Debates no ADIT Hotel mostram otimismo, mas setor cobra ações efetivas

O setor hoteleiro vive um momento de otimismo com as definições políticas, com a eleição do novo presidente da República.

EDIÇÃO DO DIÁRIO

Mas o desenvolvimento do setor hoteleiro e do turismo de lazer depende da ampliação da malha aeroviária nacional. A conclusão é do diretor executivo da CVC Corp, Claiton Armelin, e do diretor Executivo do Clube de Turismo Bancorbrás, Carlos Eduardo Pereira, que participaram do painel “Perspectivas de mercado: a visão de quem comercializa hotéis e resorts no Brasil”, que abriu o ADIT Hotel – Seminário sobre Desenvolvimento e Investimentos Hoteleiros, nesta segunda-feira (5), em São Paulo.

Para Armelin, apenas algumas capitais estaduais no País possuem uma oferta significativa de voos. “Muitos destinos, tanto em capitais como secundários, sofrem com a falta de linhas aéreas regulares”, alertou. Para ele é preciso que empreendedores e gestores iniciem ações para que as companhias aéreas “deem uma forcinha para incrementar o setor hoteleiro e de turismo no Brasil”.

Pereira concorda e destaca ainda a reestruturação dos aeroportos. “Fora do Brasil temos destinos turísticos com aeroportos melhores que muitas capitais brasileiras”, lembra.Para ele também seria possível melhorar o fluxo de turistas com o fracionamento das férias escolares, dividindo a demanda de turistas. “Teríamos inclusive a diminuição no preço das passagens”, acredita.

Mediador do painel, o presidente da ADIT Brasil (Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil) e Diretor do ILOA Resort, Felipe Cavalcante, lembrou que a expectativa gerada pela definição do novo Governo pode ajudar no desenvolvimento do setor.”Estávamos com uma grande âncora, que agora foi retirada. Temos inflação baixa e uma expectativa muito grande de melhora no PIB. Um quadro que irá impulsionar o turismo de lazer e estimular os investimentos em hospedagem”.

Concorrência desleal

Uma preocupação do setor, segundo Armelin, deve ser o crescimento do aluguel de residências para as férias. O Airbnb tem crescido no mundo todo e, para o executivo, veio para ficar. “Por enquanto não é o perfil de nossos clientes, mas é uma tendência e já temos consultas de famílias procurando esse sistema”, afirma.

Para ele, a situação preocupa pela fala de regulamentação. “Esse novo player do mercado não paga impostos. Quanto muito um IPT”, lembra. Já Pereira entende que a hotelaria não pode dar espaço. “O aluguel de residências para famílias em férias não vai acabar”, entende. “Mas os hoteleiros têm o papel de encantar os clientes. Oferecer uma experiência nova a cada dia para fidelizá-los”.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Bolsa qualificação beneficia turismo de Foz do Iguaçu e preserva 4,5 mil empregos

Foz do Iguaçu vem adotando diversas medidas para preservar empregos e amenizar o impacto social provocado pela pandemia no novo coronavírus (Covid-19). Uma delas...

Portugal recebe o Selo ‘Safe Travels’ do World Travel & Tourism Council

Este selo visa reconhecer destinos que cumprem protocolos de saúde e higiene alinhados com os Protocolos de Viagens Seguras emanados pelo WTTC, ajudando, sobretudo,...

Os  Embaixadores do Rio e a retomada do turismo fluminense

Bayard Do Coutto Boiteux*O Rio  de Janeiro com a pandemia causada pelo Covid-19 passa o pior momento de sua história turística nas últimas décadas....

Prefeito de São Sebastião oficializa Área de Proteção Ambiental Baleia Sahy

Nesta sexta-feira (5), o prefeito do município de São Sebastião, Felipe Augusto, assinou o decreto que regulamenta o Plano de Manejo da Área de...

União Europeia só abrirá totalmente as fronteiras internas no final de junho

A União Europeia só abrirá totalmente as fronteiras internas no final de junho e começará a suspender as restrições a viagens fora do bloco...

Accor amplia programa Plant for the Planet agora para a Colômbia

Para reforçar seu objetivo com a preservação ambiental e preocupação com os insumos que utiliza em seus hotéis, a Accor anuncia no Dia Internacional...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias