Revista Viramundo e Mundovirado rompe a crisálida e voa

15 ANOS DIÁRIOS – publicado dia 9 de dezembro de 2014

É o espanto que nos arranca do sono. É a criatividade que nos tira da letargia. Ao recebermos nesta quinta-feira (13) a primeira edição da revista digital Viramundo e Mundovirado constatamos que não basta termos dezenas de carimbos no passaporte se não soubermos traduzir essas experiências com impetuosidade, inquietude e força, ao mesmo tempo com graça, calma e leveza.

por Paulo Atzingen


 

Heitor e Silvia Reali, Viramundo e Mundo Virado, respectivamente, fazem isso. Essas três atitudes dessas duas pessoas – aparentemente antagônicas – nos arranca do sono, nos tira da boca o gosto insosso do hambúrguer e nos remete a um mergulho extra-sensorial, além das alfândegas, free-shops e superfícies planas. O logo da revista nos lança a um universo que levita fora daqui, um signo que nos catapulta à atmosfera de um Cordel Encantado, algo ou alguma coisa fora desse mundo de contas e afazeres.

“O diferencial de nossa revista é que ela não fala só de viagens, mas de cultura, de arte, de gastronomia”, adianta Silvia Reali (Mundo Virado) , a fotógrafa e artista plástica que acompanha o jornalista Heitor Reali (o Viramundo) por esse mundo de encantaria.

“A revista terá matérias também em inglês e periodicidade mensal”, completa Heitor com o seu humor refinado.

Meu caro Viramundo. Não importa a periodicidade, o importante é o que ela já causou: nos arrancou do sono, nos subtraiu a letargia desta quinta-feira outonal.

Com vocês, leitores, Viramundo e Mundovirado, do casal mais rodado que eu já vi. (Acesse aqui)

Abaixo, reproduzimos o ‘editorial’ da revista:

“Eu mais o meu companheiro vamos bem emparelhados: Eu me chamo Vira-Mundo, E ele é Mundo-Virado.”

O tom allegro-scherzoso desta cantiga dos vaqueiros reflete a essência da revista viramundo e mundovirado.

Queremos antes de tudo que nossas histórias e fotos convidem as pessoas a percorrer o mundo, seja para entrar na história e recuar no tempo, ou provar outros sabores, conhecer lugares que arrebataram escritores, músicos, cineastas, pintores, e tantos anônimos. E seja ainda nos desafios de uma aventura, ou até mesmo só para escapar do cotidiano vertiginoso.

Nosso objetivo é que as matérias aqui apresentadas estabeleçam cumplicidade com nossos leitores e sejam parceiras de suas realizações.

Unimos cultura com viagem, porque a arte sempre enriquece e é o caminho mais direto para a comunicação entre as pessoas. Ainda em sintonia com viramundo e mundovirado, é nosso desejo capturar a intensidade da vida.

Virando o mundo vamos conhecendo e aprendendo. Aí acontece um encantamento que amplia o sentido da viagem: o processo se inverte, e os viajantes voltam transformados.

viramundo e mundovirado é ressonância, é reflexo: vou para fora, mudo para dentro! Viramundo: leva um, trás outro. É mundovirado. Silvia e Heitor Reali: viajantes que viram o mundo

Silvia e Heitor Reali, Viramundo e Mundo Virado ou ao contrário (Crédito: divulgação)

Viramundo

Etmologia: viajeiro, peregrino, papa-léguas. Cinema: título de um dos quatro episódios do documentário “Brasil Verdade”, de 1965, dirigido por Geraldo Sarno. Título do documentário de Pierre-Yves Borgeaud, cineasta suíço, sobre a obra de Gilberto Gil. Música: Giberto Gil: “…inda viro esse mundo em festa, trabalho e pão”. Design Popular: é um brinquedo, ou mandala, ou objeto composto por pequenos losangos revestidos de retalhos de tecidos coloridos, ou chita, pendurado por um fio e colocado no vão da janela para girar ao sabor do vento. Em diferentes localidades do Brasil é também denominado “estrela da felicidade” ou “giramundo”. Literatura: cantiga dos vaqueiros Manuelzão e Miguilim, de João Guimarães Rosa.

Virado

Etmologia: às avessas, dobrado, travesso.

Um pouco sobre os autores Silvia Reali Servadei, artista plástica e fotógrafa, e Heitor Reali, engenheiro e fotógrafo, dedicam-se juntos ao jornalismo há mais de 20 anos.”. Autores do livro “Viva o Brasil”, receberam em 2001 o troféu de bronze no Festival Internacional de Propaganda do Mercosul pela reportagem Silves, de turismo sustentável. São 40 anos de viagem, em mais de 90 países.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Governo prorroga prazo para recolhimento de INSS, PIS e COFINS

Por Marcelo Vianna* O Ministério da Economia acaba de publicar a Portaria 139, de 03.04.2020, prorrogando o prazo de recolhimento dos seguintes tributos federais:INSS das competências de março...

CEO e Fundador do Grupo OYO renuncia a salário anual seguido por equipe de liderança

O COVID-19 impactou significativamente o setor de hospitalidade global, com as ocupações de diversas redes de hotéis sendo afetadas drasticamente. Nesse período difícil e...

Abav-SP e Aviesp realizam LIVE para esclarecer dúvidas dos agentes de viagens

A Abav-SP e Aviesp realizarão uma transmissão ao vivo pela página do Instagram (https://www.instagram.com/abavsp.aviesp/), no dia 7 de abril (terça-feira), às 14h30. A LIVE...

Máscaras caseiras podem ajudar a evitar transmissão da doença (ouça áudio)

Com a disseminação do coronavírus (Covid-19) por todos os estados do país e a falta de máscaras para reduzir a transmissão da doença, muitas...

Festival Coolritiba 2020 será reagendado por conta do COVID-19

A 4ª edição do festival mais cool do Brasil será reagendada! O Coolritiba 2020, previsto para acontecer em Maio, diante do avanço da COVID-19...

Curiosidade: quando surgiram os mapas?

Os mapas mais antigos que se têm registro hoje são os mapas babilônicos, confeccionados em argila por volta de 2.300 A.C. REDAÇÃO DO DTMuito...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias