Tarcisio Gargioni, VP de Marketing da Avianca: “não reduziremos a oferta”

(Redação do DT)

As projeções e objetivos  de 2010 a 2015 da Avianca Brasil foram 100% cumpridos afirma o vice-presidente de Marketing e Vendas da Avianca, Tarcisio Gargioni nesta entrevista ao DIÁRIO. Segundo ele, com a troca dos oito aviões Fokker pelos Airbus 320 possibilitou um crescimento de 14%, além de manter o índice de ocupação médio neste ano de 84%. “no último mês de setembro este índice chegou a 86%, números extraordinariamente bons”, afirma.  Durante o 27º Festival de Turismo de Gramado o DT conversou com o executivo, confira:

DIÁRIO – Como foi o ano de 2015 para a Avianca Brasil?

TARCISIO GARGIONI – Dois grandes projetos foram concluídos em 2015: um deles é a entrada na Star Alliance. Independente da crise e da situação de incerteza que todos nós vivemos neste ano, independente da queda do mercado, nós conseguimos realizar tudo o que planejamos. Trocamos oito aviões Fokkers por oito Airbus 320 novos e isso nos possibilitou crescer 14% e manter o nosso índice de ocupação [índice médio do ano de 84%], no último mês de setembro este índice chegou em 86%, são números extraordinariamente bons. É quase uma celebração em termos de realidade de mercado.

Nós temos atualmente a frota mais nova do Brasil, com quatro anos e meio, já temos funcionando bem todas as operações da Star [Alliance], crescemos muito com o programa Amigo. Começamos o ano com 2,4 milhões de pessoas no programa, estamos hoje com 3,3 milhões e devemos terminar o ano com 3,4 milhões: um milhão de novos amigos neste ano.

Os números de 2015 são muito bons, o que se traduz no final em confiança. Estamos acreditando, temos o melhor produto, temos a frota mais nova, estamos na melhor aliança mundial: venha viajar com a gente, venha voar com a gente.

DIÁRIO – E já existem projetos para 2016?

TARCISIO GARGIONI – Temos para 2016, mas é uma fase nova. Fizemos um projeto 2010 – 2015, que incluía renovar toda a frota, crescer rapidamente, entrar na Star Alliance, que foi 100% cumprido. Concluímos esta fase. Agora estamos preparando um novo projeto para 2020, mas o 2016 ainda tem muitas dúvidas. Ainda não fechamos orçamento, estamos com dificuldades de calcular taxas de câmbio, inflação, comportamento de mercado, e isso não é novidade para nós, é novidade para todo mundo. A nossa maneira de ser é bastante comedida em nossas projeções para não dar chutes e não fazer orçamentos furados, então decidimos retardar um pouco o processo de fechamento. A única certeza que temos é de que não reduziremos oferta.

DIÁRIO – Qual é o novo destino?

TARCISIO GARGIONI – Belém. É uma ligação entre Brasília e Belém, porque temos um hub lá. Será implantado em 2016. Este será o único novo destino.

DIÁRIO – Qual é o diferencial da Avianca para o cliente?

TARCISIO GARGIONI – O nosso modelo de negócio é o serviço diferenciado. Além do entretenimento e do sanduíche quente, temos mais espaço entre as poltronas em todos os nossos aviões, em todos os assentos. Somos a única [companhia] que tem classificação A da Anac em todas as poltronas. Para se ter uma ideia, entre o mesmo avião dos concorrentes e os nossos, temos doze poltronas a menos dentro do avião, são duas fileiras. Isso dá conforto ao cliente, torna a viagem mais prazerosa. Avião novo, mais espaço, televisãozinha, sanduíche quente, faz a diferença. Essa diferença é o que nós acreditamos para termos a preferência do cliente.

Temos uma fórmula que não é novidade. Temos um serviço melhor, diferenciado, que obviamente resulta em um adicional de custo; com menos poltronas no avião temos mais custo, e ainda assim vendemos pelo mesmo preço do mercado.

DIÁRIO – É essa preferência que mantém as taxas de ocupação?

TARCISIO GARGIONI – Temos uma fórmula que não é novidade. Temos um serviço melhor, diferenciado, que obviamente resulta em um adicional de custo; com menos poltronas no avião temos mais custo, e ainda assim vendemos pelo mesmo preço do mercado. Fazemos a diferença na ocupação. Conseguimos ter a ocupação acima da média, o que nos permite oferecer um serviço diferenciado e melhor pelo mesmo preço.

Isso se torna um círculo virtuoso. O cliente fica satisfeito porque recebe um produto melhor pelo mesmo preço. Nós ficamos felizes porque fidelizamos o cliente, fazendo com que possamos vender pelo mesmo preço por causa da ocupação mais alta. Esta é a engrenagem do nosso negócio.

DIÁRIO – O que fez com que o programa Amigo crescesse tanto?

TARCISIO GARGIONI – O programa Amigo passou por uma reformulação geral em março deste ano. Ele ficou equalizado com todos os  programas da Star Alliance, com outras categorias de cartões e nomenclaturas, é compatível com todas as 27 companhias da aliança. Quais são as vantagens de ser Amigo? Viajar na melhor companhia aérea brasileira; poder viajar na melhor e maior aliança de companhias aéreas no mundo. Hoje o cliente Amigo pode usar seus pontos para viajar pelo mundo com qualquer companhia da Star e se ele tiver a categoria ouro (gold) ou diamond, é considerado vip em todas as companhias aéreas Star no mundo, com acesso às salas vip, preferência de check-in, vantagem de bagagens e uma série de benefícios que só quem está na Star pode ter. O fato de ser Amigo ouro ou diamond proporciona isso. Vale a pena voar com a gente, ser amigo, que tem esses benefícios. Além disso, não se paga nada para ser Amigo. É uma grande vantagem, acumula-se pontos, fazemos algumas promoções com frequência. É bom ser Amigo. Queremos ter muitos Amigos.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Câmara discute isenção de cobrança de direitos autorais em quartos de hotéis

Em carta das entidades ao jornal e endereçada ao Congresso, elas ressaltam que o setor não se opõe à cobrança de direitos autorais em...

Fabricante Rolls-Royce descobre fissuras em lâminas do motor do A350

A Rolls-Royce procurou tranquilizar clientes e investidores nesta terça-feira depois de ter descoberto fissuras nas lâminas dos compressores usados em seu motor Trent XWB,...

Hotelaria em Salvador tem 6,2% de ocupação em julho

O desempenho da hotelaria em Salvador do mês de julho revela uma realidade ainda desanimadora. Considerando todos os hotéis, abertos e fechados, a taxa...

Contagem regressiva para o desaparecimento da Uva Tannat (Final)

A região de Saint Mont, no sudoeste da França, além de possuir os únicos vinhedos com videiras préfiloxera é oficialmente reconhecida na França como...

Facebook anuncia doação de R$ 14 milhões a pequenos empresários de SP e DF

O Facebook lançou um programa de subsídios que vai oferecer R$ 14 milhões para pequenos e médios empresários que estão enfrentando dificuldades por causa...

Desastre em Mariana: homologado acordo de R$ 1 bilhão para reparação de danos

A decisão da 12ª Vara Federal prevê a alocação dos recursos em ações de infraestrutura, turismo e lazer nas áreas atingidas EDIÇÃO DO DIÁRIO com...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat