Colômbia busca liderança em Turismo Sustentável

Com modernização da legislação e diversas iniciativas, destino tem potencial para liderar transformação na América do Sul

Edição DIÁRIO com agências

Na Colômbia o Turismo Sustentável é uma política pública. Em dezembro de 2020 foi instituída uma política para conservar e proteger o patrimônio natural e cultural do país com um turismo responsável. O eixo principal da Lei Geral do Turismo é justamente a sustentabilidade. Nela, a Colômbia reconhece formalmente que a proteção do meio ambiente e das comunidades locais é essencial para a recuperação da indústria de viagens após a pandemia.

Para a Colômbia, o Turismo é o “novo petróleo” e, por isso, a ProColombia, órgão oficial de promoção do destino, promove o país como um destino seguro, confiável, sustentável e de qualidade.

“Alinhados a esse propósito, na ProColombia buscamos atrair viajantes estrangeiros que sejam responsáveis ​​pelas atividades realizadas no país e, além disso, estejam atentos aos destinos, já que o desenvolvimento das comunidades e o meio ambiente depende da sua visita”, afirma Flavia Santoro, presidente da ProColombia.

Alguns fatores reforçam a vocação da Colômbia para o Turismo Sustentável. O País tem uma grande riqueza natural, sendo o segundo país com a maior biodiversidade do planeta. Está entre os 12 países do mundo que desenvolveram uma política pública para promover a sustentabilidade. Além disso, é membro fundador da The Future of Tourism Coalition em 2020, juntando-se a organizações como Green Destinations, Tourism Cares e The Travel Foundation.

A Lei Geral do Turismo e a iniciativa conhecida como Política de Turismo Sustentável do país, visa gerar projetos de conservação e proteção dos atrativos turísticos naturais.

De acordo com a ProColombia, isso responde à necessidade de criar mecanismos para fortalecer a sustentabilidade da cadeia de valor do turismo na Colômbia com o objetivo de melhorar sua competitividade, garantir a conservação e o uso responsável dos recursos naturais, além de gerar valor agregado e diferenciação para o país através de seis etapas específicas: informação, governança, investimento e inovação, oferta, demanda responsável e posicionamento.

As tendências pós-pandemia indicam que é cada vez maior a procura por experiências de natureza e cultura que realmente conectem o visitante ao destino. Outro dado importante é a preferência por lugares ao ar livre, longe das multidões. A diversidade cultural do país é também um dos fatores que favorecem este posicionamento. A Colômbia é conhecida como p país dos 1.000 ritmos.

Outra iniciativa  para desenvolver o Turismo Sustentável é um guia com 25 práticas para o turista responsável. Entre as recomendações, estão consumir produtos locais; cuidar da natureza; valorizar a biodiversidade; preservar o patrimônio cultural; respeitar os costumes locais; e reciclar e reaproveitar.

PC

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial