Parques temáticos e de diversão de São Paulo poderão reabrir só outubro

Assim como as feiras comerciais, serão necessárias quatro semanas na fase verde antes do retorno
Agências Estaduais

Os parques temáticos e de diversão poderão reabrir em São Paulo, a partir de 12 de outubro, em regiões que estejam na fase verde do Plano São Paulo há pelo menos 28 dias consecutivos. É a mesma data para o retorno das feiras comerciais e festivais de música. O anúncio foi feito hoje (10).

Tanto os parques quanto as feiras, importantes para o turismo do Estado, terão limitações, previstas no Plano São Paulo: ocupação máxima de 60%, o público poderá ficar em pé, porém mantendo o distanciamento (sinalizadas por marcadores), adoção de protocolos gerais e específicos, uso de máscaras em todos os ambientes, venda de ingressos ou inscrições online, com marcação de assentos e horários pré-agendados e controle de acesso para garantir a lotação autorizada.

“Com esta data conseguimos garantir uma previsibilidade, demandada pelo setor, sem colocar a saúde da população em risco”, disse Vinicius Lummertz, secretário de Turismo do Estado.

Congressos: na capital paulista os eventos menores, como convenções de empresas e congressos, poderão retornar a partir de 27 de julho, caso a região se mantenha pelo menos na fase amarela – situação registrada desde 29 de junho.  

No retorno os organizadores e espaços de eventos deverão observar diversas normas de segurança. A ocupação total deverá estar limitada a 40% da capacidade, por exemplo. Outras regras: funcionamento máximo por 6 horas/dia, público sentado e com distanciamento, adoção dos protocolos gerais e específicos para aquela atividade, uso de máscaras em todos os ambientes, compra/inscrição antecipada e somente online, suspensão do consumo de alimentos e bebidas e controle de acesso de acordo com a lotação máxima.

“Os eventos comerciais, assim como os shows, festivais e parques, compõem a oferta turística do nosso estado, atraindo visitantes de todo o País”, lembra Lummertz.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Prefeitura de Salvador dá 40% de desconto do IPTU para hotéis até 2023

Diante da crise provocada pela pandemia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, nesta quinta-feira (6), medidas tributárias e fiscais de incentivo à economia,...

ABEOC faz nota repúdio e exige de governos data de retorno dos eventos

A presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos - ABEOC - Fátima Thereza Facuri Leirinha, acaba de divulgar uma nota de repúdio à...

Hplus Hotelaria anuncia retomada de suas atividades em Brasília

A Hplus Hotelaria já obteve o selo de Turismo Responsável e  posiciona-se como referência em hospedagem segura e confiável em meio à pandemia EDIÇÃO DO...

Campanha tenta impedir fechamento do restaurante Itamarati, no centro de São Paulo

Desde 1940, advogados, juízes, políticos e diversas autoridades apreciam o bolinho de bacalhau e a empada do Itamarati, restaurante em frente à Faculdade de...

Webinar denuncia: “golfinhos criados em cativeiro vivem menos”

O biólogo e professor do Instituto de Biociências da Unesp, Mario Rollo apresentou na noite desta quarta-feira (5) o Webinar: “Atrações com golfinhos e a...

Embraer tem prejuízo de R$ 1,68 bilhão no segundo trimestre

A fabricante de aeronaves Embraer encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido atribuído aos sócios da controladora de R$ 1,68 bilhão, comparável a lucro...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat