Cirque La Force: um espetáculo para todas as classes

15 ANOS DIÁRIOS – Publicado dia 3 de junho de 2018

Integrado ao 1st Cirque International Festival of Brasil Contest, o Cirque La Force foge a padrões comuns dos circos tradicionais

Por Paulo Atzingen

Os acrobatas voadores do Cirque La Force afrontam a lei da gravidade e são uma das atrações do espetáculo, embora  seus colegas de trabalho, os malabaristas,  contorcionistas e equilibristas, estes mais próximos ao solo, fazem voar a imaginação da plateia. Nenhum dos 15 ou 20 artistas que constroem o espetáculo Reverie respeitam as leis da física, do tempo e do espaço e recriam um cenário mais ao estilo broadway do que ao do tradicional circo.  O trunfo em deixar o público atônito estimulando um transe de alguns segundos é antigo, mas sempre alucinante, vejam:

a moça é jogada para o vazio… dá um giro espetacular no alto e cai nos braços do jovem acrobata…para alívio da plateia…

o equilibrista passeia sobre um fio, dá uma cambalhota no vácuo e fica entre a morte e a glória… e recebe aplausos…

o malabarista começa seu número com três esferas, passa para cinco e termina com oito bolotas que gravitam misteriosamente entre suas mãos, o ar e o solo…

Os jovens acrobatas conseguem realizar com os corpos de carne e ossos o que somente uma máquina de ferro e óleo faria, o primeiro girando as pernas como um liquidificador humano, o segundo transformando-se em um homem-hélice de borracha.

São esses segundos, entre o que pode dar certo e o que não pode, aliados à capacidade humana de sonhar e imaginar, as principais razões dessa arte durar tanto tempo e atravessar gerações.

a moça é jogada para o vazio... dá um giro espetacular no alto e cai nos braços do jovem acrobata...para alívio da plateia...(Crédito: DT)
a moça é jogada para o vazio… dá um giro espetacular no alto e cai nos braços do jovem acrobata…para alívio da plateia…(Crédito: DT)

Foge a padrões

Integrado ao 1st Cirque International Festival of Brasil Contest, o Cirque La Force foge a padrões comuns dos circos tradicionais. A começar pela ausência de redes de proteção, lonas coloridas e a caricata figura do mágico – já que todos fazem esse papel individualmente em seus números. “O espetáculo que tem a assinatura do diretor artístico Mathieu Laplante (ex-Cirque Du Soleil é para toda a família”, explica Marlene Querubim, diretora do Circo Spacial e vice-presidente do Cirque La Force.

“A dinâmica  do espetáculo é diferente, explica Jeferson Alexandre, CEO da La Force Productions, empresa de entretenimento que trouxe o número ao Brasil. “Escrevi esse show, Reverie, há 10 anos e só agora ele está sendo encenado. É uma história de amor e sonho. Como amor e sonho nunca saem de moda, o tema é muito atual”, adianta Jeferson ao DIÁRIO.

Jovens

O espetáculo, dividido em 20 números e com duração aproximada de duas horas, é executado por jovens de 18 a 25 anos, todos selecionados nos festivais de circo realizados por onde a produção internacional passou. “São jovens canadenses, etíopes, chineses, ucranianos, russos, argentinos, brasileiros…”, acrescenta Jeferson.

“No Brasil se formou a ideia de que circo é para a classe C. Viemos com a proposta de romper com esse conceito e oferecer esse espetáculo a todas as classes”, pondera o empresário circense.

A temporada do Cirque La Force vai até o dia 12 de agosto. Ele está montado ao lado do Parque de Exposições do Anhembi e ao lado do Hotel Holiday Inn, na marginal Tietê, em São Paulo.

Os jovens acrobatas conseguem realizar com os corpos de carne e ossos o que somente uma máquina de ferro e óleo faria (Crédito: DT)
Os jovens acrobatas conseguem realizar com os corpos de carne e ossos o que somente uma máquina de ferro e óleo faria (Crédito: DT)

Serviço:

Show Reverie

Produtores Executivos: Jeferson Alexandre e Marlene Querubin

Diretor Artístico: Mathieu Laplante

Diretor Técnico: Vincent Schonbrodt

Temporada até 12 de agosto

Horários: quintas e sextas-feiras às 20h30; sábados, domingos e feriados às 17h e 20h30

Capacidade para mais de 2300 pessoas por espetáculo

Preços a partir de R$ 90 – meia; ingressos antecipados online a partir de R$ 60 – meia

Site www.showreverie.com

Confira mais imagens:

 

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Dia Mundial do Turismo dialoga com inovação – por Alexandre Sampaio*

No faturamento do mês de julho, o turismo nacional teve um prejuízo de 50,3% quando comparado ao ano passado. Além disso, ao todo, tivemos...

Veja quais brasileiros podem entrar na França e em quais condições

A entrada no território francês é permitida mediante o resultado negativo do teste PCR de coronavírus Por REDAÇÃO No dia 17 de março a União Européia...

Reabertura de igrejas impulsiona retomada do turismo religioso no Brasil

 “O Turismo Religioso sempre foi um forte segmento no Brasil. Com igrejas e templos reabrindo, o setor do turismo ganha mais força, assim como...

Conheça alguns dos destinos mais celebrados da Jamaica pelos viajantes

A ilha oferece escapadas em ambientes projetados para promover o distanciamento físico Por DIÁRIO com Agências De acordo com os resultados de uma pesquisa da TripAdvisor,...

Artigo: O que comemorar no Dia Mundial do Turismo

"O momento é grave para o setor de turismo e hospitalidade", aponta o presidente da Abih Nacional Manoel Linhares Por Manoel Linhares Esse ano comemoramos o...

Botanique Hotel & Spa anuncia Renata Maia Luque como nova diretora de Marketing e Vendas

A primeira grande missão da executiva será estreitar o relacionamento com os principais players do mercado de viagens exclusivas, dos eventos sociais e corporativos,...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat