Turismo da Vacina nos EUA. Especialista explica os prós e contras

Os Estados Unidos está entre um dos países mais procurados para o turismo da vacina 

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


A lentidão da vacinação no Brasil — que até o momento aplicou uma dose dos imunizantes em 20,3% da população e duas doses em 10,02%, cerca de 21.214.582 de pessoas — tem influenciado na procura pelo chamado turismo de vacina. Em lugares onde a campanha está avançada, como é o caso de alguns estados e cidades dos Estados Unidos, já existe a opção de se imunizar sem necessidade de comprovar residencia ou status migratório.

Thyara Rodrigues, empresária do Turismo e agente de viagens aponta que o destino mais procurado por viajantes em sua empresa de emissão de passagens é os Estados Unidos, mas existem muitos aspectos que precisam ser considerados antes de comprar a passagem para lá. “O visto válido é indispensável para embarcar, por isso, só poderão se beneficiar dessa modalidade de imunização quem já o possui, visto que as embaixadas americanas não estão oferecendo o serviço, exceto para casos especiais”, comenta.

Outro ponto destacado pela empresária é que a entrada de pessoas que passaram pelo Brasil ou voos diretos estão restritos. “Para conseguir entrar, é necessário cumprir uma quarentena mínima de 15 dias em países com entrada liberada, como é o caso do México, para então seguir para os Estados Unidos”, alerta.

A marca utilizada na vacinação também influencia na organização da viagem. Atualmente, são oferecidas no país os imunizantes da Moderna, Pfizer (ambos com duas doses) e Johnson & Johnson (dose única). “Em caso de dose única, o tempo de permanência no país é menor, assim como custo. Já para tomar as de duas doses, é preciso planejar uma estadia mais longa e consequentemente mais dinheiro precisará ser desembolsado em hospedagem, alimentação e seguro viagem”, comenta.

O site Travel Off Path lista que 17 estados americanos já oferecem a possibilidade de imunização para turistas, são ele: Arizona, Texas, Iowa, Alabama, Nevada, Califórnia, Colorado, Indiana, Louisiana, Tennessee, Michigan, Novo México, Ohio, Carolina do Sul, Virgínia e Flórida. O governo de Nova York também já anunciou a aplicação da vacina em pontos emblemáticos da cidade, como a Times Square.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial