De quem é a responsabilidade por furtos nas áreas comuns dos hotéis?

O hóspede estava fazendo o check-out, distraiu-se, e teve sua bagagem de mão furtada na recepção do hotel. O estabelecimento pode ser responsabilizado pelos prejuízos suportados pelo cliente? Segundo recente decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo**, sim, pois houve falha na prestação do serviço por parte do hotel.

Por Marcelo Vianna*

No entendimento do Desembargador Ricardo Negrão, relator do acórdão, “o hotel apelante falhou na prestação do serviço, na medida em que permitiu a entrada de pessoa estranha em suas dependências, que por sua vez possibilitou o furto da pasta do autor com objetos pessoais e de trabalho, o que é inadmissível para uma empresa que explora atividade hoteleira que tem a obrigação de zelar pela integridade não só física de seus hóspedes como de seus pertences

No caso, o relator afastou a culpa do hospede: “Não há, portanto, que se concluir por existência de culpa do consumidor, que confiou na segurança do estabelecimento e acabou sofrendo os prejuízos discutidos aqui. Prova nesse sentido, suficiente a afastar sua responsabilidade, deixou de ser tempestivamente produzida pelo hotel, que se limitou como já anotado a indicar a culpa do autor”.

O tema, contudo, não é pacífico. Há decisões anteriores em sentido contrário, afastando a responsabilidade do hotel quando o furto ocorrer em áreas comuns (como a recepção do estabelecimento no caso acima), pois que o cliente, ciente da potencial presença de terceiros em tais áreas, falhou em seu dever de zelo para com seus pertences.

Sem regra absoluta

Embora haja uma tendência jurisprudencial em responsabilizar-se o estabelecimento hoteleiro em tais casos, a verdade é que não existe uma regra absoluta. A decisão vai depender das peculiaridades do caso concreto e, sobretudo, do prévio entendimento dos juízes responsáveis pelo julgamento do caso (se pró consumidores ou pró empresas).

Diante da polêmica estabelecida e da impossibilidade de antever-se com certeza os termos das futuras decisões judiciais, recomendável que os estabelecimentos hoteleiros reforcem as medidas de segurança para evitar furtos em suas áreas comuns, de modo a poderem comprovar futuramente, se necessário, que adotaram todas as ações preventivas cabíveis para evitar tais ocorrências. Por outro lado, cabe aos consumidores reforçar o zelo para com seus pertences, o que certamente evitará muita dor de cabeça no futuro.

*Marcelo Soares Vianna é mestre em direito, advogado atuante no setor do turismo, sócio do escritório VIANNA & OLIVEIRA FRANCO ADVOGADOS (www.veof.com.br). Para eventuais considerações acerca do conteúdo enviado, está à disposição pelo endereço: marcelo@veof.com.br

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

ABIH-MG registra fechamento e paralisação de hotéis em Minas Gerais. Em BH 11 suspendem atividades

Até o momento, em Belo Horizonte, 11 hotéis suspenderam suas atividades e dois paralisam nos próximos 15 dias; 30% dos funcionários do setor já...

Proposta de regime transitório da Lei de Recuperação Judicial e Falências (PL 6.229/05) é perigosa

Gabriel de Orleans e Bragança é sócio-gestor, e Luis Fernando Hiar é advogado associado, da Área de Insolvência e Solução de Conflitos do Escritório...

6 filmes para quem ama viajar

6 filmes sobre viagem para acalmar os ânimos e já sonhar com o próximo roteiro, assim que o período de crise passar REDAÇÃO DO DTPara...

A ilha emergirá reino

A faixa de areia neste lado da ilha terá uns quinhentos e vinte e seis metros de comprimento. A largura será impossível precisar porque...

Accor apoia autoridades, hospitais e governo na luta contra o COVID-19

A operadora francesa de hotéis Accor vai disponibilizar uma tarifa solidária em suas unidades para parcerias com hospitais e órgãos do governo. No Brasil,...

ANAC divulga malha aérea básica até abril

Companhias fazem esforço conjunto para atender todos os estados EDIÇÃO DO DIÁRIO com agênciasA Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou nesta sexta-feira (27) a...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias