Otaviano Maroja, presidente da Associação de Hotéis de Porto de Galinhas, fala ao DIÁRIO

Redação do DT

Ter praias posicionadas entre as melhores do país, ser o quinto destino de lazer mais procurado do Brasil e o primeiro do estado de Pernambuco fazem de Porto de Galinhas uma referência no turismo nacional. Apesar disso, os atributos não foram suficientes para evitar um leve decréscimo na ida de turistas para o destino, que registrou ocupação média entre 65% e 66% no acumulado de 2015. De acordo com Otaviano Maroja, presidente da Associação de Hotéis de Porto de Galinhas, uma grande aposta para o futuro são os turistas estrangeiros, que vêem o Brasil como um destino mais barato devido à valorização da moeda americana ante o real. Este e outros assuntos foram tratados em entrevista ao DIÁRIO, concedida ao repórter Marcelo Villas Boas. Confira:

DIÁRIO – Houve crescimento no número de turistas em Porto de Galinhas em 2015? E na receita?

OTAVIANO MAROJA – As vendas têm sido bem mais difíceis por causa da crise, então as reservas chegam muito em cima da hora. As pessoas hoje tem medo de fazer gastos com antecedência. Por exemplo: a nossa média de [antecedência de] reservas histórica era de 45 dias, agora é 15, 10. Em novembro, está se vendendo o próprio mês de novembro ou dezembro, não está se vendendo muito fevereiro, março, abril. As pessoas têm muito receio de fazer compromissos e depois se complicarem.

Não houve crescimento no número total de turistas em 2015. Atualmente, estamos 2% ou 3% abaixo de 2014. A receita deve ter um incremento muito pequeno, mas se você atualizar e colocar a inflação em cima dos números de 2015, percebe-se a receita reduzida. O crescimento foi menor do que a inflação, causando recuo.

(Foto: divulgação)
Segundo Otaviano, não houve crescimento no número de turistas em 2014, em relação aos números do ano passado (Foto: arquivo DT)

DIÁRIO – O mercado mais importante para Porto de Galinhas é a capital paulista, seguida pelo interior do estado. Existem ações específicas para este público?

OTAVIANO MAROJA – Em conjunto, os hotéis de Porto de Galinhas têm mais de 20 profissionais de vendas no estado de São Paulo. Eles vão às operadoras e agências durante todo o ano para explicar sobre os hotéis, o que se faz em Porto de Galinhas, quantos dias ficar. O mercado mais importante é São Paulo, capital e interior.

DIÁRIO – Como a volatilidade do dólar em relação ao real impactou a ida de brasileiros a Porto de Galinhas? E estrangeiros?

OTAVIANO MAROJA – O número de brasileiros tem sido bom. Vai cair um pouco em relação ao total do mesmo período do ano passado, mas tem sido bom. Ele permaneceu semalhante a 2014 devido à alta do dólar. Se não fosse o crescimento do dólar, teríamos uma ocupação menor. O brasileiro passou a viajar mais dentro do Brasil por causa do dólar, que inviabilizou a ida ao exterior.

Os estrangeiros estão vindo um pouco mais, um pouco. Cerca de 10%. Em 2008, alguns hotéis de Porto de Galinhas tinham 40% de ocupação estrangeira. Com  a crise na Europa e nos Estados Unidos, isso caiu, em 2014, para 10%. Em 2015, subiu um pouco, alguns hotéis com até 20%, no total, cerca de 11% ou 12%, só terei este número fechado no início do ano que vem. As negociações e consultas do mercado internacional para Porto de Galinhas cresceram muito. A nossa expectativa é que o mercado internacional a médio prazo cresça bastante. Aquela sensação do estrangeiro de que está na hora de voltar para o Brasil porque está barato é fácil de perceber.

DIÁRIO – Como vocês estão divulgando Porto de Galinhas fora do Brasil?

OTAVIANO MAROJA – Vamos sempre a Portugal, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile e alguns outros mercados mais raramente, mas vamos, Espanha, Itália, Alemanha, Peru, Colômbia… Mas Argentina, Portugal e Uruguai, os hotéis estão lá sempre, quase mensalmente, visitando operadores, agências e participando de eventos de turismo.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Emirates usa seu A380 em voo para Guangzhou, Cidade do Kuwait e Lisboa

A Emirates acaba de anunciar que usará sua icônica aeronave A380 nos voos para Guangzhou a partir de 8 de agosto de 2020. A...

Foz do Iguaçu retoma atividades agora em definitivo, acredita empresários do turismo

Dia 10 de junho foi anunciado pelo DIÁRIO DO TURISMO a volta das atividades turísticas em Foz do Iguaçu, porém infelizmente por determinação das...

Organizações pedem liberação de R$ 2 bi de fundos socioambientais

Carta aberta ao BNDES lançada nesta terça-feira (4) exige medidas concretas para evitar financiamento a desmatadores e a revisão da política socioambiental do Banco EDIÇÃO...

Embraer anuncia o Phenom 300MED para transporte aeromédico

A Embraer anunciou nesta terça-feira (4) o Phenom 300MED, solução de transporte aeromédico (MEDEVAC) exclusiva para aeronaves da série Phenom 300, disponível também para...

Château Hotel Grand Barrail, da França, divulga as novidades do verão

Entre elas estão um novo bar de vinhos, piqueniques gourmet e massagem com um mestre de Shiatsu EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Situado em Saint-Émilion, pequeno...

Entrevista com o professor Mário Carlos Beni: “O mundo hoje é um barco absolutamente desgovernado”

Mario Carlos Beni por sua permanente reinvenção, atualização e excepcional lucidez dispensaria apresentações*. Nesta entrevista, concedida ao editor do DIÁRIO, jornalista Paulo Atzingen, Mario...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat