Começa 61º Conotel em Goiânia com grande força política

Por Paulo Atzingen* (De Goiânia)

Uma coisa não podemos negar. A representatividade política do 61º Congresso Nacional de Hotéis e Equipotel Regional que acontecem em Goiânia (GO) é muito alta. Na abertura do evento nesta quarta-feira (9) estavam presentes o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro, os representantes das economias mistas nacionais como CNC, Senac, Sesi e Sesc, a frente parlamentar da comissão de turismo da Câmara Legislativa, além do supra sumo da hotelaria nacional, representado por presidentes das Associações Brasileiras da Indústria do Hotéis – ABIH. Por si só, essa massa política demonstra a importância que a hotelaria tem para a economia do país.

Milleniuns

As falas tiveram início com a presidente da ABIH de Goiás, Vanessa Pires Moraes adiantando alguns temas que serão apresentados durante o congresso em seus dois dias: “Serviços, design, competitividade aliada à tecnologia são alguns dos temas”, afirmou Vanessa. Reunimos especialistas para discutirem esses assuntos, afinal a hotelaria se transforma em um novo modelo impulsionada pela geração dos milleniuns”, disse.

O presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares na abertura de seu discurso fez um agradecimento à imprensa nacional, em especial àquela dedicada ao turismo e pediu a atenção do governador Caiado: “Senhor governador, vejam, temos aqui hoje a melhor representatividade da imprensa nacional, aquela que trata de assuntos econômicos que apontam para o desenvolvimento e crescimento do país que é o turismo”, afirmou Manoel que, evidentemente foi muito aplaudido.

Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional (Crédito: DT)

Quase provocação

Nesta fala Linhares fez uma espécie de provocação ao governador Caiado: com alguns dados  na manga, fez uma comparação com o agronegócio e a indústria do turismo. “Veja governador, enquanto uma empresa de agronegócio emprega de 50, 70 até 100 funcionários, na indústria do turismo, e eu pego como modelo o nosso Beach Park no Ceará – emprega cerca de 2.500 pessoas, ou seja, a hotelaria é um meio de estimulo à economia pois emprega muita gente e distribui renda”, afirmou Linhares.

“Que o 61º Conotel seja um lugar para dialogar, ouvir, apresentar e receber ideias, repartir experiências e valores que enalteçam o amor pelo turismo e pela transformação do nosso país por meio desse segmento econômico”, falou.

Marcelo Alvaro e Ronaldo Caiado durante abertura (Crédito: DT)

Social economia para a economia liberal

Para o ministro Marcelo Alvaro, o país vive um momento conturbado e segundo ele, fecha-se esse ciclo negativo (referindo-se ao governo anterior) e abre-se um novo, sobretudo no setor do turismo. “O Brasil há 30 anos teve um modelo de governabilidade, a – social economia –  e sabe-se que não deu certo e hoje abre-se um novo modelo, o da liberal economia”, adiantou.  Marcelo citou a isenção de vistos, a abertura do capital estrangeiro e a Lei Geral do Turismo como feitos concretizados já nos quatro primeiros meses de governo.

Pauta importante

Dentre as pautas mais importantes em sua pauta, segundo o ministro, é a transformação da Embratur de uma autarquia para agência. “A Embratur precisa promover o Brasil lá fora de forma robusta. Temos uma série de medidas e um conjunto de esforços para superar os patamares que já alcançamos,” prognosticou.

O governador, Ronaldo Caiado fechou a série de discursos  e elogiou o sistema S, citado por José Roberto Tadros, presidente da CNC – Confederação Nacional de Comércio. “Buscamos eficiência em vários pontos, na saúde, na educação, no transporte e na segurança”, enumerou. O Sistema S tem dado um forte suporte nos nossos quatro meses de governo”, reconheceu.

Ronaldo Caiado, governador de Goiás (Crédito: DT)

Estado Guardião

Após falar dos investimentos que fez na segurança e a relação forte que ela tem com o turismo, Caiado afirmou que seu papel é tornar o estado um guardião da segurança, dando condições políticas públicas para atender a população. “Hoje, em três meses já temos a melhor polícia do Brasil, interagindo as polícias civil, militar e federal. Desbaratamos 76 quadrilhas que assaltavam bancos”, enumerou.

E fechou assim seu discurso, antes de convidar empreendedores a investir em seu estado e que Goiás está de braços abertos:

“Precisamos mais do que nunca apoiar vocês (se dirigindo aos hoteleiros, e empresários do turismo). Vocês não têm que ter problema nenhum em Goiás. Os problemas são nossos e temos que resolvê-los”.

*O jornalista Paulo Atzingen viajou a convite da ABIH Nacional

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Hoteleiros paraibanos criam campanha “Paraíba Flexível & Segura”

Hoteleiros de João Pessoa, Campina Grande e Costa do Conde, em parceria com o setor de receptivo, inicia no dia 1º de agosto a...

Grand Palladium Imbassaí Spa & Resort retoma atividades dia 06 de agosto

O Palladium Hotel Group anuncia nova data de reabertura do Grand Palladium Imbassaí Spa & Resort. Inicialmente previsto para voltar a operar em 30 de...

LATAM já entregou 10 mil máscaras cirúrgicas para hospital em São Carlos

A LATAM Airlines Brasil realizou na última semana a entrega de 10 mil máscaras cirúrgicas ao Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos...

FBHA trabalha para incluir o setor do Turismo na MP 975

Na última segunda-feira (6), o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio, representou a entidade na reunião com os deputados...

Vinícola Aurora recebe certificação internacional por redução de CO2

Quase quatro mil árvores preservadas. Cerca de 61 toneladas de papel a menos enviadas para os aterros sanitários. A redução na emissão de 144,2...

KLM retoma voos diários entre São Paulo e Amsterdã

Quase quatro meses após ter reduzido a dois voos semanais entre o Brasil e a Holanda, a KLM volta aos níveis pré-crise do Covid-19 em...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias