Luciana Leite, do Parque das Aves: “temos a missão de acolher a fauna vitimada”!

Dois lugares que são considerados visitas obrigatórias para os visitantes de Foz do Iguaçu: as Cataratas e o Parque das Aves. As Cataratas são vibrantes, magnéticas, luminosas! O Parque das Aves é acolhedor, é essencial! é exemplar! E suas centenas de pássaros em meio à intacta Mata Atlântica completam essa injeção de vida que temos ao visitar Foz do Iguaçu, no Paraná!

Por Mary Ellen Aquino*


O DIÁRIO DO TURISMO visitou o parque durante o Festival das Cataratas de 1 a 3 de Dezembro e conversou com Luciana Leite diretora de Engajamento e Sustentabilidade do parque. Escute o podcast:

Em meio à Mata Atlântica, atualmente o parque possui mais de 1.300 aves, cerca de 130 espécies, sendo mais de 50% proveniente de apreensões (Crédito: Mary Ellen – DT)

Parque das Aves, um pouco da história

Quando a veterinária Anna Sophie Helene e seu marido Denis Croukamp compraram 16 hectares em frente ao Parque Nacional do Iguaçu e começaram a construir o Parque das Aves em novembro de 1993 talvez não tivessem a dimensão de que a área se tornaria um dos pontos turísticos mais visitados em Foz do Iguaçu, no Paraná. Inaugurado em 1994, foram 11 meses de construção. Atualmente parque atrai milhares de visitantes, entre estudantes, pesquisadores, turistas de todo o Brasil e do mundo.

Atualmente parque atrai milhares de visitantes, entre estudantes, pesquisadores, turistas de todo o Brasil e do mundo (Crédito: Mary Ellen)

Em meio à Mata Atlântica, atualmente o parque possui mais de 1.300 aves, cerca de 130 espécies, sendo mais de 50% proveniente de apreensões, sendo cinco viveiros de imersão, e é o único parque do mundo que trabalha na conservação de aves da Mata Atlântica.

O Parque das Aves é uma imersão ao ar puro, no cheiro da mata, nos sons dos animais, uma experiência das cores da floresta e da vida em sua plenitude!.


SERVIÇO:

PARQUE DAS AVES: https://www.parquedasaves.com.br/

Avenida das Cataratas, 12.450 Foz do Iguaçu – PR

Telefone: (45) 3529 8282

Valor do ingresso: R$ 60,00

*O DIÁRIO viajou a Foz do Iguaçu convidado pelos organizadores do Festival das Cataratas

3 COMENTÁRIOS

  1. Só acho que pelo menos metade desses pássaros poderiam já ter sido devolvido a natureza. Há muito tempo. Pois vi muitos pássaros estressados e viciados em atender ao público. Um absurdo ! Quando eles poderiam estar livre na natureza e atender ao público no seu habitat natural e não pra atender políticas públicas hipócritas.

    • O Parque é privado, não recebe ajuda do governo! Ele se sustenta sozinho, apoia diversos projetos de conservação de aves, e ainda gera diversos empregos em Foz do Iguaçu. E sabia que mais da metade das aves são resgatadas de tráfico e maus tratos, e não podem voltar à natureza por não terem condições. Soltá-las para que fossem abatidas como presas fáceis, ou morressem de fome porque não sabem sobreviver? Melhor não. O que pode ser feito é denunciar o tráfico, parar de ter ave como pet. Isso sim é o problema! O tráfico esvazia nossas florestas, e o Parque das Aves recebe essas aves, e dá um lar para elas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT