Suíça comemora entrada de turistas europeus, sem os asiáticos

JUNGFRAUJOCH, Suíça, 2 de julho (Reuters) – É um dia tranquilo em Jungfraujoch, a atração turística suíça chamada de “Topo da Europa”, uma montanha que conecta dois picos de 4.000 metros nos majestosos Alpes Berneses.

Antes da pandemia COVID-19, até 5.500 pessoas por dia visitavam a estação ferroviária mais alta da Europa, a 3.454 metros acima do nível do mar. Agora, as cabines espaçosas do novo teleférico passam pela face norte do Eiger quase vazias.

“No ano passado, o número de visitantes caiu dois terços para 362.800. Esperamos um número semelhante de visitantes este ano”, disse Kathrin Naegeli, porta-voz da Jungfrau Railways (JFN.S) . Mais de um milhão de pessoas visitaram Jungfraujoch em 2019, cerca de 70% delas da Ásia.

A indústria turística da Suíça se prepara para outro ano difícil, já que não se espera que os viajantes suíços e europeus compensem totalmente a ausência de turistas asiáticos mantidos em casa pelas restrições relacionadas ao COVID.

“Já perdemos metade deste ano, não podemos recuperar. Mas queremos aproveitar ao máximo o segundo semestre”, disse Martin Nydegger, diretor de Turismo da Suíça, à Reuters na semana passada.

- Advertisement -

“Normalmente, mais da metade de nossos turistas são estrangeiros. Os hóspedes suíços não podem preencher essa lacuna.”

O setor recebeu 40 milhões de francos suíços (US $ 43 milhões) em auxílio estatal até agora e muitas empresas também solicitaram apoio ao abrigo do esquema de redução do horário de trabalho.

O país alpino, também conhecido pelo Matterhorn e pelo pitoresco Lago Lucerna, espera receber 15% mais alemães e 20% mais hóspedes franceses, mas no geral as dormidas devem cair mais 5% este ano, antes de se recuperar em 2022.

A Suíça diminuiu as restrições de viagens na semana passada, abrindo suas portas para visitantes internacionais totalmente vacinados, mas isso chega tarde demais para salvar a temporada de verão. 

“Achamos que veremos os primeiros convidados dos EUA, também dos estados do Golfo”, disse Nydegger. “Os mercados de longa distância na Ásia virão mais tarde.”

Naegeli disse que a Jungfrau Railways espera que os visitantes chineses voltem em outubro para o feriado da Golden Week.

A Jungfraujoch se vendeu pesadamente para grupos asiáticos que costumam visitar a Suíça por apenas um dia enquanto viajam pela Europa. Para acelerar o acesso, a Jungfrau Railways investiu 470 milhões de francos suíços em um novo teleférico inaugurado em dezembro.

“Depois do COVID, as pessoas talvez não viajem mais em grandes grupos. Esperamos mais viajantes individuais”, disse Naegeli.

Enquanto isso, os turistas suíços em Jungfraujoch gostavam da ausência de multidões.

“É a minha primeira vez aqui. Decidi vir agora porque não é muito movimentado”, disse um homem perto de Basileia que deu o nome de Stephan.

O hoteleiro Andreas von Almen, que recebe principalmente europeus em seu venerável ‘Bellevue des Alpes’, em frente à impressionante face norte do Eiger, de 1.800 metros, disse que não se arrependeria se o turismo de massa acabasse para sempre.

“Receio que tudo volte ao normal, mas espero que também mude um pouco”, disse ele.

“O turismo de massa atrai muitos visitantes a curto prazo, mas quando as coisas dão errado, todos precisam de ajuda estatal imediatamente. Não é sustentável, precisamos nos concentrar na qualidade se quisermos continuar pagando nossos altos salários suíços.”

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo (veja os infográficos!)

    O Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo, com uma média de 3 horas e 42 minutos por dia....

    Roberto Bertino, CEO do grupo Nobile: “A hotelaria vive uma mutação”

    Fundador e presidente do grupo Nobile Hotels & Resorts, Roberto Bertino fala ao DIÁRIO sobre o início da sua jornada na hotelaria, aponta os...

    Embora remota, erupção de vulcão nas Ilhas Canárias, pode causar tsunami no Brasil

    O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma - ilha que compõe o conjunto das Ilhas Canárias espanholas entrou em erupção na tarde deste domingo...

    Feira EBS 2021 confirma edição presencial e abre credenciamento

    Evento abre o calendário oficial do mercado de eventos corporativos com exposição, rodadas de negócio e congresso, nos dias 27 e 28 de outubro,...

    Sambaqui Catamarã é um dos atrativos de Barra do Cunhau, no Rio Grande do Norte

    Em Barra do Cunhau, Canguaretama, a cerca de 90km ao sul de Natal, o Catamarã Sambaqui desliza suavemente pelas águas tranquilas do Rio Cunhaú...

    Candidatos à Bolsa Braztoa podem se inscrever até dia 13 de outubro

    Bolsistas podem se candidatar até o dia 13 de outubro para a Academia Braztoa. Início dos encontros on-line está marcado para 19 de outubro. AGÊNCIAS...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing