SP anuncia serviço de stopover da Azul e mais voos no interior

O Governador João Doria, o Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, e o Presidente da Azul Linhas Aéreas, John Rodgerson, anunciaram nesta sexta-feira (4), no Palácio dos Bandeirantes, o serviço de stopover da companhia. A partir de hoje, os passageiros que quiserem estender conexão, na ida ou volta de suas viagens domésticas e internacionais, poderão ficar em São Paulo por até três dias, sem custo adicional. O serviço de stopover está disponível no site da empresa e é oferecido nos aeroportos de Viracopos (Campinas), Guarulhos e Congonhas.

EDIÇÃO DO DIÁRIO

“O stopover é um programa internacional que chega ao Brasil pela primeira vez. E chega por São Paulo. Hoje, estamos falando, especificamente, da Azul e os frequentadores podem estender a sua permanência no portão de entrada, que é São Paulo, por até três dias, sem nenhum custo adicional. Essa é uma prática comum nos Estados Unidos, na Europa, no Oriente Médio e agora o Brasil, com um programa inédito aqui em São Paulo”, declarou o Governador.

Outra novidade do serviço de stopover fica por conta da inclusão da Azul Viagens ao programa, que passa a oferecer pacotes completos para essa modalidade.

Para Lummertz, esse é mais um resultado positivo do programa São Paulo Pra Todos, que tem entre seus compromissos a promoção do programa de stopover em todo o Estado. “Começamos com a Gol, agora temos a Azul e logo teremos outras companhias. Ao oferecer ao turista a possibilidade de ficar em São Paulo sem custo adicional, damos a ele tempo para conhecer a cidade, usufruir dos nossos serviços, e visitar outros destinos no litoral ou interior. A permanência desses visitantes por mais dias vai estimular ainda mais o turismo paulista, que já cresceu 7,7% no primeiro semestre deste ano, muito acima de toda a economia do país.”

“Poder oferecer essa possiblidade de parada na maior metrópole da América do Sul e um dos maiores polos culturais e gastronômicos do Brasil para os nossos clientes é uma oportunidade incrível para quem viaja de Azul e faz conexões em qualquer aeroporto de São Paulo”, afirma Rodgerson.

Sobre o stopover

Para utilizar o stopover, o cliente deve selecionar o serviço na seção “Para sua viagem” e escolher seus voos. A taxa de embarque do aeroporto de parada é adicional. A única regra do serviço é que o embarque deve acontecer no mesmo terminal de parada. No caso de agências de viagens, os agentes têm mais informações sobre o novo serviço no portal exclusivo da categoria.

Novos mercados

A partir de 20 de novembro, os clientes da Azul de Ribeirão Preto e Bauru terão mais opções de voos diretos para chegarem até São Paulo. A Azul incluirá em sua malha três e duas frequências diárias, respectivamente, ligando o interior à capital. Os voos serão operados pelos modernos turboélices ATR 72-600 da Azul. Os novos mercados estarão disponíveis nos canais de venda da companhia nas próximas semanas.

“O incentivo de redução de alíquota de ICMS tem sido muito positivo e um estímulo importante para conseguirmos oferecer mais comodidade para e opções de voos para os nossos Cliente”, disse Rodgerson.

A Azul já adicionou mais de 300 voos semanais a partir de São Paulo desde o início do programa São Paulo Pra Todos e continuará ampliando a sua presença em São Paulo. Nos próximos meses, cerca de 50 frequências semanais adicionais programadas para novembro e dezembro estarão à venda nos canais de relacionamento da companhia. Os destinos são: Florianópolis, Salvador, Recife, Brasília, Curitiba, Cuiabá e Vitória, além de Araçatuba, Natal e Aracaju a partir de Viracopos, em Campinas.

A partir de 27 de outubro, a companhia pretende retornar suas operações em Araraquara.

São Paulo Pra Todos

Lançado em fevereiro, o programa São Paulo Pra Todos reduziu a alíquota do ICMS que incide sobre o querosene de aviação em São Paulo (QAV), de 25% para 12%. Segundo estudos do setor, o combustível representa em torno de 40% do custo operacional total das empresas. Com a redução do ICMS, o Governo de São Paulo pediu contrapartidas para aumentar o fluxo de pousos e decolagens dentro do estado, principalmente em cidades que ainda não eram atendidas por linhas comerciais regulares.

Com esses novos voos da Azul, serão mais de 700 novas partidas semanais em São Paulo até o final de 2019, com destino a 38 municípios em 21 estados.

Com a nova alíquota, a arrecadação prevista para 2019 sobre a comercialização de querosene aéreo cairá de R$ 627 milhões para R$ 422 milhões, mas a compensação total – direta, indireta, induzida e catalisada – representa uma previsão de ao menos R$ 316 milhões. A estimativa é que 59 mil empregos sejam gerados nos próximos 18 meses a partir da desoneração, com previsão de R$ 1,4 bilhão em salários anualmente.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Câmara discute isenção de cobrança de direitos autorais em quartos de hotéis

Em carta das entidades ao jornal e endereçada ao Congresso, elas ressaltam que o setor não se opõe à cobrança de direitos autorais em...

Fabricante Rolls-Royce descobre fissuras em lâminas do motor do A350

A Rolls-Royce procurou tranquilizar clientes e investidores nesta terça-feira depois de ter descoberto fissuras nas lâminas dos compressores usados em seu motor Trent XWB,...

Hotelaria em Salvador tem 6,2% de ocupação em julho

O desempenho da hotelaria em Salvador do mês de julho revela uma realidade ainda desanimadora. Considerando todos os hotéis, abertos e fechados, a taxa...

Contagem regressiva para o desaparecimento da Uva Tannat (Final)

A região de Saint Mont, no sudoeste da França, além de possuir os únicos vinhedos com videiras préfiloxera é oficialmente reconhecida na França como...

Facebook anuncia doação de R$ 14 milhões a pequenos empresários de SP e DF

O Facebook lançou um programa de subsídios que vai oferecer R$ 14 milhões para pequenos e médios empresários que estão enfrentando dificuldades por causa...

Desastre em Mariana: homologado acordo de R$ 1 bilhão para reparação de danos

A decisão da 12ª Vara Federal prevê a alocação dos recursos em ações de infraestrutura, turismo e lazer nas áreas atingidas EDIÇÃO DO DIÁRIO com...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat