São Luís do Maranhão sob o olhar da guia de turismo Zildenice Barros (parte 1)

Em entrevista exclusiva ao DIÁRIO, Zildenice Barros, que é guia há 20 anos, falou sobre os principais pontos turísticos de São Luís e os vários motivos para conhecer a “cidade dos azulejos”.

Por Caroline Figueiredo – Repórter do DT


Zildenice é guia de turismo há 20 anos e atualmente é presidente do Sindicato de Guias de Turismo do Maranhão. Nessa entrevista, ela abordou a retomada do turismo e das viagens para sua terra e outros assuntos relacionados aos atrativos da capital maranhense.

Reinício dos trabalhos

 “No primeiro trimestre deste ano eu tive muitos agendamentos e as atividades estão voltando com força total”, afirma a profissional.

Segundo ela, a cidade de São Luís é um dos destinos mais procurado pelos turistas do Brasil para passar férias em família, lua de mel, ou ainda fazer turismo religioso, histórico e /ou ecológico.

Ilha de São Luís: 4 municípios, vários roteiros e atrações.

Zildenice adianta à reportagem que quem vem a São Luís deve permanecer no mínimo três a quatro dias, pois há diversos locais para conhecer:

“A ilha tem 4 municípios, que é São Luís, São José do Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar. Então a gente pode conhecer São Luís em um dia, em um passeio histórico cultural, e São José e Raposa em outro dia, que é um passeio religioso com ecoturismo. Lá fazemos um passeio de barco, nadamos em igarapés, tomamos banho de mar aberto, visitamos dunas, é um passeio bem gostoso, ” garante. 

Centro histórico com aproximadamente cinco hectares de área tombada

“Temos também a opção, de no quarto dia para visitar Alcântara, que é do outro lado da baía”, completa. 

O Mapa de São Luís do Maranhão, que é dividido em 4 distritos. / Créditos: Mapas Blog.

As melhores atrações de São Luís para quem quer conhecer a cidade

Zildenice falou dos pontos fortes de São Luís e as melhores atrações para quem ainda não a conhece:

“Aqui nós temos um centro histórico mais de 3.500 edificações na área tombada. Casarões coloniais, uma praça no estilo neoclássico com o Palácios dos Leões, que é a sede do governo, o Palácio da Prefeitura, que chamamos Palácio de La Ravardière, o Palácio da Justiça, que é de frente ao Palácio da Prefeitura, e tem o Palácio Episcopal, que fica ao lado da Igreja da Sé. Esse Palácio Episcopal é aberto à visitação porque ele é um museu de Arte Sacra e o Palácio dos Leões também é aberto para visitação porque ele tem toda a mobília no estilo francês, estilo Luís XV. É uma visita guiada, belíssima”, detalha a guia de turismo.


Zildenice lembrou também que os museus, como na maior parte do Brasil, abrem de terça a domingo e estão abertos à visitação. “Em São Luís nenhum museu cobra taxa de entrada, pois são todos do Estado e da Prefeitura”, informa.

O Centro Histórico de São Luís do Maranhão é Um dos principais pontos turísticos da cidade. / Créditos: A. Beta / Agência São Luís.

Museu da Gastronomia

Zildenice nos fala do Museu de Gastronomia, que fica dentro do prédio da Secretaria de Turismo, da Prefeitura, e é lá que os turistas conhecem toda a história da gastronomia local: “Neste espaço o turista conhece sobre a nossa gastronomia, nossos pratos típicos, como surgiram, de que etnia faz parte cada tempero, cada alimento, cada bebida. Ali, é bem gostoso, porque quem chega já vai conhecendo a gastronomia para depois ir nos bares e restaurantes que ficam tanto no Centro Histórico como na Litorânea”, adianta. 

O Museu de Gastronomia do Maranhão. / Créditos: Reprodução.

São Luís Histórica e São Luís moderna

A guia de turismo explicou que a cidade de São Luís é dividida em duas partes: o lado histórico e o lado novo. O lado novo, chamado de “cidade nova ou cidade moderna”, é da década de 70 para os dias atuais. Zildenice explica como funciona o roteiro para conhecer os dois lados:

“Quando a gente faz o tour, começamos do lado de lá (novo), mostrando o século XX, XXI, para chegar aqui no século XVII, XVIII e XIX. Apresento um panorama da modernidade, mostrando a (avenida) Litorânea, com seus bares, seus restaurantes, vida noturna na cidade, o Espigão, que é um local muito gostoso para ir ao fim de tarde”, enumera. 

Pôr do Sol Musical, no Espigão Costeiro da Ponta D’Areia (Crédito: Kayo Souza)

“Depois a gente vai até o Centro Histórico, onde a gente faz o tour caminhando pelas ruas. Deixamos os carros no estacionamento e caminhamos pelas ruas de calçamento antigo.  Nada muito cansativo, um city tour com uma média de 3 horas”.


Além do Museu de Arte de Sacra e do Museu do Palácio dos Leões, ela cita o Teatro Arthur Azevedo, que é considerado um dos mais bonitos do Brasil e abre somente à tarde, e também o Mercado das Tulhas, que foi um dos primeiros mercados da cidade, onde eram colocadas as mercadorias que vinham da Europa e hoje vende artesanato, licor, geleia, caçhaca, o famoso Guaraná Jesus e o doce de “espécie”, um doce delicioso de coco.

A arte popular manifesta em peças do artesanato (Crédito: Maurício Alexandre – Secom São Luis)

Centro de Produto Artesanal

Zil, como carinhosamente permitiu que a chamássemos, lembrou ainda de outro lugar que o turista precisa conhecer: “E tem um espaço bem bacana que não fica no miolo, não fica dentro do Centro Histórico, mas a gente sempre indica ou leva o passageiro para ir ao Ceprama, que é o Centro de Produto Artesanal do Maranhão. É uma antiga fábrica de tecelagem de algodão. E aí nessa fábrica,  lá dentro o pessoal fica à vontade, dá um tempinho e vê o nosso artesanato local. A gente trabalha com fibra de buriti, com sementes, tem também o azulejo, porque “cidade dos azulejos”, como é intitulada São Luís, a gente tem muitos souvenirs com azulejos.”, pontou.

O Ceprama, Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão. / Créditos: Reprodução.

A segunda parte desta reportagem será publicada na edição de quinta-feira (dia 14).

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns por tão importante reportagem .
    Temos vocês como referência em tudo relacionado ao turismo.
    Seriedade, informação e claro despertamento.
    Zildenice uma referência no turismo em São Luís do Maranhão, camisa ( Feras no Turismo) linda que destacou mais sua beleza.
    Foi uma excelente leitura.
    Gratidão por alimentar nossos dias com boa leitura .

  2. Parabéns pelo excelente trabalho Zil. Tive o privilégio de conhecê-la em uma viagem para Carolina. Ótima profissional.

Comentários estão fechados.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial