Aldo Almeida,  diretor da Mais SP:  “Queremos que as pessoas saiam de São Paulo falando bem”

RETRÔ 2018 – Publicado dia 23 de julho

“Queremos que as pessoas saiam de São Paulo falando bem da cidade. Queremos acabar com aquela ideia antiga de que São Paulo tem apenas bons hotéis. No passado ouvia muito isso do público corporativo”.

por DIÁRIO DO TURISMO

Com esse propósito determinado e com a convicção dos empreendedores que somam dever e prazer a suas atividades de trabalho, o paulistano Aldo José Almeida, diretor de planejamento e operações da Mais SP Turismo de Experiência; concluiu sua entrevista ao DIÁRIO, via whatszap.  Aldo trabalha no turismo desde o final da década de 90 quando montou sua empresa de transportes de executivos. Teve muito contato com os segmentos da indústria do lazer e do entretenimento,  levando de lá para cá executivos para congressos, feiras e shows.  “As pessoas que vinham a negócios queriam conhecer o lazer, a noite, os bares de São Paulo. Aos poucos, fui percebendo a carência de um serviço de receptivo que oferecesse o melhor que a cidade tem, criamos então a Mais SP”, sintetiza o empreendedor.

A empresa de receptivo iniciou no mês de maio um circuito gastronômico oferecendo no roteiro visitas a cervejarias, bares, pizzarias e hamburguerias da capital. Com citytours regulares a ideia deu tão certo que não só os visitantes aprovaram, mas a clientela paulistana aderiu. “O público paulistano, por incrível que pareça, tem se destacado; cerca de 70% do nosso público é daqui”, adianta Almeida que tem como sócia e também idealizadora do projeto, Sofia Khabbaz, diretora de planejamento e comunicação. No entanto, a Mais SP não parou por aí. Em junho deste ano ela lançou um projeto inovador, a Rota do Futebol. “Essa rota surgiu da união entre os operadores dos tours das Arenas e dos Museus ligados ao futebol no Estado de São Paulo. Para nossa surpresa, para uma mesma reunião, convidamos os quatro times (Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo), mais o Museu do Futebol e o Memorial do Futebol em Santos. Todos vieram”, comemora o empresário. Nesta entrevista abaixo, Aldo conta mais detalhes:

DIÁRIO – Vocês criaram quase que simultaneamente dois circuitos turísticos na cidade de São Paulo. O circuito da Gastronomia e a Rota do Futebol. O que levou a esta ideia?

O  que levou a criação da Mais SP foram os tours temáticos e o tour de futebol. Percebemos a forte demanda de pessoas que vêm a negócios. São Paulo é uma cidade muito procurada para ser degustada em seu lado de lazer. Não encontrávamos no mercado uma empresa que realizasse essa experiência. Foi um nicho que achamos. Entendemos que tem muita procura e fizemos um planejamento muito minucioso. Planejamos o roteiro, as casas (empreendimentos), o tipo de gastronomia, convidamos curadores da área e entregamos um produto muito bem acabado para o mercado. Tem sido um sucesso, por exemplo, o tour de hambúrguer.

Não faz sentido para a gente apenas comer pizza; aliamos a isso a história dos locais visitados

DIÁRIO – Este circuito gastronômico começou a funcionar dia 8 de maio, como tem sido a receptividade e quais são os perfis dos turistas?

A aceitação tem sido incrível, superando as nossas expectativas. É uma coisa inovadora e tudo que é inovador não se tem uma referência. Qual seria a expectativa de um tour de pizzarias? Hoje existe a facilidade de ir a uma pizzaria, com taxi, com uber, etc.  Quando construímos a ideia a proposta de oferecer tudo, o voucher, o guia, a consumação, o cardápio, o transporte, e a história de cada local. Não faz sentido para a gente apenas comer pizza; aliamos a isso a história dos locais visitados. Então é isso que a gente degusta, não só o alimento, o pedaço da pizza, mas toda a história do lugar. As pessoas estão entendendo isso. Não é só consumo. E quero adiantar que a rota do hambúrguer é o produto mais procurado. Uma surpresa que supera até o do futebol, mas uma surpresa boa.

Quanto ao público temos o que está hospedo nos hotéis que veio a negócios, um público interessante. O público paulistano por incrível que pareça, tem se destacado, pois ele dispensa o carro em casa e não tem problema com a bebida . Além disso, muitos jovens procuram a rota do hambúrguer, por exemplo. Cerca de 70% do público é paulistano e 30% visitante. Devemos a isso o fato da empresa ser nova, a questão da divulgação. Aos poucos os hotéis estão entendendo o produto.

Rolê do Hambúrguer

DIÁRIO – Esses tours são regulares, tem horário definido? Precisa ter um número específico de pessoas para que ele ocorra, ou não?

Todos os nossos tours são regulares, nossa proposta sempre foi a criação de tours regulares, sem exigência de número mínimo de passageiros. A nossa agenda  é de terça a sexta pela manhã  – inicia o tour na rota do futebol, diretamente do Museu do Futebol, ou de acordo com o hotel onde o turista está. Ele inicia às 10h e termina por volta das 13-14 horas. O gastronômico acontece de terça a sexta, no período noturno, das 19 às 23 horas.

A Mais SP é o receptivo oficial da CVC, fazemos parcerias tanto com as operadoras de viagem quanto com as agências de viagens, com o formato comercial de mercado, por meio de comissionamento.

Allianz Park
Rota do Futebol inclui visita ao campo de futebol das arenas (Crédito: DT)

DIÁRIO – Vocês tiveram a feliz ideia de juntar os quatro times de futebol de São Paulo para compartilhar de um projeto unificado. Como foi isso?

Na verdade, como bom receptivo, nós fizemos a lição de casa e entendíamos o mercado do tour nas arenas. É muito comum quando estamos como turistas, fora da nossa cidade, percebermos que as arenas são um atrativo turístico. Fomos conhecendo a nossa cidade e entendendo o potencial de como funciona. Aos poucos fomos montando a ideia. Foram conversas, de  como juntar quatro times, numa mesma plataforma? Mas tudo fluiu de uma forma muito leve. Fizemos um convite e o máximo que iria ouvir era um não. Para minha surpresa, nessa reunião, os representantes dos quatro times e dos dois museus foram convidados. Todos vieram. Foi muito bom ver a disposição, a entrega deles.  Apresentei meu trabalho de receptivo, propus unir a forças, mostrar para o mercado, criamos o nome, o logo, o evento, tudo em conjunto. Realmente teve o envolvimento dos clubes, eles entenderam. Pode ser uma coisa utópica, mas queremos fazer a arquibancada da rota do futebol, unindo todos os amantes do futebol em um lugar só.

Acredito muito neste produto. Hoje já temos interesse de grandes jogadores de futebol querendo participar.

A visita ao Museu Pelé, em Santos, integra a Rota do Futebol (Crédito: DT)

Serviço:

MAIS SP – Turismo de Experiência

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Conheça alguns dos destinos mais celebrados da Jamaica pelos viajantes

A ilha oferece escapadas em ambientes projetados para promover o distanciamento físico Por DIÁRIO com Agências De acordo com os resultados de uma pesquisa da TripAdvisor,...

Artigo: O que comemorar no Dia Mundial do Turismo

"O momento é grave para o setor de turismo e hospitalidade", aponta o presidente da Abih Nacional Manoel Linhares Por Manoel Linhares Esse ano comemoramos o...

Botanique Hotel & Spa anuncia Renata Maia Luque como nova diretora de Marketing e Vendas

A primeira grande missão da executiva será estreitar o relacionamento com os principais players do mercado de viagens exclusivas, dos eventos sociais e corporativos,...

Temporada de Cruzeiros 2019/2020 injetou R$ 2,24 bilhões na economia brasileira, aponta estudo

Estudo de Perfil e Impactos Econômicos de Cruzeiros Marítimos no Brasil – Temporada 2019/2020 foi produzido em parceria entre a CLIA Brasil e a...

Protocolo para reabertura de museus, teatros e eventos na cidade de SP é assinado por Covas

REDAÇÃO DO DT com informações do G1 As atividades culturais da cidade de São Paulo aos poucos retornaml, mas evidentemente com várias restrições. O prefeito de...

Hotel Ritta Höppner, de Gramado, completa 62 anos

O Hotel Ritta Höppner completou 62 anos de atividades na última quinta-feira (25). Como já anunciado pelo DIÁRIO o hotel está entre os mais...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat