Cabo Verde e VINCI Airports firmam contrato de concessão de 7 aeroportos

Segundo a VINCI Airports, o objetivo da concessão é, além de aprimorar 7 aeroportos de Cabo Verde, também desenvolver o setor turístico e ambiental da região.

Ulisses Correia e Silva, Primeiro Ministro de Cabo Verde, e Nicolas Notebaert, o CEO da VINCI Concessions e Presidente da VINCI Airports, assinaram o contrato de concessão de sete aeroportos no arquipélago de Cabo Verde.

O contrato contempla 4 aeroportos internacionais (Praia – a capital -, Sal, São Vicente e Boa Vista) e 3 aeroportos domésticos (São Nicolau, São Filipe e Maio).

Por um período de 40 anos, a VINCI Airports e sua subsidiária ANA (detendo, respectivamente, 70% e 30% das ações da empresa concessionária) serão responsáveis por financiar, operar, manter, expandir e aprimorar os aeroportos.

Nicolas Notebaert disse: “Estamos muito orgulhosos em anunciar essa parceria com a República de Cabo Verde. Nossa visão compartilhada é impulsionar a indústria turística do país através de uma estratégia de crescimento de longo prazo. Melhorar a conectividade dos aeroportos e seu desempenho causará um impacto positivo no país”, afirmou.

Os trâmites financeiros estão previstos para serem concluídos em meados de 2023, quando a nova empresa concessionária começará a operar os aeroportos.

Frequência aérea crescente e melhoria dos aeroportos

Como resultado do sólido crescimento econômico, ambiente político estável e setor de turismo próspero, o tráfego aéreo em Cabo Verde cresceu em média 5,6% a cada ano entre 2010 e 2019, com o número de passageiros alcançando 2,8 milhões.

Apesar da pandemia de Covid-19 impactar a maioria dos destinos turísticos ao redor do mundo, o tráfego aéreo atingiu 80% dos níveis de 2019 no segundo trimestre de 2022.

A VINCI Airports tem como objetivo apoiar a estratégia turística de Cabo Verde através de projetos desenhados para se adequarem a cada aeroporto (levando em consideração diferentes segmentos de passageiros e considerações específicas da ilha).

A identidade cultural do arquipélago será refletida na arquitetura e na experiência dos consumidores dos aeroportos.

Desenvolvimento turístico e ambiental

Além disso, a VINCI Airports implementará seu plano de ação ambiental, o qual envolve desenvolver energia solar e eólica.

Essa oportunidade em Cabo Verde irá habilitar a VINCI Airports a se basear nos 10 anos de experiência da ANA como concessionária, atendendo 10 aeroportos portugueses.

“A VINCI Airports está profundamente comprometida a ajudar o arquipélago de Cabo Verde a desenvolver todo o seu potencial ao longo dessa parceria de longo prazo”, finalizou Nicolas.


EDIÇÃO DO DIÁRIO DO TURISMO com agências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial