Chile espera aumento de 50% de turistas brasileiros em 2022

Redação DIÁRIO DO TURISMO 

por Patricia de Campos

O país eleito por seis anos consecutivos como o “Melhor destino de Aventura do Mundo”, segundo a World Travel Awards, que tem o deserto mais seco do planeta e que segundo a National Geographic tem um dos bosques mais lindos – Parque Nacional Congullio; está preparado para voltar a receber turistas, inclusive brasileiros, que antes da pandemia, chegavam ao número de 800 mil ao ano.

Em live realizada nesta terça-feira (01) pela manhã, Andrea Wolleter, diretora do Serviço Nacional do Turismo do Chile, apresentou toda a diversidade de opções que o país com maior renda per capita da América Latina oferece.

Com 76% dos glaciares da América do Sul, quem busca conhecer as belezas das geleiras, tem na Patagônia opções de diversos passeios, que vão desde barcos que se aproximam das gigantescas montanhas de gelo a treeking em meio a paisagens inusitadas.;

Um dos céus mais limpos do mundo está no Chile, onde se encontra 70% da estrutura de observação astronômica do mundo, com 40 observatórios, sendo 27 deles voltados a receber turistas.

Outro grande atrativo são os Centros de Neve, com pistas de sky que atarem desde os mais inexperientes aos grandes profissionais do esporte. Segundo Andrea, a temporada de inverno/2022 já está sendo trabalhada e promete ser especial.

O Chile se posiciona também como um dos mais românticos destinos, com destaque para o Deserto do Atacama, que traz no céu um colorido único, além de ter seu enoturismo, com diversas rotas do vinho próximas da capital, Santiago.

Com olhos também para a geração 60+, a quase totalidade dos atrativos do país, são accessíveis com excelente mobilidade para todos os públicos.

Durante o período de fechamento de fronteiras, devido a pandemia do Covid-19, o turismo interno apresentou uma alta significativa, e nesse momento de retomada, o Chile se prepara poder receber em seu aeroporto um fluxo de 30 mil passageiros, no novo terminal aeroportuário que deve ser inaugurado ainda esse mês, trabalhando 100% com energia de fontes renováveis.

Andrea Wolleter, diretora do Serviço Nacional do Turismo do Chile, apresentou toda a diversidade de opções turísticas do país (Crédito: ProChile)

Protocolos

A entrada no país segue protocolos rígidos, tanto em fronteiras aéreas como terrestres, sendo obrigatório que o turista tenha sido vacinado com ao menos duas doses, de 15 a 30 dias antes da chegada; realização do teste PCR até 72 horas antes do embarque; declaração juramentada do viajante pelo site www.c19.cl, 48 horas antes do embarque; seguro viagem com cobertura mínima de US$ 30.000 para cobertura de despesas causadas pela Covid-19; quarentena de 24 horas para obtenção do resultado negativo do exame PCR feito na chegada e o preenchimento do formulário de acompanhamento de autorrelato via e-mail, até 14 dias da entrada no país.

Essas ações dão ao turista uma maior segurança para que possa circular por toda extensão do país, que tem uma excelente rede de transporte, em voos internos, trens e ônibus. A malha aérea com o Brasil ainda não está 100% restabelecida, mas oferta está acima dos 50%.

Para conhecer mais sobre o destino é só acessar: www.chile.travel/pt-br

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial