Projeto de atualização da Lei Geral do Turismo – por Marcelo Soares Viana*

Segundo o Governo Federal, o objetivo da proposta é acompanhar as novas demandas do setor do turismo

Tramita pela Câmara dos Deputados a proposta de iniciativa governamental para atualização da Lei Geral do Turismo (Projeto de Lei 7413/17), que pretende alterar a atual Política Nacional de Turismo (estabelecida pela Lei 11.771/08).

Segundo o Governo Federal, o objetivo da proposta é acompanhar as novas demandas do setor do turismo, reduzir os gargalos que impedem o desenvolvimento da atividade, bem como desburocratizar procedimentos, melhorar o ambiente de negócios e promover maior integração com a iniciativa privada.

Dentre os principais pontos do projeto, constam:

  • A retirada do Governo Federal a atribuição de classificar os prestadores de serviços turísticos (segundo o próprio Ministério do Turismo: “a classificação de meios de hospedagem, nos moldes adotados pelo governo, estava ineficiente e inadequada aos padrões utilizados pela iniciativa privada”);
  • A ampliação do entendimento sobre preservação da identidade cultural no turismo, destacando a importância do envolvimento da população local no desenvolvimento da atividade;
  • O ajuste no atual dispositivo legal sobre a prevenção e o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, deixando claro que não se reconhece como turística nenhuma atividade criminosa;
  • A criação de Áreas Especiais de Interesse Turístico (AEITs), cujo objetivo é potencializar a atração de investimentos para determinadas áreas, estimulando a regionalização do turismo, aumentando a geração de emprego e renda e contribuindo para a competitividade do setor turístico brasileiro;
  • A possibilidade de parcerias entre o Ministério do Turismo/Embratur e a iniciativa privada para ações de marketing voltadas à promoção do Brasil no exterior;
  • A inclusão, dentre os “prestadores de serviços turísticos”, os microempreendedores individuais, as empresas individuais de responsabilidade limitada e os operadores de cruzeiros aquaviários, que não foram contemplados pela lei de 2008;
  • A possibilidade de abatimento de duas horas nas diárias para a limpeza dos quartos entre um hóspede e outro (os hotéis reclamam que, com a diária de 24 horas exigida hoje, não há tempo para limpeza o que tem gerado multa de órgãos fiscalizadores);
  • O esclarecimento de que a execução de obras musicais no interior das unidades habitacionais é considerada de natureza privada, razão pela qual não cabe ao hotel o recolhimento de taxa do ECAD;
  • A eliminação das categorias para as organizadoras de eventos (a diferenciação existente na lei de 2008 “prejudicava a atuação das empresas, pois não poderiam organizar eventos que não estivesse listados nas respectivas categorias”, justifica o Governo).

O projeto tramita em regime de prioridade e ainda será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; Turismo; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

*Marcelo Soares Vianna é mestre em direito, advogado atuante no setor do turismo, sócio do escritório VIANNA & OLIVEIRA FRANCO ADVOGADOS (www.veof.com.br) e responsável técnico pelo conteúdo desta coluna. Para eventuais considerações sobre o material publicado, está à disposição pelo endereço: marcelo@veof.com.br

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
PAULO ATZINGEN é jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará. Produziu reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lançou em 1998 sua primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, foi repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. É premiado contista, com três livros de ficção em prosa publicados via editais. Trabalhou como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundou em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de conteúdo editoriais e digitais para empresas privadas de hotelaria, aviação, companhias marítimas, destinos turísticos e biografias.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Exclusivo: Lemontech da Maringá Turismo abre vagas para 14 desenvolvedores de TI

    A Lemontech, empresa responsável pela gestão de viagens corporativas da Maringá Turismo abre vagas para 14 desenvolvedores de TI. REDAÇÃO DO DIÁRIO Essa informação, exclusiva, foi...

    Sim ou Não?: um basta à procrastinação!

    CONSELHO EDITORIAL DO DT O dia a dia de cada um de nós, não importa o ramo em que se atua, pede decisões. O modus...

    Brasileiros irão viajar na primeira oportunidade, mostra pesquisa

    “Mais de 150 milhões de brasileiros já foram imunizados com pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19", lembra o ministro do Turismo...

    Recife abre inscrições para o 9º Ciclo de Atualização dos Guias de Turismo

    A atualização é exclusiva para Guias de Turismo e é necessário comprovação com número de registro no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) Edição...

    Hotel Rio Othon Palace é palco de Festival Português

    Evento acontece até o dia 2 de novembro de 2021 de quinta a domingo, das 19h às 23h Edição DIÁRIO com agências A culinária portuguesa é...

    Canela (RS) realiza Festival de Gastronomia & Vinhos

    O evento faz parte da programação paralela do 34º Sonho de Natal e é uma realização da Blue Show e da Abrasel - Associação...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing