EUA adverte que uso de aparelhos 5G pode afetar segurança aérea

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) alertou nesta terça-feira (07) que a interferência do uso de tecnologia 5G representava um risco à segurança aérea e poderia resultar em desvios e interferência nos voos.

REUTERS com EDIÇÃO DO DIÁRIO


A indústria da aviação e a FAA levantaram preocupações sobre a possível interferência do 5G na área eletrônica de aeronaves sensíveis, como altímetros de rádio. A AT&T (T.N) e a Verizon Communications (VZ.N) concordaram em novembro em adiar o lançamento comercial do serviço sem fio C-band até 5 de janeiro, depois que a FAA levantou questões de segurança.

A FAA emitiu uma série de apontamentos de aeronavegabilidade ordenando a revisão dos manuais de voo de aviões e helicópteros para proibir algumas operações que exigem dados de radioatimeter quando na presença de sinais de banda c-band 5G.

Uma diretiva da FAA na terça-feira disse que a “condição insegura” representada pelo uso planejado exigia ação imediata antes da implantação de 5 de janeiro “porque anomalias de rádio altimeter que não são detectadas pela automação da aeronave ou piloto, particularmente perto do solo … poderia levar à perda de voo seguro contínuo e pouso.

Ainda não está claro quais aeroportos ou aviões específicos podem ser afetados. A FAA disse que os avisos “serão emitidos, conforme necessário, para afirmar as áreas específicas onde os dados de um altímetro de rádio podem não ser confiáveis devido à presença de sinais de banda sem fio 5G C-Band”.

A AT&T e a Verizon disseram em 24 de novembro que adotariam medidas de precaução por pelo menos seis meses para limitar a interferência. Mas grupos da indústria da aviação disseram na segunda-feira que eram insuficientes para lidar com as preocupações com a segurança aérea.

A Verizon disse na terça-feira que “não há evidências de que as operações 5G usando espectro de banda C representem qualquer risco para a segurança da aviação, já que a experiência do mundo real em dezenas de países que já usam esse espectro para o 5G confirmam”, e acrescentou que estava confiante de que a FAA finalmente concluirá que o uso do C-Band 5G “não representa risco para a segurança aérea”.

A Verizon acrescentou que estava “a caminho de lançar o 5G usando banda C no próximo mês e alcançar 100 milhões de americanos com essa rede no primeiro trimestre de 2022”.

As empresas sem fio disseram em novembro que tomariam “medidas adicionais para minimizar a energia proveniente das estações base 5G”. A FAA disse que, sob as regras da FCC de 2020, “as estações base em áreas rurais dos Estados Unidos podem emitir em níveis mais altos em comparação com outros países”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT