do ano seguinte. A ideia da Riotur é estender o tempo de visitação de turistas criando mais atrações para a comemoração.

Mas a resposta definitiva sobre o montante que a prefeitura terá para investir na festa só deve chegar depois de 30 dias. Após esse período, com as empresas definidas, o presidente da Riotur irá revelar quem serão os patrocinadores escolhidos para o projeto.

Carnaval 2018

A polêmica que envolve a realização do carnaval do próximo ano permanece na pauta do presidente da Riotur. Segundo ele, não há ameaça à realização da festa e o evento terá o “mesmo formato”. “O nosso desejo é potencializar, ampliar o espetáculo. Terá um teste na proxima semana dos novos telões [no Sambódromo]”, contou Alves.

Sobre a Liesa, o representante da Riotur disse que “eles entendem que é necessário”, se referindo aos presidentes de escolas de samba. “O caminho é esse. Claro que estão angustiados, os recursos são escassos”, ponderou.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

COVID-19 e as Fake News     

*Por Mário Inácio Ferreira Filho Como se já não bastasse uma economia em fraco crescimento, a burocracia e os demais entraves para ser um pequeno...

Aérea Air Europa oferece canal exclusivo para agentes de viagem

Para atender aos agentes de viagem e operadoras com maior agilidade e autonomia, a Air Europa criou uma página dedicada. Nela, as agências de...

Covid-19: Trump prorroga isolamento social nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um apelo durante a coletiva de imprensa na Casa Branca, no último domingo (29), para que...

Isolamento no Reino Unido pode durar 6 meses

Os britânicos podem estar sujeitos a alguma forma de isolamento por seis meses ou mais, disse a chefe médica adjunta da Inglaterra, Jenny Harries,...

Entidades da Sociedade Civil que arrecadam doações – veja como ajudar!

O DIÁRIO integra os veículos de imprensa que participam desta guerra contra o coronavírus. Abaixo, uma lista de entidades da sociedade civil que arrecadam...

Coronavírus mata 2.606 pessoas na França

As autoridades de saúde francesas registraram 292 novas mortes por coronavírus nas últimas horas, alta de 13% em relação ao sábado (28), o que...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias