Novo governo italiano desafia a União Européia

Giovanni Callea não votou nos partidos antiestablishment que ganharam o poder na Itália, mas certamente o faria agora. Uma reunião da Liga com moradores de sua cidade natal, Palermo, o conquistou.

Por Dow Jones Newswires

Pessoas comuns, acostumadas a uma elite política distante, conseguiram levantar-se e falar, questionar e até mesmo criticar duramente o novo governo. Os parlamentares da Liga presentes levaram todas as questões a sério, lembrou Callea, um consultor de marketing de 48 anos.

“Testemunhei uma lição de política e estilo”, disse ele. “Realmente parece que eles podem responder à necessidade da Itália por uma mudança”, afirmou ao “The Wall Street Journal”.

O novo governo em Roma está abalando o establishment da Itália, da indústria ao meio acadêmico, passando pela grande mídia, os mercados financeiros e as autoridades da União Europeia (UE). A improvável coalizão da anti-imigração Liga e do Movimento 5 Estrelas, partido nascido da ira popular contra as velhas elites políticas, está levando adiante seus planos de gastar mais em assistência social e aposentadoria enquanto reduz impostos, mesmo que o orçamento descumpra as regras da UE sobre disciplina fiscal e assuste os investidores em títulos italianos.

Mas os italianos comuns veem o governo de cinco meses como uma lufada de ar fresco. Cerca de 60% dizem aos pesquisadores que votariam na Liga ou no Movimento 5 Estrelas, contra cerca de 50% nas eleições de março.

Os eleitores dizem que eles gostam que os líderes da Liga, Matteo Salvini, e do 5 Estrelas, Luigi Di Maio, – a dupla mais poderosa do governo – estão se mantendo fiéis às promessas eleitorais, apesar dos críticos de líderes empresariais, especialistas influentes e instituições importantes como o banco central da Itália.

De fato, muitos italianos veem os críticos como um establishment desacreditado, cujas receitas, incluindo restrições de gastos obrigatórias, foram tentadas e falharam. “Na Itália, as pessoas estão simplesmente cansadas das elites”, disse Lorenzo Pregliasco, sócio-gerente da consultoria política Quorum, sediada em Turim.

A Liga e o 5 Estrelas dão todos os sinais de saborear as críticas. Quando o Banco Central Europeu (BCE) ou o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgam avaliações sobre os riscos fiscais, Salvini e seus colegas tomam alegremente as mídias sociais para censurá-las em termos coloridos. “Bruxelas não faz nada além de nos mandar pequenas cartas… Nenhuma carta, pequena ou grande, nos fará mudar de rumo”, disse Salvini em um vídeo postado no Facebook no início de novembro. “A Itália nunca mais ficará de joelhos!”

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Decantar ou não decantar, eis a questão!

    Depois de esvaziar o vinho no decantador da para beber na hora...? Ou ainda tem que mexer e deixar oxigenar..., se for isto, quanto...

    Projeto de Lei sobre alíquota do querosene de aviação é tema de audiência pública

    Foi realizada na manhã desta terça-feira (20) uma audiência pública da Comissão de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais...

    Nomadismo Digital e Trabalho Remoto: setor hoteleiro se prepara para o futuro

    Com as restrições internacionais em vigor por conta da pandemia, as tendências do turismo apontam para um aumento nas viagens locais ou regionais para destinos...

    CNC: volume de receitas do turismo brasileiro encolheu 36,6% em 2020

    Entretanto, segundo a CNC,, a expectativa da vacinação traz a projeção de um avanço de 18,8% Com as medidas restritivas impostas nos estados brasileiros, em...

    Porto de Galinhas lança campanha de incentivo para agentes de viagens

    Nesta quinta-feira (22), Porto de Galinhas lançará uma campanha de incentivo voltada para os agentes de viagens com intuito de ajudar os profissionais do...

    Viação Executiva é alternativa para viagens privadas

    Em momentos de pandemia, poder contar com aeronaves privadas é um privilégio, especialmente se essa possibilidade vem acompanhada de uma oferta de serviço que...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing
    Olá.
    Esse é um canal exclusivo para Pautas e Marketing.