Grupo Costa cria departamento de descarbonização e visa emissão zero

O Grupo Costa anunciou nesta quarta-feira (15) a criação de um departamento dedicado à descarbonização na unidade Carnival Maritime, com sede em Hamburgo, na Alemanha.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


Em nota enviada ao DIÁRIO, a empresa marítima informa que o departamento recém-criado, que reúne a expertise científica e técnica do Grupo em um mesmo local, será responsável por desenvolver e implementar a estratégia para atingir as ambições de descarbonização das frotas Costa e AIDA até 2050. O trabalho será focado em pesquisa e desenvolvimento, no gerenciamento de energia e na análise de dados para o fomento de roteiros com emissão zero.
Como prioridade, o novo departamento trará soluções que otimizem ainda mais o desempenho ambiental da frota existente, trabalhando em sinergia com os Departamentos de Sustentabilidade das marcas Costa e AIDA. Especificamente, a unidade estudará e testará novas tecnologias, como baterias, células a combustível, energias solar e eólica, para acelerar sua disponibilidade.

Atualmente, novos sistemas de limpeza de gases de escape de última geração estão sendo desenvolvidos com parceiros para permitir níveis mais baixos de emissão. A evolução na aplicação de combustíveis alternativos em larga escala, incluindo biocombustíveis (biogás liquefeito e biodiesel), metanol, amônia e hidrogênio, possibilitará que os navios sejam flexíveis no uso de energia de baixo carbono. Soluções estão sendo projetadas para atender tanto os requisitos dos navios recém-construídos como da atual frota em capacidade de armazenamento e de utilização de combustíveis de nova geração.
“Enfrentar as mudanças climáticas requer um grande esforço e comprometimento, e acreditamos que a criação do departamento de descarbonização é um ativo fundamental para acelerar o desenvolvimento de novos conceitos que podem nos levar a alcançar operações neutras em carbono até 2050”, disse Michael Thamm, CEO do Grupo Costa e Carnival Asia.

“Para superar esse desafio, pretendemos promover colaborações e parcerias com outros players da cadeia de valor e assim manter o nosso papel pioneiro na indústria de cruzeiros. Também continuaremos a trabalhar em estreita cooperação com os governos para garantir que a Europa possa conduzir o caminho para um cruzeiro sustentável”, acrescenta.

Ao longo dos anos, o Grupo Costa lidera a inovação sustentável para a indústria de cruzeiros, introduzindo novas tecnologias avançadas a bordo de seus navios. Como exemplo, a empresa foi a primeira a introduzir a propulsão a GNL — a tecnologia de combustível mais avançada disponível para reduzir as emissões — com quatro navios já em operação na frota do Grupo Costa. Além disso, a maioria dos navios da frota está equipada com recursos de energia em terra para emissão zero nos portos onde essa tecnologia já está disponível.
Atualmente, o Grupo Costa está pronto para instalar o maior sistema de armazenamento de baterias de íons de lítio no navio de cruzeiro AIDAprima. Além disso, células de combustível movidas a hidrogênio derivado do metanol estão sendo instaladas no AIDAnova para os primeiros testes neste verão europeu. Com a Ecospray, empresa italiana da qual o Grupo Costa é acionista, a Costa também atua em projetos experimentais de captura de carbono.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial