Passaporte italiano: o que muda com a saída do Reino Unido da União Europeia?

Segundo o advogo italiano Domenico Morra, especialista em dupla cidadania, serão diversas mudanças para quem deseja viajar a turismo, trabalhar ou estudar na comunidade britânica. 

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


Depois de anos de intensas discussões e acordos, finalmente o brexit entrou em vigor no primeiro dia de 2021 para confirmar a vontade dos eleitores no plebiscito e ratificar de forma deliberativa a saída do Reino Unido da União Europeia.

Mais do que se desvincular do bloco dos 27 países da Europa e mudar a geopolítica e geoeconomia mundiais, o brexit mexeu nas relações entre as nações da comunidade britânica e os viajantes, estudantes e trabalhadores estrangeiros.

Mas, de fato, o que muda com o brexit para os brasileiros, incluindo aqueles que possuem ou desejam possuir o passaporte italiano, com a saída do Reino Unido da União Europeia? Aparentemente, as mudanças não são muito positivas, segundo o advogado Domenico Morra, especialista em dupla cidadania da RSDV & Avv. Domenico Morra – Cidadania Italiana.

- Advertisement -

Morra explica que no último dia 24 de dezembro de 2020 o Reino Unido e a União Europeia chegaram a um acordo para regular as relações que vigorará, a princípio, até o próximo dia 28 de fevereiro. “O texto ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Europeu, mas vai regular as relações comerciais, de segurança cidadã e de governança, com a criação de um conselho de parceria mista encarregado de garantir que o acordo seja aplicado e interpretado corretamente”, ressalta o especialista.

Quem viajar para algum país da Grã-Bretanha, a partir de agora será considerado viajante nacional de países terceiros, ou seja, para entrar na comunidade britânica haverá um maior rigor das autoridades de imigração e uma nova documentação, como o bilhete de identidade eletrônico. “Cidadãos europeus e não europeus com reconhecida cidadania estrangeira podem entrar o Reino Unido sem a emissão de vistos para viagens curtas de até três meses”, ressalta Morra.

Por conta o brexit, estudar em alguma universidade pertencente ao Reino Unido também ficará mais difícil e pesará mais no bolso, mesmo para aqueles que possuem dupla cidadania. “Se dentro da União Europeia o brasileiro com cidadania italiana tinha vantagem de aproveitar os benefícios europeus para estudantes no sistema de ensino superior inglês, com o brexit esses benefícios como descontes e facilidades que estavam em vigor devem ser reconsiderados nos próximos meses”, defende Morra.

Outras mudanças significativas são para quem pretende trabalhar na Inglaterra ou nos demais países após a saída da União Europeia. “Ítalo-brasileiros que pretendem trabalhar na comunidade britânica devem, agora, comprovar ao governo local que já estarão empregados antes de desembarcar em algum país da Grã-Bretanha”, explica o advogado. “Outra alternativa é dispor do tempo de 90 dias como turista para encontrar um emprego e protocolar o desejo de permanecer no país”, completa o especialista.

Para aqueles que já trabalham em solo inglês, mas que nunca desejaram obter a cidadania britânica, o governo do Reino Unido pode conceder um visto de trabalho

Para aqueles que já trabalham em solo inglês, mas que nunca desejaram obter a cidadania britânica, o governo do Reino Unido pode conceder um visto de trabalho. “Este visto de permissão de trabalho provavelmente deverá ser renovado a cada dois, três ou cinco anos a depender da atividade e mediante a apresentação de um pedido do empregador”, analisa o especialista.

Por fim, aqueles que pagam impostos há mais de cinco anos no Reino Unido podem solicitar autorização de residência e cidadania. “Porém, agora esse processo pode levar mais tempo, cerca de um ano, e custar mais caro, cerca de mil libras”, finaliza o advogado Domenico Morra, especialista da RSDV & Avv. Domenico Morra – Cidadania Italiana em processos de dupla cidadania e passaporte italiano.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
PAULO ATZINGEN é jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará. Produziu reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lançou em 1998 sua primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, foi repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. É premiado contista, com três livros de ficção em prosa publicados via editais. Trabalhou como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundou em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de conteúdo editoriais e digitais para empresas privadas de hotelaria, aviação, companhias marítimas, destinos turísticos e biografias.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    EUA adverte que uso de aparelhos 5G pode afetar segurança aérea

    A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) alertou nesta terça-feira (07) que a interferência do uso de tecnologia 5G representava um risco...

    Aniversário da Avenida Paulista terá Nando Reis, Rincon Sapiência e piano voador

    No dia 08 de dezembro, a Avenida Paulista celebra 130 anos de fundação. Uma das vias mais tradicionais do país, ela ganha uma maratona de comemorações...

    Um observatório de mundo – por Thomas Bruno Oliveira*

    Na mercearia de meu pai, onde passei os decisivos e marcantes anos de minha infância, sempre fui um observador das coisas e das pessoas,...

    Luciana Leite, do Parque das Aves: “temos a missão de acolher a fauna vitimada”!

    Dois lugares que são considerados visitas obrigatórias para os visitantes de Foz do Iguaçu: as Cataratas e o Parque das Aves. As Cataratas são...

    Empresas de eventos e turismo têm até o final do ano para negociar dívidas tributárias

    As empresas do setor de eventos e turismo têm até o dia 29 de dezembro de 2021 para aderir aos programas de negociação de...

    Estados Unidos endurecem regras para cães procedentes do Brasil

    Os animais que chegam de países classificados como de alto risco para raiva, que inclui o Brasil, só poderão ingressar nos Estados Unidos por...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing