O mundo em 2030: o futuro pode ser conectado e sustentável

A tecnologia digital trouxe grandes mudanças para o mundo. Mas ainda assim, aplicá-la em sua totalidade tem sido um desafio aos executivos. A jornada para um futuro sustentável e tecnológico está apenas começando.

*Ankur Prakash

 No dia 1º de agosto, a humanidade entrou em déficit ambiental com o planeta. O chamado Dia da Sobrecarga da Terra, é o momento em que a demanda anual da humanidade em relação à natureza ultrapassa a capacidade de renovação dos ecossistemas terrestres naquele ano. O nome foi criado pelo instituto britânico de pesquisas New Economics Foundation, uma organização parceira da Global Footprint Network. E segundo especialistas, o Dia da Sobrecarga da Terra tem acontecido cada ano mais cedo. Para se ter uma ideia, basta saber que em 2000 esse dia foi atingido em 5 de outubro. Já em 2018, chegamos ao máximo de uso dos recursos naturais em 1º de agosto. Ou seja, de lá pra cá, estamos antecipando uma média de três dia por ano. É como se usássemos 1,7 planeta Terra.

Por outro lado, temos grandes possibilidades adiante. A tecnologia é uma das mais importantes aliadas do planeta na criação de um futuro sustentável. E, além disso, mais interligado e conectado.  De acordo com o estudo Vision 2030: A Connected Future, da Wipro em parceria com o Forum for the Future, em 2020, a Terra terá cerca de 4,1 bilhões de pessoas online, ou seja, mais da metade da atual população mundial. Prova de que as tecnologias digitais já transformaram tanto a indústria quanto a experiência humana. E isso significa um futuro incerto, mas, ao mesmo tempo, repleto de oportunidades.

Uma das surpreendentes descobertas do relatório é de que ainda que 98% da liderança de empresas globais veja o grande potencial do uso de dados e da conectividade – e acreditam que isso contribuirá para um futuro sustentável – apenas metade realmente aplica esses dados e conectividade para apoiar seus esforços.

Futuro sustentável

E para fechar esse gap entre o que é idealizado e o que efetivamente é realizado foram listados os reais benefícios que podem impulsionar um futuro sustentável:

  • Infraestruturas de dados abertas: isso significará o contexto certo para a disrupção e inovação aberta; vai aumentar a transparência e a democracia dos dados, além de facilitar o compartilhamento e reutilização de recursos;
  • Colaboração entre departamentos: mais impacto por meio da análise contextual de dados, maior eficiência na economia, maior inovação por meio de conjuntos de dados criados em conjunto. E a melhor compreensão de questões ambientais e sociais complexas com insights e evidências novas e mais robustas. Os setores público e privado permanecerão isolados;
  • Empoderamento das pessoas: as pessoas a se sentirão mais capacitadas e responsáveis. Os sistemas democráticos serão melhores. E haverá a promoção de um relacionamento sinérgico entre empresas e pessoas;
  • Consumidores informados e negócios resilientes: maior visibilidade dos impactos, uma cadeia de fornecimento e cidades mais resilientes e eficientes. Novos produtos serão criados e a mudança de comportamento será menor. Uma vez que as empresas estarão usando cada vez mais sensores e tecnologias sem fio para capturar dados em todas as etapas do produto;
  • Empatia global: novas tecnologias como Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR) podem permitir que as pessoas entendam melhor os desafios globais. Além de se envolver mais profundamente em situações que antes pareciam distantes em termos de localização e estilo de vida.

Se todas essas capacidades vierem à tona, com certeza, o que nos espera será um futuro próspero, tecnológico, mais justo e participativo.

*Ankur Prakash, VP Ibero-America e Manufatura da Wipro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais recentes

    Governo do Guarujá refuta erro em notícia que anuncia restrição hoteleira após reclassificação do Plano SP

    Conforme anunciado pelo Governo de São Paulo e veiculado pelo DIÁRIO, no último dia 30 de novembro, o poder público estadual fez uma reclassificação...

    Arquitetos e historiadores apoiam abaixo-assinado contra privatização do Ginásio do Ibirapuera

    Um abaixo-assinado contra o Projeto de Concessão do Governo do Estado para os equipamentos do Ginásio do Ibirapuera e do Conjunto Desportivo "Constâncio Vaz...

    GOL realiza voo institucional com executivos e colaboradores em seu Boeing 737 MAX

    A GOL realizou nesta quinta-feira (3/12) mais uma etapa importante para o retorno do Boeing 737 MAX à operação: um voo institucional para executivos...

    Com protocolos minuciosos, Feira de Turismo e Negócios do Festival das Cataratas é aberta aos participantes

    Para o idealizador do Festival das Cataratas, Paulo Angeli, cuidado com a saúde e expansão da tecnologia são conquistas das feiras neste período POR ZAQUEU...

    Azul apresenta sua aeronave Ararinha Azul, em Viracopos (Veja Vídeo)

    A aeronave Ararinha Azul da Azul Linhas Aéreas foi apresentada nesta quinta-feira (3) em Viracopos no centro de manutenção da companhia, ao lado do...

    Em solenidade de abertura, 15º Festival das Cataratas destaca a retomada do turismo no Brasil

    “Estamos no momento da retomada, da esperança”, afirmou o idealizador e organizador do Festival das Cataratas, Paulo Angeli POR ZAQUEU RODRIGUES O Festival de Turismo das...

    Relacionadas

    Open chat