Teatro e leitura: é de pequeno que se aprende a gostar

O cartunista Mauricio de Souza influenciou várias gerações com sua criatividade e seus personagens Mônica, Magali e Cebolinha. Suas histórias divertidas incentivaram o  “gosto” pela leitura de muita gente.

Os personagens que vivem em nosso coração, mesmo depois de adultos, ensinam o que é amizade e respeito à diversidade. No imaginário da infância todos podem fazer parte da “turma”.

Eu que sou uma mistura de Mônica com Tina, fiz uma pequena imersão nesse mundo mágico by Mauricio de Souza com o meu neto Théo esse fim de semana, e “super” indico que os pais e avós sigam as dicas.

Começamos pelo teatro Bradesco em São Paulo assistindo a peça: Era uma Vez uma História de Príncipes e Princesas, com a turma da Mônica. A história tem musical, aventura e fala sobre a necessidade de preservar o meio ambiente, com roteiro que prende a atenção dos pequenos, onde os personagens vivem uma grande aventura para salvar a floresta e descobrem que não se deve julgar as pessoas pela aparência.

No saguão bonecões da Turma da Mônica dão as boas vindas, todos eles usando máscaras para conscientizar as crianças e sobretudo os adultos.

Bonecos da “turma” dão as boas vindas – todos de máscara

Foi a primeira “peça de teatro” do Théo, que ficou encantado com a estrutura do teatro, com sua escada dourada e com o grande número de poltronas e frisas. Atento a cada detalhe da sala de teatro, fez perguntas como: “Se aqui é teatro, porque tem uma tela igual ao cinema?  Essas caixas de som são muito grandes para ficarem penduradas, será que não vão cair?”, e a indagação quanto as frisas (o teatro tem 3 andares com elas) foi uma das melhores observações… ” Vó, quem tem mais dinheiro senta aqui perto do palco e quem tem menos tem que ficar lá em cima, bem longe, quase sem conseguir ver as pessoas?”…

No final da peça  fez questão de discutir sobre o assunto abordado – meio ambiente -, fazendo críticas e elogios. “Ponto para mim”…consegui o resultado esperado … um neto com pensamento crítico e que passa a gostar de teatro.

Atento a todos os momentos da peça

Outro passeio que fizemos foi na oficina de criação de história em quadrinhos – HQ LAB. Acompanhado por monitores/professores, raciocínio lógico e imaginação são trabalhados na confecção do super quadrinho.

São páginas gigantes de gibis, onde as crianças inicialmente pensam em um roteiro da história, escolhem os personagens, se terão ou não fala e a partir daí montam sua história.

Os personagens aderem as páginas magnéticas, podendo ser colocados facilmente. Com canetão, é possível escrever nos “balões” ou intervir no cenário.

A montagem pode ser feita por uma só criança ou em grupo, conforme o perfil de sociabilidade de cada um. No caso do Théo, não haviam outras crianças no local quando chegamos.

A atividade dura cerca de trinta minutos.

Théo criando sua HQ

“Vó, viu o quadrinho que eu fiz? Não deixei o Cascão se molhar”…

Senso de proteção, laços de amizade, respeito, são valores que nós devemos passar, e na brincadeira tudo fica mais fácil.


Serviço

HQ LAB – Shopping Eldorado, até 6 de março, das 12h às 20h

Segunda-feira a sexta-feira: R$35,00 – Sábados, domingos e feriados: R$ 49,00

Vendas exclusivas pelo sitewww.hqlab.com.br

 

Era uma Vez uma História de Príncipes e Princesa

Teatro Bradesco (Shopping Bourbon) – até 6 de fevereiro

Sábados e Domingos – sessões às 11h e 15h

Ingressos entre R$70 e R$120,00
Vendas na bilheteria ou pelo site Uhuu.com

 

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial