Itália reabre para viajantes de lazer que embarcam nos voos da Delta

Desde 16 de maio, as frequências sem quarentena para as cidades italianas Roma e Milão estão abertas aos clientes com resultado negativo em testes para o novo coronavírus

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


Os voos da Delta Air Lines entre os Estados Unidos e a Itália com passageiros testados para COVID foram abertos a todos os clientes em 16 de maio, após o governo italiano suspender as restrições de entrada, permitindo que norte-americanos que viajam a lazer visitem o país pela primeira vez em mais de um ano.

“A Delta foi a primeira companhia aérea dos Estados Unidos a lançar um serviço sem quarentena para a Itália, e nossas rotas com pessoas testadas para a COVID provaram ser um meio viável para reiniciar as viagens internacionais com segurança”, disse o vice-presidente executivo e presidente Internacional da Delta, Alain Bellemare. “É encorajador que o governo italiano tenha dado esse passo para reabrir o país aos viajantes de lazer norte-americanos que embarcam em nossos voos com protocolos dedicados, apoiando ainda mais a recuperação econômica da pandemia global”.

Atualmente, os clientes têm várias opções de serviços diretos com testagem para a COVID com destino à Itália, incluindo:

  • Voo cinco vezes por semana entre Atlanta e Roma, que se tornarão diários em 26 de maio;
  • Serviço diário entre Nova York-JFK e Milão;
  • Três frequências semanais de JFK a Roma, que passarão a ser diárias em 1º de julho.
- Advertisement -

Além disso, a companhia lançará mais três rotas diretas neste verão do Hemisfério Norte: Nova York-JFK para Veneza em 02 de julho, bem como de Atlanta para Veneza e de Boston para Roma em 05 de agosto, tornando a Delta a maior transportadora entre os Estados Unidos e a Itália. Todos os voos da Delta para o país europeu são operados em conjunto com a parceira Alitalia.

Os serviços existentes para Roma e Milão continuarão sendo operados com o Airbus A330-300 de 293 assentos, enquanto as demais rotas serão realizadas por aviões Boeing 767-300 de 226 lugares. Todas as aeronaves contam com serviço nas cabines Delta One (cujas poltronas reclinam totalmente para virar cama), Delta Comfort+ e Main Cabin e estão equipadas com wi-fi e telas pessoais com opções gratuitas de entretenimento de alto nível.

Para embarcar nos voos da Delta dos Estados Unidos à Itália, todos os clientes devem obrigatoriamente fazer o exame para COVID-19 , antes da partida e na chegada, independentemente de seu status de vacinação. Depois de receber um resultado negativo, essas pessoas não precisarão fazer quarentena no país europeu e podem prosseguir com suas viagens.

A Itália é o quarto destino na Europa que a Delta disponibilizará aos viajantes de lazer na temporada de verão do Hemisfério Norte, depois da Islândia e da Grécia (a partir de 28 de maio), onde se pode chegar de vários aeroportos norte-americanos. A companhia também está oferecendo pela primeira vez o serviço entre Dubrovnik, na Croácia, e Nova York-JFK, que começam em 02 de julho.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Air France testa IATA Travel Pass em voos para Paris

    A Air France iniciou, na última quinta-feira (17), os testes do IATA Travel Pass em voos partindo de Nova York (JFK) e Barcelona (BCN)...

    Fecomércio MG produz cartilha sobre como preparar as empresas para a LGPD (baixe a sua!)

    Acessar as redes sociais, baixar um e-book, participar de promoções ou realizar uma compra on-line. Essas ações, comuns à rotina de milhões de cidadãos,...

    Alemanha oferece bolsa de estudos de até 2.770 euros mensais para jovens brasileiros

    As inscrições para a Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes já estão abertas e vão até o dia 15 de outubro. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências O programa é uma...

    Lisboa está entre as melhores cidades para expatriados

    O Expat City Ranking classificou Lisboa em 3º lugar entre 66 cidades no ranking das melhores cidades para expatriados viverem. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências...

    Lufthansa passa a permitir check-in com certificado de vacina digital

    A Lufthansa (LHAG.DE) permitirá que os passageiros usem novos certificados digitais de vacinação COVID-19 no check-in para seus voos, informou a companhia aérea alemã nesta...

    Radisson Blu SP refina-se com chegada do Restaurante D.O.K.

    Comandado pelo Chef Gustavo Torres o Restaurante Daily Original Kitchen - D.O.K. tem mais um novo endereço: Radisson Blu SP. REDAÇÃO DO DIÁRIO Funcionando em regime...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing