Aeroporto estadual de Bonito (MS) amplia capacidade

Um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil, cidade no Mato Grosso do Sul quer receber voos internacionais

Edição DIÁRIO com agências

Com os investimentos do Governo do Mato Grosso do Sul, o aeroporto estadual de Bonito amplia a capacidade de voos para o principal destino de ecoturismo do estado, garantindo segurança operacional e mais conforto e comodidade aos passageiros.

Técnicos do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) inspecionaram os novos equipamentos instalados e obras físicas como parte do processo de homologação.

O aeroporto de Bonito está sob a administração do Estado do MS desde junho de 2017, após rompimento do contrato de concessão a uma empresa privada. A gestão, operacionalização e manutenção é de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura, por meio da Superintendência Viária. A intervenção administrativa do Estado foi fundamental para manter o aeroporto em operação e captar recurso federais para adequações na pista e no terminal.

- Advertisement -

“Os investimentos foram essenciais para fomento ao nosso turismo”, afirma o governador Reinaldo Azambuja. “Se não fosse a parceria da Secretaria de Aviação Civil, estaríamos praticamente com a interdição do aeroporto. Isso criaria um problema enorme no fluxo de turistas para a região. Turismo é emprego, movimentação econômica, geração de oportunidades, e estamos ampliando o número de voos para Bonito”, acrescenta.

A instalação de novos equipamentos, como o sistema PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão), e as reformas nas áreas internas e externas do aeroporto para atender as normas da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), ocorreram paralelamente às gestões do Estado para atrair novos voos. Uma das ações para o fortalecimento e promoção do turismo regional foi o Programa Decola MS, com a redução da alíquota de ICMS do querosene.

O PAPI é um sistema de auxílio visual à navegação aérea, que tem por objetivo informar os pilotos sobre a altitude ideal da aeronave na fase de aproximação para pouso. O equipamento é constituído por quatro aparelhos de iluminação, que são instalados na cabeceira da pista de pouso e decolagem. Já implantado, a tecnologia de ponta é o primeiro passo para homologar voos por instrumento no aeródromo, melhorando a logística de transporte com segurança.

Os PAPIs são indispensáveis para segurança das operações com aeronaves com motor a jato, como os usados nas companhias aéreas”, explica Derick Machado, superintendente viário. “O Governo do Estado está investindo massivamente no aeroporto de Bonito para atender os requisitos da Anac e do Decea”, informa, citando obras de terraplenagem nas laterais da pista e na área de escape de aeronaves, pintura da sinalização horizontal de toda a pista e do pátio.

Segundo o governo do Mato Grosso do Sul, os investimentos somam mais de 4 R$ milhões, entre recursos federais e do Estado, incluindo as obras de ampliação da seção de controle a incêndios, do Corpo de Bombeiros, e reforma do terminal de passageiros, em andamento. As adequações de infraestrutura (terraplenagem nas laterais da pista, de 2.000 metros de cumprimento, e na área de escape) foram executadas pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (AGESUL), ao custo de R$ 2 milhões.

Já foi realizado o recapeamento e a drenagem da pista e das áreas de taxiamento e pátio das aeronaves. Também foram executados serviços de enleivamento e recomposição ambiental. 

O novo sistema operacional e a ampliação do aeroporto geram uma expectativa muito grande no setor turístico da região tanto da cidade, como do entorno, nas cidades como Jardim, Bodoquena e Miranda.

A intenção é captar voos charters já no próximo ano e, futuramente, com a abertura para voos internacionais, receber turistas oriundos do Paraguai e Bolívia, que hoje se destacam como grandes emissores.

PC

 

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Patrícia de Campos
*Patricia é formada em Comunicação Social (Rádio e TV) pela FAAP, com pós graduação em Marketing pela ESPM. Neta do imortal escritor parnasiano Humberto de Campos, Patrícia é diretora da Gentileza R.P., empresa de representação de hotéis e destinos diferenciados do Brasil.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    16º Festival das Cataratas chega ao fim e celebra visitação

    “Foi uma edição especial para todos nós”, afirmou a diretora do Festival das Cataratas Mayara Angeli Edição DIÁRIO com agências O 16º Festival das Cataratas chegou...

    Taiwan será primeiro país do Leste Asiático a receber a World Pride

    O evento acontece a cada dois anos em uma cidade diferente e reúne, além da Parada do Orgulho LGBTQIA+, uma série de outros eventos...

    Conheça o destino brasileiro referência em turismo acessível

    A grande maioria das atividades de turismo aventura estão adaptadas para pessoas com qualquer tipo de deficiências Edição DIÁRIO com agências A cidade de Socorro (SP),...

    Brasil terá escritório regional da Organização Mundial do Turismo (OMT)

    Com a confirmação da sua construção, será a primeira representação da entidade nas Américas, fortalecendo o setor em todos os países do continente Edição DIÁRIO...

    Aviação defende adesão de países da América Latina ao Certificado Digital COVID da União Europeia

    O sistema de Certificado Digital COVID da UE compreende três tipos de certificados gratuitos relacionados à Covid-19: um certificado de vacinação, um certificado de...

    França atualiza regras para a entrada de turistas estrangeiros

    Novas medidas são apresentadas no momento em que as contaminações avançam na Europa e o aparecimento da nova variante ômicron causa temor global Por Redação A...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing