Saint Patrick´s Day: Cinco motivos para fazer intercâmbio em Cork, na Irlanda

Opção para fugir da capital Dublin, na Irlanda, além dos brasileiros. Cork é uma boa opção para mergulhar na tradição e cultura local. 

Redação do DIÁRIO com agências

Nesta sexta-feira, 17 de março, ocorre o Saint Patrick’s Day, data comemorativa de São Patrício, tradicional na Irlanda e que enche os pubs pelo mundo afora. O dia ficou ainda mais tradicional no Brasil depois que o país tornou-se um dos principais destinos dos brasileiros que buscam um intercâmbio, sendo Dublin a cidade mais escolhida.

A Irlanda é bem mais que sua capital. A Trust Intercâmbio Cultural e Turismo apresentou cinco motivos para futuros intercambistas Cork e não desistirem da experiência no exterior. O DIÁRIO embarca nessa lista com dicas preciosas:
Acompanhe:

1 – Maior imersão cultural
Para aprender a língua, é preciso vivenciar a outra cultura, entender costumes e estar com os cidadãos locais. Cork é um município de 120 mil habitantes e é o segundo maior do país, perdendo somente para Dublin, que possui 530 mil. Com os turistas concentrados na capital, a cidade conseguiu manter as tradições locais, fazendo com que os intercambistas possam ter uma imersão na gastronomia, cultura e hábitos irlandeses. A cidade mantem o estilo das construções e de vida, diferentemente da capital, onde o ar cosmopolita de grande metrópole já tomou conta, misturando línguas e costumes do mundo inteiro.

Tradicional paisagem de Cork, Irlanda. (Foto: divulgação)
Tradicional paisagem de Cork, Irlanda. (Foto: divulgação)

2 – Melhor para estudar e trabalhar
A cidade abriga as principais universidades da Irlanda, sendo um polo educacional. Para quem quer trabalhar, o destino também pode ser muito interessante. Pelo alto número de estudantes, a cidade abriga grandes empresas, que podem ser uma oportunidade única de aprendizado. Ela é a cidade-sede de diversas empresas multinacionais, como Apple, Heineken e Amazon.

3 – Melhor para festas
Se o interesse é conhecer a noite irlandesa, Cork também não deixa nada a desejar. Com milhares de universitários, a cidade abriga uma diversidade muito grande de animação. São 24 festivais musicais por ano. As baladas fecham mais tarde que em Dublin, por volta das 4h, e os gêneros musicais são mais diversificados, com opções para todos os gostos. Pubs também tem aos montes, indo de locais que tocam eletrônico aos mais tradicionais com música local.

4 – Qualidade de Vida
Por ser uma cidade menor, Cork oferece uma vida muito mais agradável para que eles que buscam fugir um pouco da correria das cidades grandes, como Dublin. Com uma infraestrutura incrível, o município oferece transporte público eficaz com ônibus e trem, sendo que tudo pode ser acessado de bicicleta. A criminalidade também apresenta um índice menor do que a capital. As paisagens são outro show a parte. Mantendo as construções originais, casas coloridas, tudo em meio a belas montanhas, a cidade traz um visual diferenciado para quem gosta de contato com a natureza.

5 – Menor Custo de Vida
No fim sempre temos que fazer as contas e este também é um ponto a favor. A Irlanda já é um destino mais procurado por quem quer melhorar o inglês e fugir do alto custo de vida da Inglaterra. Cork ainda é mais barato para se morar e viver que Dublin. Para se ter uma ideia, um aluguel mensal na capital custa em torno de 500 euros, enquanto em Cork este valor cai para 300 euros. O transporte também exemplifica essa economia. A faixa sai de 130 euros mensais, para 70 euros.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

PL 2034 aprovado pelo governador do Rio de Janeiro é vitória para os guias de turismo

O Projeto de Lei Nº 2034 acaba de ser aprovado pelo governador do Rio de Janeiro Wilson Witsel e se transforma na Lei Estadual...

Parques da SeaWorld na Flórida reabrirão ao público em 11 de junho

O SeaWorld Entertainment, Inc., uma das empresas de entretenimento líder no mundo, anunciou o projeto de reabertura em fases (com capacidade limitada) dos seus...

Temperaturas caem em Santa Catarina e toneladas de tainha são pescadas (Vejam vídeos)

Por Jefferson Severino especial para o DIÁRIO DO TURISMODe fato, hoje o estado catarinense completa 32 dias com temperaturas negativas. Segundo o Homem do...

Efeitos da pandemia: o fim dos blocos comerciais e início de acordos bilaterais

Por Carlo Barbieri*O mercado globalizado como o conhecemos hoje, já está em plena mudança devido à pandemia. Teremos um realinhamento na estrutura comercial do...

Pedidos de recuperação judicial aumentam depois da Covid-19

O último levantamento da Boa Vista, divulgado no início deste mês, registra alta em maio de 68,6% no número de pedidos de recuperação judicial...

Fronteiras terrestres entre Espanha, Portugal e França abrem em 22 de junho

MADRI (Reuters) - A Ministra da Indústria e do Turismo espanhola, Reyes Maroto, disse nesta quinta-feira que todas as restrições a cruzamentos nas fronteiras...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias