Setor aéreo do Brasil tem desempenho mais fraco desde 2012

As companhias aéreas brasileiras tiveram em outubro o pior desempenho desde 2012, com a procura de passageiros interessados em voar pelo país caindo mais do que a redução de oferta pelas empresas, informou nesta quinta-feira (26) a associação que representa o setor aéreo, Abear.

A demanda por voos domésticos no Brasil recuou 5,74% em outubro na comparação com o mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta caiu 3,87% por cento, segundo os dados da entidade.

“O resultado é ruim e no ano que vem vai piorar. Nossa expectativa é a mais conservadora possível”, disse o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz. Ele afirmou que a entidade não vê cenário de melhora nos dados do setor em menos de 24 meses.

A retração da demanda corporativa com a fraqueza da economia e os maiores custos por conta do reflexo do dólar no combustível de aviação têm configurado um ambiente de difícil lucratividade para o setor, que vinha tentando estimular o passageiro a voar por meio de ações de marketing e redução de tarifas.

 

Segundo o presidente da Abear, resta às empresas continuarem cortando voos, provavelmente de forma mais agressiva que o já anunciado, uma vez que a previsão é de que a economia brasileira continue fraca em 2016.

Sobre o pacote de medidas pedido ao governo para aliviar os custos da aéreas, Sanovicz disse que houve capacidade de diálogo, mas a resposta de Brasília foi “nenhuma”.

A TAM, do grupo Latam, permaneceu líder no mercado doméstico em outubro, mas sua participação caiu para 37,4%, ante 39,14% em outubro de 2014. A Gol veio em seguida com fatia recuando para 35,1%, frente 36,36% anteriormente. A Azul avançou de 15,99% para 17,21% e foi seguida pela Avianca, que cresceu de 8,51% para 10,29%.

Voos para o exterior

No mercado de voos internacionais das companhias aéreas brasileiras, houve avanço de 15,51% da demanda e alta de 18,17% da oferta em outubro sobre um ano antes. A taxa de ocupação foi a 83,10%, recuo de 1,91% ante outubro do ano passado.

Nesse segmento, a TAM também manteve a liderança, com 80,73% do mercado, ante 84,91% em outubro de 2014. A empresa foi seguida por Gol, com 12,41%, frente 15,05% previamente. A participação da Azul foi de 6,81%. (Reuters)

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Foz do Iguaçu retoma 5 voos nacionais e 1 internacional em outubro

Foz do Iguaçu vai recuperar a conectividade aérea para seis destinos, cinco deles nacionais e um internacional, no mês de outubro. EDIÇÃO DO DIÁRIO com...

Melbourne, na Austrália, suspende toque de recolher nesta segunda (28)

O toque de recolher noturno em Melbourne será suspenso a partir desta segunda-feira (28), quase dois meses após entrar em vigor na segunda cidade...

Pousada Gaia Viva aceita cães e humanos entram

Concebida para ser um verdadeiro paraíso dog friendly, a Pousada Gaia Viva é o destino perfeito para quem quer relaxar e desfrutar de excelentes...

Uma viagem de avião nos tempos do Covid 19

Um tumulto de máscaras na fila de embarque e vozes abafadas exigindo direitos e apontando deveres. Pessoas da melhor idade se misturavam aos grupos...

Dia Mundial do Turismo dialoga com inovação – por Alexandre Sampaio*

No faturamento do mês de julho, o turismo nacional teve um prejuízo de 50,3% quando comparado ao ano passado. Além disso, ao todo, tivemos...

Veja quais brasileiros podem entrar na França e em quais condições

A entrada no território francês é permitida mediante o resultado negativo do teste PCR de coronavírus Por REDAÇÃO No dia 17 de março a União Européia...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat