KLM paga última parcela dos empréstimos ao governo holandês

A companhia aérea holandesa KLM pagou a última parte dos empréstimos concedidos pelo governo holandês durante a pandemia COVID-19, informou nesta quinta-feira.

Graças a várias medidas, incluindo a saída de 6.000 funcionários da KLM e a redução acentuada dos custos, o desaparecimento das restrições de viagem e a crescente demanda por passagens aéreas, a KLM já foi capaz de fazer dois reembolsos no valor do empréstimo de 942 milhões de euros no início deste ano.

Em três etapas, o todo agora é reembolsado; A KLM pagou 311 milhões de euros aos bancos em 3 de maio e outros 354 milhões de euros em 3 de junho. Isso significava que todos os empréstimos da KLM de 665 milhões de euros aos bancos foram pagos. Com o reembolso agora dos 277 milhões de euros restantes, a parte do empréstimo ao governo também foi paga.

No site da empresa aérea, a KLM agradece muito ao governo holandês e aos bancos pelo apoio prestado durante a crise das coroas. “Com esse passo, a KLM mostra que assume sua responsabilidade e cumpre suas promessas aos financiadores, governo e sociedade para retribuir o mais rápido possível”, diz o comunicado.

A companhia aérea recebeu 942 milhões de euros em empréstimos do Estado holandês em 2020, quando a pandemia prejudicou as viagens internacionais. (Agências com REDAÇÃO DO DIÁRIO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial